Are you the publisher? Claim or contact us about this channel


Embed this content in your HTML

Search

Report adult content:

click to rate:

Account: (login)

More Channels


Showcase


Channel Catalog


Channel Description:

Telefones: 99901.0414 / 98123.5945E-mail: oab.rs.advogadoprates@gmail.comBarão do Ladário 1836 - Santiago -RS

older | 1 | .... | 157 | 158 | (Page 159) | 160 | 161 | .... | 247 | newer

    0 0


    Um grupo de investigadores ligados à Cúria Romana está analisando um milagre acontecido recentemente em terras brasileiras. Os representantes do Vaticano estão estudando o desaparecimento misterioso de uma denúncia contra Aécio Neves das páginas dos jornais. Segundo delação do doleiro Alberto Youssef e do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, Aécio teria recebido propina oriunda de recursos desviados da Petrobras e de Furnas.


    A notícia foi divulgada em diversos veículos de comunicação do mundo, mas no Brasil ela acabou desaparecendo milagrosamente durante os festejos de fim de ano. Os investigadores do Vaticano estão avaliando se devem promover uma beatificação coletiva entre as empresas jornalísticas brasileiras ou se canonizam Aécio Neves logo de uma vez.

    Conheça o Surrealista, nosso site de notícias reais que parecem coisa do Sensacionalista

     
     
    Recomendado Para Você

    0 0

    Minha amada filhinha passou esse domingo de Páscoa ao meu lado. Sempre sorridente, é um anjo raro. Novamente veio aos meus braços com um desenho, a caneta, onde ela consegue captar bem a si mesma e eu, com os cabelinhos ralos. 

    Ficou feliz da vida com cesta de Páscoa que ganhou, mais a patinete e uma coleção de livrinhos de histórias infantis. Isso, foi o que eu dei para ela. Contudo, quando estávamos saindo, ainda lembrou-me que queria um sabonete da FROZEN. A já levou também um batom infantil e aqueles adesivozinhos para colar nas unhas.

    Mas Nina sempre me vem com uma surpresa. Ela já sabe que existem vários povos no planeta e que falam idiomas diferentes. Isso ela sabe bem há dois anos. Mas hoje ele queria saber como os cachorros entendiam seus donos e que linguagem eles falavam?

    Adoro essa curiosidade de Nina. 

    No caminho, uma paragem. E vem uma carga de histórias.

    Ela me contou que assistiu um filme sobre a crucificação de Cristo. E - como Cristo voltou depois de morto - coube a mim, com um raro exercício dialético e cabalista, explicar-lhe uma coisa que nem eu acredito bem, que é a separação da alma do corpo, a vida e a morte. Essa história da alma há tempo a intriga, embora ela tenha bastante clareza acerca da morte, do corpo que fica, sem vida ... essas coisas. No caso de hoje, ela queria entender para onde íam as almas e como a alma de Cristo voltou. E me questionou monte sobre para onde foi a alma de Cristo, onde ela ficou nos 3 dias em que ele esteve morto ... 

    Não fui eu que incitei essa dúvida em sua cabeça. Foi ela, ao assistir o filme, que ficou cheia da incertezas. 

    Quero ver quando Nina ler na Bíblia a história de Adão e Eva e concluir que somos todos uma geração de incestos. Ou vou explicar-lhe a questão de Adão sob o enfoque de Valdomiro Lorenz e a Cabala ... me parece mais coerente. 

    Por fim, hoje, Nina me deixou perturbado ou, pelo menos, inquieto. Falei-lhe que compraria uma velha casa abandonada a beira da estrada para ficar pertinho dela. Ela não me deixou anotar o telefone do contato e foi seca: não mesmo pai, tu vai comprar uma casa em Santiago. E sentenciou: tu sabe que vou ficar contigo

    Quem sabe ... 

    Fiquei tão feliz - hoje -, após tantos meses, arrumar-lhe uma mamadeira, a exemplo do domingo passado. Nina adora mamar enquanto lhe coço a cabeça, estico seus fios de cabelos e acaricio-lhe a face. Um amor totalmente diferenciado, resistiu a tudo e a todas as investidas. Dentro dela, em seu íntimo, em sua alminha, ela sabe exatamente o pai que eu fui e o pai que eu sou. Isso ninguém vai arrancar-lhe. A essência (acepão hegeliana) dela é só dela e ela sabe que eu sou Gibran....

    Vossos filhos não são vossos filhos.

    São os filhos e as filhas da ânsia da vida por si mesma.
     

    Vêm através de vós, mas não de vós.
     

    E embora vivam convosco, não vos pertencem.
     

    Podeis outorgar-lhes vosso amor, mas não vossos pensamentos,
     

    Porque eles têm seus próprios pensamentos.
     

    Podeis abrigar seus corpos, mas não suas almas;
     

    Pois suas almas moram na mansão do amanhã,
     

    Que vós não podeis visitar nem mesmo em sonho.
     

    Podeis esforçar-vos por ser como eles, mas não procureis fazê-los como vós,
     

    Porque a vida não anda para trás e não se demora com os dias passados.
     

    Vós sois os arcos dos quais vossos filhos são arremessados como flechas vivas.
     

    O arqueiro mira o alvo na senda do infinito e vos estica com toda a sua força
     

    Para que suas flechas se projetem, rápidas e para longe.
     

    Que vosso encurvamento na mão do arqueiro seja vossa alegria:
     

    Pois assim como ele ama a flecha que voa,
     

    Ama também o arco que permanece estável.
     

    Khalil Gibran
     





    0 0








    Esta é a santiaguense Renata Medeiros. Sei pouca coisa sobre ela, apenas que é formada em Desenho Industrial pela UFSM, foi colega do meu sobrinho Guilhes Prates Damian. Renata mora em Caxias do Sul e é filha do médico Renato Medeiros. Minha relação com a Renata é bem estranha. Ela foi uma das raras pessoas que sempre valorizou meu trabalho, lia e prestigiava.  Sei lá, sempre fomos amigos, mas nunca nos falamos, sequer a conheço. Agora, sua arte é fantástica, tem um toque mágico, alguma coisa me lembra um toque à Pablo Picasso ... acho que ela transita, nessa pós modernidade, entre a expressão da loucura chegando num estranho neo-realismo fantástico. Pela sua arte denota-se as várias incógnitas de sua proposta e um pouco da tradução de seu espírito inquieto e irrequieto. Arte é algo para apreciado e admirado e nisso, a arte da Renata, soa como um belo espetáculo visual e agradável aos nossos olhos, não nos importando com o entendimento, que deve mesmo sempre ser filho da subjetividade. 
    Lamento não ter mostrado a arte de Renata para a Nina, minha filhinha, pois queria vê-la fitando aqueles olhinhos, sem entender nada, coçando a cabeça e botando a língua entre os dentes. Esta arte é para ser apreciada, curtida e admirada. Renata, sim, é uma Artista e faz jus a nossa tradição e nossa fama. A arte dela é poesia pura, em sua essência, penetrante, corta como uma faca de dois gumes, perturba, inquieta e conduz-nos a viagens estranhas em nossos labirintos mentais. 

    Agora eu entendo porque ela lia e entendia o que eu escrevia. Sempre soube que eu não escrevia para tolos, sempre me vi um pouco em Schopenhauer. E continuo, escrevendo e viajando. Viajando nessa monumental obra de Arte. Desde já sugiro ao Prefeito Ruivo e seu staff que o próximo nome da calçada da fama seja dessa mulher admirável, dessa santiaguense que expressa e sintetiza toda nossa capacidade artística e todo nosso melhor fruto, conquistando o universo mágico das formas, cores e traços. 

    Renata é mágica, é a alquimista da caneta BIC, pois com a simples ponta de uma caneta, ela consegue construir o impossível, tornando possível nossa viagem e nossos sonhos.

    Eu já pesquei Renata sobre Ernest Fischer, mas imaginei toda essa criatividade, expressão e anti-razão traduzindo a Cabala para sua arte. Sua obra - por si só - é potencialmente revolucionária, imagino então - o quanto - transitando entre o esotérico cabalístico do que não é dito no dito e do é dito no não dito. Se escrever em códigos já é emocionante, imagino a linguagem da expressão artística traduzindo os anseios da sociedade pós-moderna em rede, do indivídeo e da cabana eletrônica.



    0 0

    Julio César DE Lima PratesVereadores? Onde? Vereadores em Santiago? Bombeiro Bianchini, sim, esse é o único que tinha que levantar sua voz em nosso nome, posto que vive se metendo onde as atribuições de vereadores estão em pauta e omite-se, vergonhosamente, nesse escandaloso caso dessa CORSAN. Aliás, não sei porque o Sartori ainda não deu jeito de vender essa coisa para a iniciativa privada. Eu sempre apoiei o Miguel Bianchini, agora juro que não entendo sua posição de letargia, quando a população de Santiago está em pânico, vivendo um verdadeiro pavor pela ausência de água em seus lares. Contudo, minha esperança, Rafael Nemitz, apesar de tudo, ainda está na atuação do Ministério Público, mas essa precisa ser dura e enérgica, rigorosa, e nada cair no lero-lero que ouço desde que voltei para minha cidade natal.

    0 0

    Essa foto mostra trecho asfáltico entre Bossoroca e São Luiz Gonzaga e é da Rádio Missioneira, de São Luiz Gonzaga. 

    Isso ultrapassa os limites do bom senso, a cidadania é barbaramente achincalhada, isso revolta qualquer cidadão decente. Onde estão os homens e mulheres de honra, de ética, capazes de liderarem uma insurreição contra essa podridão que tomou conta do nosso Estado? 

    Onde estão os deputados que caçam votos na região?

    E os prefeitos dessa cidades, não têm força? Não tem vozes? Até onde vai a omissão?

    Admiro a coragem da Rádio Missioneira, faz jus ao nome, não atua com submissão, mostrou independência e altivez. Não sem razão, essa foto, divulgada nas redes sociais, espalhou-se pelo mundo rapidamente.

    Quem duvide que olhe meus nesse começo de semana:


    Visualizações de página por país

    Gráfico dos países mais populares entre os visualizadores do blog
    Entrada Visualizações de página
    Brasil
    6201
    Estados Unidos
    5884
    Polônia
    202
    Portugal
    164
    Alemanha
    53
    Coreia do Sul
    28
    Ucrânia
    19
    Índia
    15
    Espanha
    9
    França
    7

    0 0
  • 03/28/16--16:11: A CHARGE DO SANTIAGO
  • O arquiteto santiaguense, Neltair Abreu, UFRGS,  apontado pelo Salão de Tóquio de Cartun, como um dos dez maiores cartunistas do Mundo, tem suas mãos na calçada da fama de nossa cidade, produziu essa obra que enceta uma reflexão sobre o momento político pelo qual passamos.

    0 0

    Muitos anos atrás, pensei em escrever um livro falando na importância do amor que devemos devotar aos nossos filhos e filhas, justamente porque entendia ser nesse ato, que estaria a construção da vida adolescente e adulta.

    Pensei sempre muito nas crianças do oriente médio, uma situação que conheci bem por força de meu trabalho, especialmente nas quase duas décadas que residi fora. Não que a situação da África e da Asia seja diferente, não, nem na América Central, nem nas crianças do Rio Janeiro, nem nas nossas, nem na minha própria filha. 

    O amor, o carinho, o afeto e a paixão é tudo numa vida em construção. 

    Muitos criticam meu modo tolerante de ser com a Nina, mas poucos sabem o que eu sei sobre o drama de filhos desprezados, jogados pelos pais, abandonados, criados por terceiros. A criança amarga quieta e interioriza seus dramas de forma que os adultos não percebem. Mas logo ali adiante, na adolescência e, posteriormente, na fase adulta, emergem os graves problemas de comportamentos, distúrbios, desequilíbrios emocionais, alcoolismo, drogas ... Dias desses, conversando com uma psicóloga, revelava-me ela que de cada dez casos de adultos envolvidos com drogadição, existem nove com problemas na infância. 

    É fácil compreender que a raiz de tudo está nessa fase de formação da criança. É aqui que valores são repassados, é aqui que a criança forja seu equilíbrio emocional e afetivo, é aqui que ela desenvolve seu potencial de amor e ódio. 

    Também, ninguém me tira da cabeça que só o amor edifica, que só a sensatez contrói e que só a tolerância gera uma relação de confiança e faz a criança sentir-se fortalecida ou fragilizada diante da vida que ela irá enfrentar no mundo com suas armadilhas. 

    Apesar de pouquíssimo tempo para exercer minha paternidade, apenas 12 horas num domingo, procuro não frustrar minha filha e dar-lhe a marca reafirmada progressiva do amor que sempre lhe dediquei, desde que nasceu. 

    Ontem, vi uma Nina imensamente doce, abraçada o tempo todo em mim, existe uma incrível lógica em tudo. Tudo é amor, causa e consequência.

    Desde que caímos nesse martírio que se transformou nossas vidas, ontem a tarde, final de domingo, percebi algo totalmente diferente em Nina.

    Conto o que houve. 

    Quando deixo-a, em frente a casa dos avós, existe um trecho de campo que separa a porteira até a casa rural. Sempre ajudo-a passar a cerca e sua avó, sempre, sempre, sempre, sistematicamente, a recebe (com afeto, é verdade). Mas Nina, desde o momento em que ultrapassa a cerca, não olha trás, por nada, por nada ... ela encara uma rigidez, ela se transforma ... respira fundo e vai em frente. É o momento mais doloroso e o maior castigo de minha vida de todos os tempos. Se é horrível para mim, imagino para ela, com seus cinco aninhos. 

    Ontem, diferentemente de todas as últimas vezes, aliás, pela primeira vez, ela olhou para trás, olhou-me firme e sorriu, um sorriso delicado, meigo, um adeus divino, uma despedida singular.

    Alguma coisa vai acontecer. Não sei o que é. 

    Nessa segunda-feira, como sempre acontece, acordo-me, exatamente, as 6 horas da manhã. Mas hoje eu sonhava. Sonhava com ela ... No sonho, eu era outro homem, não era essa pessoa derrotada que eu sou, tinha a cabeça erguida, pisava firme no chão (incrível, mas eu me sentia no sonho). No meu sonho, não aparecia nossa casa, nem o lugar, mas minhas pisadas no chão eram tão reais ... Todos os dias, quando morávamos juntos, eu sempre levava alguma coisa para ela, nem que fosse um pirulito. 

    E aí confesso que vivi o ato mais surreal de minha vida. Deviam ser quase seis horas e eu, em meio ao meu sonho, ouço a voz de Nina: paizinho, vem aqui. Ela estava deitada e me pedia os pirulitos. Vejo seu rosto, seu sorriso. Não sei como, mas eu ouvi sua voz no meu sonho. Não me peçam explicações racionais. Que eu ouvi, eu ouvi, tirem-me a ilusão e enlouquecer-me-ão.

    Levo um susto, recobro a memória, sei que Nina não está no quarto ao meu lado, como a produção do meu sonho. Levanto e olho sobre o birot do meu quarto os quatro pirulitos que comprei para ela e esqueci-me de entregá-los. 

    Os pirulitos eram reais, o sorriso dela de despedida também era real, a imaginação do meu sonho é a irrealidade. 

    Existem pessoas que agem com gratidão para conosco. Cedo, no meu escritório, recebo uma resposta, gratidão pura, não tem outra explicação, da artista plástica Renata Medeiros, sobre quem escrevi na noite anterior. É claro, não vem o caso o que ela escreveu e nem pode ser objeto desse texto, mas um trecho de suas considerações tocaram-me profundamente. Disse me Renata: ...  Tu é o poeta! Minha Mae vai achar o máximo!!! Lembro que há mil anos lendo um texto teu, falei pra ela: é a primeira pessoa que vejo citar Giordano Bruno ...

    Creio que a reciprocidade de gratidões deve marcar as relações inter-pessoais. Educada, gentil, ela lembrou-me algo chocante, que é a paixão que tenho pela história da vida de Giordano Bruno, lembrei-me do texto e fui buscá-lo ... Lembrei, então, que mil anos atrás Renata (não sei como) convidou-me para eu ir até sua casa. Era uma amiga cósmica, nunca atendi ao seu convite. O tempo passou-se. O universo é perfeito. Passaram-se mil anos e ela fez-me lembrar o que me motivou a escrever aquele artigo sobre Giordano Bruno e seu coração. Confesso que chorei ... foi uma carga de emoções tão grande, somou-se o dia maravilhoso de domingo com Nina, o selo do nosso amor, o olhar e o sorriso de despedida, o texto e as ponderações da amiga Renata ... Fernanda viu que eu chorava, grande e perfeita companheirinha, meu escritório não dá lucro, mas é cheio de emoções. 

    Terminamos a tarde tomando o estoque de suco de mangas do amigo Guilherme Bonotto, grande psicólogo e conselheiro sentimental, dentre outras virtudes de um bom coração. Quando lá chegamos, eu e a Fernanda, ficamos felizes ao encontrar o amigo Rafael Nemitz. O Deputado Bianchini tava furioso com ele pelo debate sobre a CORSAN. Mas o Rafael é um homem apaixonado, é um sorriso permanente, boca nas orelhas, tá lindo e radiante, acho que o Bianchini perde tempo em atacá-lo agora, ele só pensa na namorada nova ... o Bianchini também tem que entender. O Rafael está em transe. 

    E no meio de tudo isso, o pobre do Guilherme, mas é assim a vida em Santiago, é aqui onde tudo acontece. Somos o centro do universo. Quando todos acham que falamos sobre política, ninguém imagina que a pauta é exclusivamente amor daqui, amor dali, amor acolá, amor carnal, amor familiar, amor entre amigos, o amor nos move, eu resisto a tudo pelo amor a Nina, sei que ela confia em mim e não posso decepcioná-la.

    Eu sei que alguma coisa vai acontecer. Não sei bem o quê, mas algo vai acontecer. Varejo isso nas vibrações ao meu alcance. 

    O universo é perfeito.  Pela teoria dos elefantes, estou no lugar certo, na hora certa. Sou imperfeito. Mas compreendo perfeitamente o alcance do desconhecido, justamente por sua razão de ser. 



    0 0

                                                                                                                              Foto: Nova Pauta-João Lemes
    Deixou-nos a querida amiga Terezinha Lucas Tusi. Doce de pessoa, sempre com aquele sorriso meigo, amável, sensata, equilibrada ... fantástica. 

    Era uma grande amiga, continuará sendo. O que ela semeou em nosso meio era altamente contagiante. Semeou amor, sobretudo, amor. 

    Uma poetisa, sabia expressar sentimentos em versos e rimas. Guardo com carinho seu livro, aquele que ela bateu na porta do nosso jornal, anos atrás, para dar-me um exemplar autografado, onde ela se dirigia a mim e a Eliziane. Peguei o livro agora há pouco quando soube de sua morte.

    Quando a encontrava na rua, era sempre aquele finíssimo ritual, próprio de uma mulher fina, culta e altamente educada. Mãe exemplar, seus filhos são exemplos para nossa sociedade. Mulher de fibra, dignidade e honradez, acima de tudo. Seus filhos todos são meus amigos, amados amigos. 

    É a vida, Terezinha deixa-nos hoje. Partiu, era um anjo, anjos não morrem, ela foi para a eternidade, para sempre, viverá para sempre em nossos corações e mentes.

     

    0 0


    Ágora (ἀγορά; "assembleia", "lugar de reunião", derivada de ἀγείρω,
    "reunir") é um termo grego que significa a reunião de qualquer natureza,
    geralmente empregada por  <https://pt.wikipedia.org/wiki/Homero> Homero como
    uma reunião geral de pessoas. A ágora parece ter sido uma parte essencial da
    constituição dos primeiros estados gregos


    Pode ser que em outros lugares existam ágoras, mas como em Santiago  é
    difícil.

    Explico-me.

    Nós, produtores rurais, levamos uma vida meio isolada, no campo, amainando a
    terra, cuidando do gado, sempre com um olho no céu, para que não haja seca e
    nem inundação. Temos que nos preocupar com o preço dos nossos produtos, que
    os frescos chamam de " commodities"; com o valor do quilo do boi vivo, que
    os de outros Estados nominam de " arroba"; se o azevém  disparou de preço,
    etc.

    Temos necessidade de trocar idéias,  compartilhar nossas angústias,  falar
    de política com nossos iguais .

    Apesar de não mais ter casa em Santiago ( sempre vou direto para a fazenda),
    toda a vez que chove vou  para as minhas "ágoras" preferidas, que são a
    Barraca Missões, o Sindicato Rural e a Veterinária Alvorada do seu
    Dejalmiro.

    Ali se reúnem os produtores rurais, fazendo compras, tomando  mate e
    trocando idéias.

    Sábado o assunto predominante era a política. Também a discussão sobre a
    judicialização de nosso cotidiano e o estupor pelas revelações da Lava Jato.
    Como há meses não aparecia, fui muito solicitado, principalmente por causa
    dos meus recentes artigos em Zero Hora.

    É tudo gente boa que vive, literalmente, do suor e da perseverança.
    Obrigado, parceiros, pelo carinho!

    As "ágoras" de Santiago são verdadeiras academias informais da difícil arte
    de timonear uma propriedade rural.

    0 0

    fonte - CONJUR

    O procurador de Justiça Rômulo Moreira, do Ministério Público da Bahia, será investigado pelo Conselho Nacional do MP por ter dito em entrevista a uma rádio local que considerava a opinião pública "uma merda". Na ocasião, ele comentava o entendimento difuso da sociedade em relação à condução coercitiva do ex-presidente Lula pela Polícia Federal, no dia 4 de março.

    Segundo o procurador, a reclamação deveria ter sido indeferida, pois não há detalhamento da acusação, apenas um áudio anexado com a conversa entre ele e o entrevistador. “Por óbvio, não posso me defender de algo pelo qual não fui acusado formalmente. Coisas dos tempos atuais”, diz.

    A Corregedoria do CNMP enviou uma cópia da reclamação à ConJur. No documento é citada a entrevista à rádio e inúmeros comentários feitos nas redes sociais contra o procurador. No documento consta que os fatos podem, "em tese, configurar falta disciplinar". O processo está sob sigilo e não pode ser consultado.

    A análise da denúncia já terminou e o resultado, segundo a assessoria de imprensa do CNMP, deverá sair até esta quarta-feira (30/3). Rômulo Moreira explica que seu posicionamento se deu como professor da Faculdade de Direito da Universidade Salvador (Unifacs), onde leciona Direito Processual Penal.
    “A entrevista, portanto, não foi dada como representante do Ministério Público, mesmo porque, o meu entendimento acerca do assunto debatido não coincide com o do Ministério Público brasileiro”, disse Moreira. Ele argumenta ainda que usou o termo com a conotação de coisa "insignificante ou irritante, desprezo, repulsão ou desagrado".

    “Foi exatamente neste sentido que a expressão foi utilizada, para mostrar que os membros do Ministério Público e os do Poder Judiciário não podem levar em consideração o clamor da opinião pública no momento de proferir as suas manifestações e decisões. Não ofendi a honra de ninguém”, afirma o procurador.

    Clique aqui para ler a reclamação.
    Processo 0.00.000.000250/2016-15

    0 0

    Fonte - Click Política


    Advogados de todo país preparam uma petição contra o comando da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que aderiu ao golpe contra o Estado Democrático de Direito e o mandato da presidente Dilma Rousseff.

    Nas redes sociais, o documento exige consulta individual para que cada advogado se manifeste sobre a representação do Conselho Federal acerca do pedido de impedimento.

    Nesta segunda-feira, dia 28, a Ordem vai protocolar um novo pedido de impeachment de Dilma em virtude da fragilidade dos 11 anteriores em tramitação na Câmara.

    Segundo o documento dos dissidentes, o pedido de impeachment é arbitrário porque não representa o coletivo e falta a ratio [última razão].

    Caso a OAB não leve em consideração a opinião dos profissionais do Direito, o movimento pede que a direção do Conselho Federal explicite não ser a vontade unânime o pedido de impeachment da presidente da República.

    Outro grupo descontente com o apoio ao golpe falava na semana passada em “rachar” a OAB. A ideia era criar “Uma Nova Ordem” que representasse todos os advogados, independente de posição política-partidária.

    Há diversos tipos de resistências ao golpismo da OAB. No Paraná — e também outros estados –, ocorreu na semana passada um ato de juristas que “fulminou” o juiz Sérgio Moro na contundente “Carta de Curitiba”.

    Não é a primeira vez que a OAB apoiou um golpe de Estado. Em 1964, o Conselho referendou a interrupção do mandato do presidente Jango Goulart. Após aquele episódio, o país mergulhou 21 anos numa sanguinária ditadura militar.

    A seguir, leia a íntegra do modelo da petição exigindo “plebiscito” na OAB:

    “Nome, e qualificação, vem, respeitosamente à presença de V. Exa, em razão das noticias veiculadas na imprensa nacional que a Ordem dos Advogados do Brasil protocolizará pedido de impeachment da Excelentíssima Senhora Presidente do Brasil, esclarecer e requerer o que segue:

    O Estatuto da Advocacia e da OAB (Lei nº 8.906, de 04 de julho de 1994) dispõe em seu artigo 54, inciso II, competir ao Conselho Federal a representação, em juízo ou fora dele, dos interesses coletivos ou individuais dos advogados.

    Em relação especificamente ao pedido de impeachment que V. Exa propõe em face da Excelentíssima Senhora Presidente do Brasil, venho esclarecer que este não representa minha vontade individual, sendo certo que não pactuo nem de suas razões e/ou motivos.

    A tomada de medida jurídica tão extrema somente se justificaria se seu designo representasse o interesse coletivo de todos os associados vinculados a esta Ordem, o que, nos termos legais vigentes (art. 81, § único, II do CDC) representam direitos transindividuais, de natureza indivisível, de que seja titular grupo, categoria ou classe de pessoas (indeterminadas, mas determináveis, frise-se, enquanto grupo, categoria ou classe) ligadas entre si, ou com a parte contrária, por uma relação jurídica base.

    O pedido de impeachment arbitrariamente propugnado por V.Exa. não se consubstancia em direito coletivo da classe de profissionais representada pela OAB, carecendo a Instituição de legitimidade ativa para prosseguir com o referido processo. Em que pese a OAB possuir capacidade postulatória para o pedido, falta-lhe a ratio para tal medida, sendo movida, apenas, por simples motivação politica.

    Assim, requeiro que, em razão da gravidade da medida a ser proposta por V. Exa, haja consulta individual a cada advogado, para que este se manifeste sobre a representação do Conselho Federal acerca do pedido de impeachment ou que, alternativamente, V, Exa. explicite não ser a vontade unanime da classe o pedido de impeachment.

    Termos em que,
    Pede deferimento.”

    0 0

    Sou um dinossauro na internet. Treze anos de blog não é pouca coisa. Dezesseis anos, com um jornal digital. 

    O blogger tem um sistema interno de estatísticas. Sei, portanto, os países que me leem e também e os assuntos que levantam os acessos.

    Assim, existem temas que passam sem a menor repercussão, vejo isso na visualização de páginas internas. Assuntos sobre Dilma, Lula, operação lava jato é uma droga, ninguém se interessa. 

    Agora, quando são assuntos pessoais, por exemplo, aquele diálogo entre ELE e ELA na internet, foi uma loucura, em menos de 12 horas tinha dado 11 mil acessos. 

    Minhas histórias com Nina, também representam acréscimos significativos, como o pessoal gosta e curte.

    Deputado Bombeiro incendiário Bianchini
    O Bianchini , acho que nem ele sabe explicar, também é canhão de acessos, acho que é a contradição que ele representa, não sei bem, mas o público adora o Bianchini, ainda mais quando ele troca os pés pelas mãos, adoro entrevistar o Bianchini, ele é sucesso garantido.

    Dra. Karine Peixoto
    Já a Dra. Karine Peixoto, rende milhares de acessos, basta eu tocar no seu nome ou colocar uma foto sua. Na noite passada, ela disse que queria conversar comigo, leia-se, me xingar de alto a baixo. Me criticou em tudo, um advogado de camiseta, essas calças sujas, essa barba por fazer, esses cabelos sem cortar. E essas frescuras no blog, te acalma tchê, parece um adolescente que não teve adolescência. Mas ela é maravilhosa, sei que tudo isso é para meu bem. A pior coisa do mundo é um homem escolher uma psiquiatra, ela fica analisando o cara o tempo todo, em tudo, e pior - ainda - se o cara tiver um blog. Todo mundo te julga pela escrita. Grassa um preconceito em nosso meio contra escritores e blogueiros opinativos. Quase uma execração pública.

    Agora há pouco, ligou-me de Porto Alegre, meu prezado Kamarada Ruy Gessinger (isso mesmo, quem não sabe o que é isso deve ler o livro ASSIM FALAM AS ESQUERDAS). Ruy estava totalmente solidário comigo, ele entende a necessidade de um blog existencialista falar a linguagem do amor e do blogueiro falar dos seus amores. Amor é uma coisa muito ampla e não se deve restringir o conceito, pelo contrário, a leitura precisa ser expansiva, interpretada em seu aspecto mais amplo possível. Eu amo meus amigos e amigas. É claro que o amor que eu sinto pela Nina é um, pela Karine é outro, pelo meu amigo Vilson é outro ... e assim é tudo. 

    Quem também rende muitos acessos é o Mestre José de Oxalá com suas previsões e clarividências. Também, é um fenômeno. Quando fala em fantasmas então ...

    Eu não faço cobertura de crimes e afins.  Não gosto de explorar essa temática. 

    Por outro lado, novidades como essa das obras da Renata Medeiros também sempre caem nas graças do meu público.

    Por fim, reconheço que sou pouco lido nas classes D e E. Quem mais me lê, a classe A e B de Santiago, é quem menos fecha comigo. Isso, no plano local. No plano internacional, sempre, todas as semana, tenho mais acessos nos EEUU que no Brasil. 

    Os ricos tem uma contradição insanável comigo. De um lado, me adoram, porque eu falo a linguagem deles, falo de autores, de clássicos, de música erudita e meu blog não tem banho de sangue. De outro lado, eles que amam, acabam me odiando pela questão político-ideológica. A Karine é a síntese dessa contradição. O certo é que treze anos de blog é uma eternidade. E a gente aprende quem são nossos leitores, o que eles pensam, o que eles gostam de ler, o que não gostam, quais os horários de picos de acessos, quais os horários que ninguém lê blog, quais os dias da semana que as pessoas mais acessam.


    0 0
  • 03/30/16--06:32: PMDB deixa o governo


  • 0 0
  • 03/30/16--07:34: NOTA OFICIAL DO PT NACIONAL
  • Sec. Nacional de Comunicação do PT
    No esforço de combater o golpe parlamentar-empresarial que se desenha, o Partido dos Trabalhadores lança este vídeo para esclarecer a população dos riscos que os setores populares correm com a quebra da legalidade democrática.
    Como não temos a mídia do nosso lado, contamos com sua valorosa ajuda na divulgação.
    Compartilhe em sua página no Facebook!
    Muito obrigado, e não vamos esquecer
    #NãoVaiTerGolpe
    #ImpeachmentSemCrimeÉgolpe
    Secretaria Nacional de Comunicação e Secretaria Nacional de Organização do PT
    Secretária Nacional de Comunicação

    0 0
  • 03/30/16--16:33: Cursos gratuitos do novo CPC
  • Novo Código de Processo Civil

    Olá Julio Prates:
    Veja os assuntos deste informativo JurisWay:

    - Cursos Online Gratuitos Novo CPC
    - Videoaulas Gratuitas Novo CPC
    - Precisa de um Certificado?
    - Está sentindo falta dos JurisClippings?

    Cursos Online Gratuitos Novo CPC

    Nos últimos dias, os acessos ao curso online gratuito Aspectos Gerais do Novo Código de Processo Civil, indicado no último informativo, foram às alturas, mostrando que a entrada em vigor do Novo Código de Processo Civil está fazendo com que muita gente procure mais informações.

    Mas esse não é o único curso online gratuito no JurisWay que trata do Novo Código de Processo Civil. São 30 no total:

    Cursos Online Gratuitos - Direito Processual Civil - Novo CPC


    Videoaulas Gratuitas Novo CPC

    Mas se você é daqueles que não gosta muito de ler, também selecionamos mais de 70 videoaulassobre o Novo CPC, que também são disponibilizadas gratuitamente:

    Videoaulas Gratuitas - Direito Processual Civil - Novo CPC

    Lembramos que os cursos online gratuitos e as videoaulas selecionadas são conteúdos isolados, específicos para quem quer estudar por conta própria e não precisa de um certificado de participação.


    Precisa de um Certificado?

    O JurisWay também possui uma modalidade de estudos chamada de Estudos Temáticos, com certificado de participação.

    Essa modalidade não é gratuita, e o valor da inscrição varia de acordo com a carga horária de cada curso.

    Nos Estudos Temáticos, o JurisWay organiza os conteúdos (que podem ser minicursos, videoaulas, notícias, decisões dos tribunais etc) em uma sequência que favorece a evolução do aprendizado, afere o aproveitamento do aluno ao final dos estudos e emite um certificado de participação.

    E especificamente sobre o Novo Código de Processo Civil, há dois lançamentos recentes no JurisWay:

    Procedimento Comum no Novo Código de Processo Civil
    Carga horária: 60 horas
    Quantidade de módulos: 12
    Valor da inscrição: R$ 75,00 (ou até 12x de R$ 7,53 no cartão de crédito)
    Tipo de Certificado: Eletrônico PDF (baixe e imprima você mesmo)

    Recursos Cíveis no Novo Código de Processo Civil
    Carga horária: 60 horas
    Quantidade de módulos: 12
    Valor da inscrição: R$ 75,00 (ou até 12x de R$ 7,53 no cartão de crédito)
    Tipo de Certificado: Eletrônico PDF (baixe e imprima você mesmo)

    Prazos para conclusão dos Estudos Temáticos: 

    Prazo Mìnimo: só é possível avançar um módulo a cada dia. Assim, se o aluno acessar o Estudo Temático todos os dias e avançar um módulo, poderá concluir os estudos em até 13 dias corridos (um para cada módulo e mais um para o teste final de aferição.

    Prazo Máximo:Não há um prazo máximo para conclusão dos Estudos Temáticos. Estude no seu ritmo e de acordo com suas possibilidades.

    Validade dos Certificados dos Estudos Temáticos JurisWay

    Os certificados dos Estudos Temáticos JurisWay atendem às exigências da maioria das faculdades e órgãos públicos para:

    - comprovação de horas extracurriculares e

    - requerimentos de Progressão Funcional em programas de aperfeiçoamento.

    Não perca tempo e inscreva-se agora!

    Procedimento Comum no Novo Código de Processo Civil - 60 horas

    Recursos Cíveis no Novo Código de Processo Civil - 60 horas

    Ainda não conhece os Estudos Temáticos com Certificado do JurisWay?
    Saiba mais e entenda a diferença entre os minicursos gratuitos e os Estudos Temáticos com Certificado:

    Dúvidas Frequentes sobre Estudos Temáticos com Certificado

    Está sentindo falta dos JurisClippings?


    Já há algumas semanas estamos com problemas no envio dos JurisClippings quinzenais, mas eles continuam sendo produzidos normalmente. Todas as edições anteriores podem ser acessados pelo link abaixo:

    JurisClipping Original

    Atenciosamente,

    Equipe JurisWay

    0 0

    iG

    Marco Aurélio criticou o desentendimento entre Legislativo e Executivo e a "insistência" em inviabilizar a governança

    Estadão Conteúdo
    Para Marco Aurélio Mello, é preciso aguardar o funcionamento das instituições
    Carlos Humberto /SCO/STF/Fotos Públicas
    Para Marco Aurélio Mello, é preciso aguardar o funcionamento das instituições
    O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou nesta quarta-feira (30) que o impeachment da presidente Dilma Rousseff não é capaz de resolver a crise vivida no País e indicou que, se não houver fato jurídico para afastar a petista, o processo "transparece como golpe". "É uma esperança vã, impossível de frutificar. Nós não teremos a solução e o afastamento das mazelas do Brasil apeando (derrubando) a presidente da República", disse o ministro, ao chegar para sessão plenária do Tribunal nesta tarde.

    "Após o impedimento, o Brasil estará melhor? O que nós teremos após o impedimento? A situação é diversa de 1992 porque temos dois segmentos que se mostram a essa altura antagônicos e não queremos conflitos sociais. Queremos a paz social", completou o ministro, primo do ex-presidente Fernando Collor, que sofreu processo de impeachment em 1992.
    Para ele, "não interessa" ao País retirar a chefe do Poder Executivo, o que pode gerar "muita insegurança". O ministro criticou o desentendimento entre Legislativo e Executivo e a "insistência" em inviabilizar a governança. "O ideal seria o entendimento entre os dois poderes como preconizado pela carta da República, pela Constituição Federal, para combater-se a crise que afeta o trabalhador, a mesa do trabalhador, que é a crise econômico-financeira. Por que não se sentam à mesa para discutir as medidas indispensáveis neste momento? Por que insistem em inviabilizar a governança pátria? Nós não sabemos", afirmou o ministro.

    No início da tarde, em cerimônia no Palácio do Planalto, Dilma voltou a sugerir que a tentativa de tirá-la do cargo é um golpe. De acordo com a presidente, não há crime de responsabilidade praticado que gere a possibilidade de afastamento. "Nós estamos discutindo impeachment concreto sem crime de responsabilidade e impeachment sem crime de responsabilidade é golpe", disse Dilma.

    Para Marco Aurélio, se for "acertada a premissa" de que não há crime de responsabilidade, a presidente "tem toda a razão". "Se não houver fato jurídico que respalde o processo de impedimento, esse processo não se enquadra em figurino legal e transparece como golpe. Agora precisamos aguardar o funcionamento das instituições, precisamos nessa hora de temperança, precisamos guardar princípios e valores e precisamos ter uma visão prognóstica", disse o ministro do STF.

    0 0

    Autorização vale para quando não for preciso local próprio para a atividade.
    Aprovado na Câmara e no Senado, texto segue para sanção de Dilma.

    Laís Alegretti     Do G1

     O Senado aprovou nesta terça-feira (29), por unanimidade, um projeto que autoriza o microempreendedor individual (MEI) a usar o endereço da própria casa como sede da empresa. A liberação vale somente nos casos em que a atividade não precisar de um local próprio para ser exercida.
    O texto, que também foi aprovado por unanimidade na Câmara, segue para sanção da presidente Dilma Rousseff.

    A medida tem como objetivo facilitar a adesão de microempreendedores ao Simples Nacional, regime tributário simplificado para empresas de pequeno e médio porte. Atualmente, leis estaduais costumam vetar o uso do endereço residencial para o cadastro de empresas. A lei federal sobre o tema não impedia o cadastro nesses casos.
    O relator da proposta, senador Blairo Maggi (PR-MT), defendeu que o projeto facilitará a vida dos pequenos empreendedores. “É racionalmente e economicamente viável que o empreendedor utilize a sua própria residência para o exercício de sua atividade empresarial, com substancial economia de recursos", diz Maggi, no relatório.

    "É de conhecimento geral o fato de os pequenos empreendedores corriqueiramente fazerem uso de suas próprias residências para o exercício de suas atividades profissionais, as quais, muitas vezes, não dependem de um local específico muito elaborado ou sujeito a pré- requisitos operacionais”, afirmou.

    Mudança

    Os senadores chegaram a votar uma proposta de alteração ao texto que acrescentava o uso de escritórios compartilhados ou virtuais como possibilidades de sede de estabelecimento de Microempreendedor Individual. A emenda, no entanto, foi rejeitada pelo plenário.

    Segundo parlamentares contrários à aprovação da mudança, a legislação atual não proíbe essa possibilidade e, se o Senado fizesse alteração no texto, o projeto teria de retornar à Câmara dos Deputados.

    0 0

    CÁLCULO MATEMÁTICO PARA O IMPEACHMENT SER APROVADO NA CÂMARA:
    Total dos deputados: 513
    Hipótese:
    341 A FAVOR do impeachment;
    0 (nenhum) CONTRA o impeachment.
    Neste caso, o impeachment não será aprovado, pois para ser aprovado, os votos SIM deverão somar 342 (2/3 do total dos 513).
    Resumindo: mesmo que Dilma não tendo um voto sequer a seu favor, se o SIM não tiver 342 para ser aprovado, o impeachment não passa na Câmara dos Deputados.

    0 0



    0 0

    Maioria decide manter investigações sobre Lula no Supremo Tribunal Federal

    Por iG São Paulo

    Apenas os ministros Marco Aurélio de Mello e Luiz Fux deram votos favoráveis ao envio do processo de volta a Sérgio Moro

    Os ministros do STF Marco Aurélio, Carmen Lúcia, Luiz Fux, Teori Zavascki e Edson Fachin
    Rosinei Coutinho/SCO/STF - 31.03.2016
    Os ministros do STF Marco Aurélio, Carmen Lúcia, Luiz Fux, Teori Zavascki e Edson Fachin
    A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal decidiu acompanhar o voto do relator da Lava Jato, Teori Zavascki, no julgamento para definir se as investigações sobre Luiz Inácio Lula da Silva permanecem na mais alta Corte do Judiciário brasileiro ou se retornam ao juiz Sérgio Moro, da Justiça Federal no Paraná.

    Além do voto do relator, votaram favoráveis à manutenção do processo no Supremo os ministros Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Dias Toffoli, Luís Roberto Barroso, Celso de Mello e Carmen Lúcia. Apenas Luiz Fux e Marco Aurélio de Mello deram voto contrário ao do relator.

    "[O conteúdo do grampo] é um procedimento que não tem nenhuma ligação com a presidente da República, que não estava sendo investigada, de forma alguma [...] Diante desta questao, o critério que nos defende é o jurídico, não o político", argumentou Fux.

older | 1 | .... | 157 | 158 | (Page 159) | 160 | 161 | .... | 247 | newer