Are you the publisher? Claim or contact us about this channel


Embed this content in your HTML

Search

Report adult content:

click to rate:

Account: (login)

More Channels


Showcase


Channel Catalog


Channel Description:

Telefones: 99901.0414 / 98123.5945E-mail: oab.rs.advogadoprates@gmail.comBarão do Ladário 1836 - Santiago -RS

older | 1 | .... | 173 | 174 | (Page 175) | 176 | 177 | .... | 247 | newer

    0 0


    Na edição de maio(mensal) do Jornal A Hora, anunciei o surgimento do Jornal A Hora on line, que entrou na internet dia 21 de junho de 2000.

    Na época, poucas residências tinham internet e nosso jornal tinha um acesso semanal de 100 visitantes, em média. 

    Mantive o Jornal até 2003, www.ahoraonline.com.br , até que em março desse ano, migrei para o BLOGGER, sendo que mantenho esse até hoje. 

    Assim, meu protagonismo na imprensa digital começou em junho de 2000, são 16 anos escrevendo na internet, 3 como jornal propriamente dito e 13 como blog. 

    Quem conhece a história do jornalismo digital no Estado, sequer acredita no nosso pioneirismo. 

     

    0 0
  • 06/21/16--19:00: É assim que eles começam
  • Agora a noite, em meu escritório
    Primeiro, hoje, eles estavam numa barreira. Pararam meu carro branco, (que não é meu, é a Agência) revistaram meu carro. Queriam saber para onde eu ía. Expliquei que meu destino era o Teatro Prezewodwiski. Entretanto, iria almoçar em Alvear, peixe com palmito, batatas fritas e vinho francês. Eles logo pensaram em comunismo e aí fiquei puto da cara. Tirei minhas carteiras,da Associação Brasileira de Imprensa e da OAB. Carteiraço mesmo. Só assim pude almoçar em paz no país vizinho, porém, irritado. Eles não entendem meu sarcasmo. Coitados. 

    Na volta, pararam meu carro de novo, revistaram meu carro. Queriam saber de onde eu vinha. Expliquei que estava em Prezewodwiski. Não entenderam nada. Pediram para eu abrir o porta-malas do carro. Penso na carga. Um pacote lindo de chocolate para a pessoa mais especial da minha vida. Digo que sou advogado e peço para não desmancharem o pacote, senão ela vai ficar tristinha. Mas o jogo é duro. Não poupo violação no meu direito constitucional de ir e vir. 



    Até agora, ninguém se importou. Ninguém tá reclamando. Todos estão calados. É assim que eles começam. 


    Bertold Brecht vive em mim:


    "Primeiro levaram os negros
    Mas não me importei com isso
    Eu não era negro

    Em seguida levaram alguns operários
    Mas não me importei com isso
    Eu também não era operário

    Depois prenderam os miseráveis
    Mas não me importei com isso
    Porque eu não sou miserável

    Depois agarraram uns desempregados
    Mas como tenho meu emprego
    Também não me importei

    Agora estão me levando
    Mas já é tarde.
    Como eu não me importei 
    com ninguém
    Ninguém se importa comigo".






    0 0

    Devido a minha ligação com a Anistia Internacional, um pessoa da resistência, no México, está fazendo postagens diretas no meu facebook. 

    O que está acontecendo no México é terrível, trabalhadores e camponeses estão sendo trucidados por um governo assassino. 

    Assim, peço ao meus leitores, leitoras e pessoa qu me acompanha no facebook, que se solidarizam e ampliem nas redes sociais esse caos que tomou conta do México.

    Entrem no meu facebook e falemos como BRASILEIROS, repudiando a ação do governo corrupto e assassino do México. 

    0 0

    Eu recebi um relatório reservado sobre o impasse nos medicamentos básicos em falta em Santiago. Não vou publicar nada, não vou falar nada sem antes levar o assunto o assunto ao Ministério Público. Ao que tudo indica houve um erro na licitação e gostaria de saber dos gestores tecnocráticos como isso tudo aconteceu. 

    Estou preludiando o assunto. Voltarei. O caso é de uma gravidade ímpar. 

    0 0


    Inscrições abertas para uma nova turminha no Grupo Terapêutico: Sonhos de Crianças. 
    Venha conhecer, participe de um encontro experimental! 
    Esperamos os pais / cuidadores e principalmente nossos pequenos com muito carinho. 
    informações pelos telefones: 55 9999 1513 / 55 9650 1223.

    0 0

    Dias atrás, conversando com minha Bióloga preferida, relatei-lhe o quanto eu estava impressionado com a obra da jovem Bióloga Camila Jornada. 

    Poetisa, escritora, contista, um tom erótico-biológico forte, traço assumido, uma mulher talentosa, faz a gente penetrar em sua obra e mergulhar fundo nas emoções. Sua temática é singular. Bióloga, busca nos traços da origem da vida uma razão para a explosão de desejos. Enlouquecedora. 

    É a maior revelação literária de Santiago dos últimos tempos. Dá de dez no Froilam e em de mil em mim. Essa é uma mulher de Verdade. 

    Me sinto uma mosquinha perto do seu gigantismo. Aliás, queria ser uma mosquinha para vê-la de perto, em seu quarto, onde ela escreve. 

    Sugiro aos leitores do blog que leiam Camila Jornada, a bióloga-erótica que revoluciona o Bioma-pampa com sua firmeza, determinação, atitude, coragem, sabedoria e humanismo. 


    A linda Camila Jornada
    Para ler Camila Canterle, essa mulher lindíssima da foto, e seu conteúdo erótico-biológico, clique no link:http://camilajornada2.blogspot.com.br/


    Bem, agora eu tenho que completar a história. 

    Tempos atrás, uma bióloga me mandou uma mensagem pelo face. Queria saber como tratar um cachorrinho. Até hoje não sei o que ela pensou de mim...Olhei a foto e vi que era bonita demais, decidi não responder. Todos sabem que eu não gosto de mulheres bonitas. 


    Bióloga Priscila Muller., sem mais opiniões, um doce de ternura
    Passou-se um tempo, creio, uns dois meses, conversamos. E conversamos e deu uma explosão de amizade. Era a Priscila, ela conhecia a mãe da minha filha, sabia tudo sobre a Nina e se  tornou minha amiga. E Priscila também conhece a Camila. Aí tudo foi se encaixando. 


    Bióloga Eliziane Mello, mãe da Nina
    Eu sou um homem vivido. Para novo, eu não sirvo. Mas sirvo para imbecil. Fui casado com uma bióloga durante doze anos. Quando me separei, sequer imaginei o universo mágico das biólogas o quanto elas são lindas, encantadoras e produtivas. Hoje, sequer consigo olhar para trás, como todo bom animal, descobri a cegueira que habitava minha alma, libertei-me das amarras satânicas e sai essa tarde flutuando, mergulhado na trilha sonora de Bryan Adams. Hoje eu amei mais um pouco a Eliziane, não fosse ela, nunca teria redescoberto a importância ... digamos assim, da biologia. (Cabala não é só exotismo, é também censura ou forma de burlar aquilo que não pode ser explícito).

    Eu sei que o trem vai me pegar. Mas a arte é arte. E como eu falava há pouco com a Renata, a gente precisa da arte para não morrer afogado na verdade. Viva Nietzsche. 

    Embora meu coração esteja ainda no conto de um arroio e o voo triunfal de Zaratustra, que foi, mas voltou ... já nem sei mais de nada. Apenas curto um Château d’Yquem, com pepinos e palmito. O vinho foi um presente de um amigo nobre. 


    Preciso me recolher cedo. Passam da meia noite. Amanhã almoço com meu amigo e Poeta Ruy Gessinger, em sua cabanha. 

    Vou contemplar a natureza e conversar com ele sobre o poder mágico e sedutor das biólogas. Eu estou completamente rendido, com os encantos literários e a sensibilidade que advém dessas almas maravilhosas, até quando querem errar, acabam acertando. Nada como uma bióloga mais linda que a outra. 

    No dia do meu aniversário, o meu prezado amigo Júlio Ruivo, com seu jeito de gringo de Ernesto Alves, quis me consolar e saiu com essa: Deus quando tira uma coisa da vida da gente é para dar outra bem melhor. 

    É claro, sem citar nomes, ele sabia da minha separação. E também estava chutando. Só que o chute dele, de certa forma, virou realidade. E aí que eu me preocupo com o Tiago. 

    Hoje eu estou light e vou dar uma folga na política. Mas creditem tudo a Camila, que me encanta com sua arte literária e a Priscila, com sua docilidade e amor aos animais. A Eliziane está feliz da vida ... agora está conseguindo ser uma bióloga. 

    Eu, sou sabidamente um cachorro sem dono e explicava isso, ontem a noite, para a Dra. Karine Peixoto. Acho que ela não entendeu. Os cachorros vagueiam ... até que alguém os adota. 










    0 0
  • 06/23/16--17:47: Um almoço entre amigos
  • Como estava previsto, saímos cedo para o Cabanha Gessinger. Eu, Guilherme Bonotto e o Marquinhos, nosso guia. 

    O Desembargador Ruy Gessinger e sua esposa, Dra. Maristela Genro Gessinger, pré-candidata a Prefeita da Unistalda, receberam-nos com um almoço especial. Como sempre, o Dr. Ruy tem aqueles estoques especiais de vinhos. Guilherme, candidato a prefeito de Santiago pelas oposições, é uma moça, só toma suco de laranja. Eu, decidi por um Santa Helena, para reelembrar o amigo Chico, que foi o último vinho que tomou comigo, em minha casa. Lembro-me bem, em um frio de junho e ele me ligou passando da meia noite e foi com duas garrafas de Santa Helena; frio de rachar e Chicão de chinelos de dedo.

    Em sua homenagem, hoje, diante da escolha do cardápio, naCabanha Gessinger, sugeri ao Ruy que tomaria Santa Helena, como todo bom evangélico sou um apreciador de vinhos, assim como o era Jesus Cristo. 

    Foi um belo almoço, longas conversas, troca de idéias e interação. Antes de tudo, somos um grupo de amigos. Apenas coincidência o fato de ambos serem candidatos a prefeito, cada qual em sua cidade, Guilherme em Santiago e Maristela em Unistalda. 

    Maristela Genro Gessinger concorre a prefeita pela cidadania. É assessora jurídica especial do Presidente do Tribunal de Justiça do Estado, ganha três vezes mais que o subsídio de um prefeito, é certo que seu despreendimento é ato de cidadania, não quer a prefeitura para roubar, mas quer deixar sua marca, seu talento e sua dedicação ao povo que ela tanto ama. Ademais, é rica. Coloca seu nome à disposição do povo de Unistalda para dar o melhor de si. Disso, não tenho a menor dúvida, por isso a apóio desde o primeiro momento que se predispôs a concorrer. Sei que ela, devido aos seus contatos pelo país afora, fará um governo revolucionário, trará o progresso para Unistalda e deixará sua marca de forma profunda. Nem falo no aval que conta em seus pleitos do meu prezado amigo, Desembargador Ruy Gessinger, dono de um dos escritórios mais conceituados de Porto Alegre e com atuação nacional. Ruy tem trânsito livre Estado afora; tenho certeza, que o povo de Unistalda, tem uma opção brilhante, rara e única em suas mãos. 

    É claro, o mesmo raciocínio vale para Guilherme Bonotto, que faz política por cidadania, paixão e sangue. 

    Foi um almoço entre amigos, marcado pela cordialidade, afeto e vínculos profundos de amizade. Um dia raro em nossas vidas e um dia especial para todos nós. 

    O governador Sartori e o vice-governador Cairoli nos convidaram para um jantar especial no Palácio, dia 29, em Porto Alegre, com direito a um show de Nenito Sarturi e banda. A carne vai da Cabanha Bonotto e as ovelhas são da Cabanha Gessinger. O Ruy e a Maristela confirmaram presença. O que o Guilherme não se tocou é de pedir um concerto de violino, arte rara do Ruy. Sei lá, até lá tem tempo. Nem sei quem vai comigo, talvez minha filhinha, se a mãe dela concordar. A outra ali, não sei, vai depender de sua carga hormonal. 








    0 0

    Um dia lindo em Santiago. Fiz um pouco de meu papel de sociólogo, pesquisador, elaborando a segunda maior pesquisa que já organizei dentro de Santiago. Um trabalho gratificante, que me remete aos velhos tempos de entender as classes sociais, os estamentos e as camadas sociais. 

    Também tive uma amável conversa com minha amada filha. Ela está radiante, sinto isso em seu tom de voz. Falou-me que logo será domingo, ela me espera, já arrumou até a roupa para nosso almoço. Linda, divina, encantadora, amo-a tão intensamente e com tanta força.

    Só os deuses do olimpo - que não gostam de verem seus argumentos em xeque - partem para as ameaças. É assim mesmo, intimidando alguns, tentam semear medo em todos, não sem razão nosso país está do jeito que está. Faltam homens com coragem e que não tenham medo de sangue. Do contrário, seremos eternos subservientes, vivendo uma vida sem sentido, pobre, podre e nojenta. 

    Uma das coisas mais abomináveis num homem é a covardia. É não dizer o que pensa com medo de eventuais represálias. Com medo de formalismos legais e desse aparato da superestrutura jurídica do país, totalmente sem legitimidade, mas controlando o Estado por dentro. 


    De qualquer forma, hoje é sexta-feira, a noite será longa. O clima agradável, não está tão frio e o fogo torna nossas vidas convidativas. É a estética da brasa com seus rituais e encantos. A lenha queimando, desperta nossos instintos mais cruéis e nossas reflexões mais profundas. 

    Meu coração está um tanto longe de mim. Vivo uma contradição insanável, mas haverá de existir uma resposta. Eu creio. 





    0 0

    Fui passar a noite de sábado com meus queridos amigos Roberto, sua esposa Lúcia e seu filhinho Cauã, Pessoas que eu amo muito e tornamo-nos parte de uma só família, tal é o afeto e o carinho que nos une. Esperam-me com um fogo na lareira, contamos histórias e dormi a noite mais divina e abençoada de minha vida, nos últimos tempos. Só eu sei o quanto os amo e o quanto minha alma se sente bem perto deles. 

    Selfie: Cauã, 4 anos, Roberto, Dona Lúcia e o blogueiro.

    Algo paga o preço desse afeto e desse beijo? Sou um homem feliz e abençoado. 

    A tarde de sábado, estive em S.F. de Assis. Chuva intensa. Conversei bastante com minha amiga, Bióloga Priscila Müller. Pessoa amável, um coração bom. Temos uma história de mil anos atrás e o pai dela o Senhor Eugênio Müller, uma história curiosa e interessante. Petistas de cepa, gente honrada e digna, Priscila ama aquele pai dela como algo impossível de ser descrito. De cada 10 palavras, uma - com certeza - vem o Eugênio. Nunca vi uma filha amar tanto um pai como ela ama e referencia o seu. Foi por ele que acabou no PT, militante, brava, aguerrida. Recebeu-me com um chocolate quente em meio ao temporal que se abatia sobre a cidade co-irmã. 

    Hoje cedo, no Bar de UNISTALDA, com minha filhinha amada. 

    Amor, Amor, amor. 

    Uma viagem agradável e cheia de prazer e afeto. 

    Hoje a Nina foi conhecer a maior gráfica da região. Toda remodelada, reformada, reestilizada. 

    Computadores novos e modernos

    Maquinário de última geração da QUALIGRAF

    Máquinas capazes de imprimir até 500 mil santinhos de candidatos a vereadores por dia. Sem sombra de dúvidas,  a maior gráfica da região, totalmente reformulada e reprogramada. 

    Poderosa máquina de corte eletrônica, certamente a única de Santiago com tal capacidade operacional. 

    E o bobão aqui de presta. A Nina adora a gravata vermelha e escolhe minha roupa para eu almoçar com ela. Minha filha é demais. Mostrei a ela uma foto, no celular, de uma moça que o papai achava bonita: ela foi taxativa:é bonita, mas eu não quero ver, tu é só meu. 


    0 0

    Recebi essa máxima, no final dessa noite de domingo, da médica-psiquiatra Karine Peixoto.

    Achei interessante. Talvez ela tenha razão, talvez não. Não sei, não tenho o monopólio da verdade. Só não digo Adeus a minha filha. Com ela, é A - Deus. Oro por ela, durmo olhando suas fotinhos e seus desenhos. 

    Mais uma vez, um domingo triste, uma despedida melancólica. Deixá-la, sabendo que é minha filha, que é meu dever cuidá-la, educar-lhe e dar-lhe um sentido na vida, é o que mais me dói nisso tudo.

    É uma dor indescritível, um sofrimento cortante como punhais de fogo. Mas preciso resistir, pelo menos até que tudo se esclareça. Só que a crueldade do tempo, o massacre impiedoso dos fatos e dos fatos que começo a descobrir, matam-me, destroem-me, corroem-me. 

    Deixo tudo nas mãos de Deus, A-Deus, talvez seja o endereço certo da conturbada espera, que não sei, não sei se não será eterna, basta uma ruptura, um corte epistemológico espiritual e a travessia será criada.  

    0 0

    Eu não sou espírita. Gostaria de entender melhor o espiritismo. Existem coisas que não encontro respostas. Existem fatos que sinto em minha alma. Não sei descrever, não sei entender. Sei apenas sentir. 

    Aqui na minha análise não vai nenhum desrespeito às pessoas as quais vou citar. São apenas exemplos, creio, de comunicação espiritual, de interação de almas ... algo assim. Sou tão ignorante quando o assunto é espiritualidade. 

    Durante doze anos, fui casado com a Eliziane, tive uma filha com ela. Durante doze anos, nunca consegui repousar ao seu lado. Dormir ao seu lado. Havia uma comunicação espiritual que entrava em desintonia profunda. E quando eu ía para a casa dos pais da Eliziane, no Puitã, pessoas trabalhadoras, honradas, honestas, algo assombroso batia em mim. Não conseguia parar dentro da casa. Sentia-se cercado de inimigos, sentia víboras voadoras ... enfiava-me nos galpões, dormia numa barraca no lado de fora e só encontrava tranquilidade ao lado dos cachorros e gatos, que dormiam todos comigo. 

    Não era diferente quando eu namorava a Dra. Karine. Nunca consegui paz para minha alma ao lado dela. Não repousava por nada. Havia algo errado. Não era nada com ela, tadinha, é uma pessoa maravilhosa, é com minha alma que está o problema. 

    Várias vezes, nas noites de temporais, quando eu tinha que pegar a Nina cedo, enfiava meu carro dentro do cemitério em Maçambará ... no fundo, ninguém me via...sintonizava o rádio na Verdes Pampas e dormia o sono mais tranquilo a sereno da semana; a paz dos cemitérios me faz bem, ali eu me sentia em harmonia...pode ser loucura, curiosidade, mas um travesseiro e um cobertor e estava instada a paz. 

    Sempre por onde andei em minha vida, senti isso. Sei sentir as pessoas. Sei onde encontro repouso e onde não encontro paz. Sei o que é dar minha alma para alguém e sei o que é sentir minha alma cercada de animais fictos atrozes, ferozes. 

    Nunca pude dormir no lado de uma mulher. Nem de homem. Mas a alma de minha filha é diferente. Dormi várias vezes ao lado dela. Desde bebê. Nina é agitada, não para tapada, caminha na cama o tempo todo ... conversava comigo a noite. Um pouco deitava nos meus pés, um pouco deitava em minha barriga, um pouco deitava em meu peito. Mas, enfim, a alma dela tem sintonia comigo...consigo dormir ao lado dela. Não sei se é minha filha, não sei se é isso, sei que minha alma se afina com a dela ... e temos paz, como a paz que eu tenho com os mortos. 

    Eu conheci o Roberto, Dona Lúcia e o Cauã, filhinho do casal, na empoeirada estrada do Puitã. Logo ali percebi que eram meus irmãos espirituais. Pobres, extremamente humildes, enfrentando privações materiais ... foram ao meu encontro enquanto em buscava pedrinhas com Nina. Entrei para suas vidas, senti a dor do relato de Dona Lúcia, percebi que Roberto era uma alma irmã minha e vi no pequenino Cauã, 4 anos, um doce de criança, percebi que era meu filhinho tanto quanto do Roberto. 

    Não posso citar nomes por razões éticas, mas o dono da extensa fazenda onde ele foi trabalhar, (é uma autoridade policial, afora ser dono da fazenda) também foi uma dessas pessoas que eu olhei, falei com ele e senti - na hora - que era uma pessoa divina, do bem, abençoada. Por ser policial, ele conhece todo meu caso, o impasse com a Eliziane, as acusações ... Nunca imaginei um policial tão rico como esse meu amigo. 

    Tudo foi um conjunto de acaso. Ou nada é por acaso nessa vida. 

    Um domingo, nesses pique-niques que Nina adora fazer comigo, estávamos sentados numa tapera, brincando com folhinhas de uma árvore, quando o Roberto e o seu filhinho Cauã entraram correndo, sorrindo, tínhamos finalmente nos encontrado. 

    Abraçamos nossos amigos. Sorrimos felizes. Foi um encontro mágico, divino e maravilhoso. 

    Roberto contou-nos que trabalha ali na Fazenda na frente de onde estávamos. Fomos até lá. Abraçamos Dona Lúcia e ficamos felizes, felizes, felizes. 

    Sábado a tarde, dia 24 de junho, eu estava em São Francisco de Assis. Viajei em meu a um temporal. Serração horrível, maus presságios. Delicadeza de um lado e algo estranho de outro. Não estava em sintonia com o Cosmo. 

    Cheguei em Santiago, coloquei a cadeirinha da Nina no carro, peguei um travesseiro e um coberto e liguei para o Roberto. Perguntei se podia dormir com eles. 

    A felicidade foi total. 

    Fizeram fogo, fizeram uma janta maravilhosa para mim e esperaram-me com festa, com sorriso nos lábios, com abraços, afeto, carinho ... 

    Senti-me como se estivesse entrando no Paraíso. 

    Um fogo enorme na lareira. Tudo tão lindo, tão encantador. E senti-me perto de minha filhinha e das pessoas que atualmente estou amando profundamente. 

    Roberto surpreende-me com as recomendações. Olha, o Patrão deixou dito que quando Senhor chegasse aqui era para lhe dar a chave a casa e lhe tratar da melhor maneira possível que o senhor é uma pessoa muito boa. 

    Fiquei orgulhoso pela recomendação do amigo policial e fazendeiro. É claro que não iria dormir na casa dele. 

    Comi uns fervidos com mandioca, feijão, ovos e suco de laranja. Roberto arrumou uma cama para mim na frente da lareira. Os cachorros todos deitaram ao meu redor. 

    Mal entendi ... mal entendi, mal entendi ...

    Quando vi, o dia já estava claro ... dormi o sono mais perfeito dos últimos tempos, em paz, paz absoluta, paz integral, paz em essência ... tranquilidade. 

    Todos eles devem ser meus irmãos cósmicos, imagino. E ali deve ser um pedaço do céu. Do contrário, nada explicaria a serenidade e a mansidão que ali encontrei. 

    É certo que morri. É certo que mergulhei noutro mundo. É certo que transcendi. É certo que minha alma vagueou, saiu de mim mesmo, passeou em meio ao temporal ... mas o repouso só foi possível e a paz absoluta alcançada por alguma razão que meu entendimento ainda não tem alcance. 

    Eu ainda queria entender isso tudo. É tão maravilhosa essa sensação de sentir que existem pessoas que nossas almas aceitam sem restrições. Creio que esses são nossos verdadeiros irmãos. E também quanto ao lugar, como explicar tudo isso?


    Vou seguir em frente. Sem medo. Alguma coisa haverei de descobrir. 







    0 0
  • 06/26/16--20:40: Cenas de um passado recente





  • 0 0

    A situação envolvendo o PP está em Santiago está tão hilária que ninguém mais se atreve a comentar o que está acontecendo, tamanha é a confusão, indecisão, tira e bota, bota e tira candidatos. Não fosse um homem com formação em ciências sociais, logo sabedor do que é o anarquismo, diria que a situação local do PP é de absoluta anarquia, descontrole da direção sobre as alas do Partido, atuações individuais fortes, rixas pessoais ...

    O Pastor Cláudio Cardoso, depois de empenhar suas palavra que não concorreria, cedeu a uma pressão da jovem Raquel Gorski, filha do saudoso Prefeito e Deputado Chicão. Voltou atrás e aceitou. A intervenção da jovem tem a ver com a aversão aos Peixotos, pois nessa conjunção de forças contra Marquinhos, somou-se aos Gorskis, os Pintos...e os pintinhos. O certo, é que Marcos Peixoto Filho foi colocado de vice na chapa majoritária e depois retirado. 

    Entretanto, antes de negociarem o nome de Marcos Peixoto, houve a tentativa de indicarem o Professor Vilmar Guerino Rosa, que não aceitou a indicação. 

    Afora Cleusa Canterle e Davi, sobrou o nome de Cláudio, por absoluta exclusão ... 

    A semana passada e o final de semana em Santiago surgiram fatos novos que ninguém mais tem certeza de nada.

    Tiago Gorski, o candidato do staff, saiu de circulação. E inexplicavelmente. Em pleno período de pré-campanha, consta que foi ministrar cursos do SEBRAE em Alegrete. No final de semana, em eventos badaladíssimos, esteve ausente. Sua ausência despertou boatos para todos os lados. 

    O período das convenções, segundo o artigo 8º, Código Eleitoral,  artigo 93, 2º, é de 20 de julho a 5 de agosto. Então, com tempo tão exíguo, o que levou essa saída de Tiago do ar?

    Claro, existe um fato em especulação e esse pode ser mais um factóide como pode ser real. Mas o mesmo setor de que desbancou Marquinhos Peixoto, o mesmo setor que fez Cláudio Cardoso rever sua posição, depois de dizer e desdizer-se, e desdizer-se e dizer-se de novo, estaria empenhado em convencer - outra vez - o engenheiro Rodrigo Gorski, filho de Chicão, a assumir a candidatura majoritária. Nessa hipótese, Tiago Gorski seria substituído pelo às e a campanha teria um novo rumo, um raciocínio, a rigor, correto, pois daria sangue novo na campanha do PP, seria uma reedição da imagem excelente de Chicão. 

    A bolsa de apostas e as especulações foram às nuvens. Para muitos essa hipótese é inviável, pois Rodrigo não viria outra vez. Para alguns, poderia acontecer o efeito Cláudio Cardoso e o vai não vai, pois a eventual aceitação de Rodrigo Gorski não seria assim tão complicada como foi a de Cláudio Cardoso, que se comprometeu perante a Igreja, e depois voltou atrás, engolindo tudo o que houvera dito ...deve ter atribuído aos mistérios de Deus a vontade objetiva de Raquel Gorski, sempre atuante, com talento e competência, dando as cartas a ponto de bater na oficina da prefeitura.

    Dentro do enfoque desse raciocínio, embora Rodrigo Gorski tenha saído da pasta de assistência social, não saiu queimado, pelo contrário, saiu com altruísmo, elegante e cagando para os partidários. Como toda águia, voa ao alto, pensa grande, é maior que toda essa politicalhazinha medíocre. Pessoalmente, acredito que Rodrigo seja até mais preparado que seu próprio pai. Se vier, se voltar atrás em sua intenção de não concorrer, estaria criada uma mão de salvação do PP, pois as pesquisas internas mais recentes estão dando um quadro sombrio ao futuro do partido. 

    O certo, nisso tudo, é que a saída de circulação de Tiago Gorski tem algum sentido e alguma lógica. Mesmo que ninguém tenha falando nada a Tiago, ele não é bobo e o zum-zum-zum na cidade é grande. Conversei com diversas pessoas sábado a tarde, inclusive com o Deputado Bianchini, e ele também sabia dessa zoeira e foi mais longe, me disse que o PP estaria monitorando bem a situação e que qualquer mudança seria ligada à perspectiva de não deixar a eleição ser um passeio para Guilherme Bonotto, que é o que se apresenta até aqui. 

    Essa própria confusão de tira e bota de vice no PP é indicativo de que  todos sentem o candidato majoritário fraco, do contrário, ninguém estaria preocupado em colocar um vice para alavancar o nome principal. Exemplo disso, é a situação da oposição. O PMDB indicou a Professora Nice, os demais partidos apoiaram, estão todos unidos e pegando juntos, sem questionamentos. Correm soltos, livres e leves, enquanto o PP está virando num legítimo angu, sem saber como contornar o nome Tiago, que não deslanchou, sem saber como contornar o racha com Toninho e sem saber como contornar o racha com os Peixotos e a debandada dos respeitáveis líderes do sindicato rural. 

    Para ficar nisso. Pois correm informações sobre os Cardinais, altamente respeitáveis e admirados pelo povo de Santiago ... e cá entre nós, eu sou testemunha ocular, a sala de Guilherme Bonotto é um desfile de PP ... não sei o que eles fazem lá, mas que é, é. 

    Pelo sim, pelo não, a semana está começando em Santiago. Sombria e confusa para o PP como sempre tem sido desde o trágico falecimento de Chicão.

    A oposição, passeia e faz festas. A bota festa. Agora, demonstra poder, jantar no Palácio com governador, vice, deputados, secretários ... É uma arrancada fenomenal. Uma jogada inteligente, um golpe de mestre. Unidos, abraçados, falando a mesma linguagem. 

    Vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos. 


    Tomara que siga tudo como está. Eu adoro o Tiago, ele faz tudo que está nos meus livros, não perde um velório, aperta a mão de todo mundo, beija velhas e criançinhas ... nem se falando que eu teria que refazer tudo de novo em minhas Pesquisas ... É claro, também adoro o Cláudio Cardoso, ele é muito massa, provou que é político, que faz uma coisa e diz outra, é um líder e tanto, manipula com um exército de fiéis usando o nome de Jesus. Lembra-me Jim Jones e o Templo do Povo , líderes assim são meus encantos, liderança é isso, não é porcaria. Eu sei bem que agora vão querer me linchar. Só que eu não tenho medo de pressão e sei que todo o fanático, manipulável, pensa como os suicidas do reverendo Jim Jones. É meu direito constitucional fundamental o livre pensamento e penso que os membros da Igreja de Cláudio Cardoso são massa de manobra eleitoral. Ponto. Até quem pensa não é, é. A manipulação é imperceptível, é só usar o nome de Deus e de Jesus. 

    Quem viver, verá. 


    Eu não posso me envolver muito com política porque meu coração está lá no Puitã com minha filhinha e outro pedaço meu, nem posso dizer aonde ... o certo é que o amor nos move e rendo-me aos encantos e ao sorriso de quem sabe que nossas almas habitam na mansão do amanhã.

    Tenham todos uma boa semana ... a minha já começou maravilhosa. 







    0 0



    0 0

    WOTHAN E O PADRE REUS ESTÃO OUVINDO MINHAS PRECES. COMEÇOU UMA CHUVINHA NA UNISTALDA





    Como vocês sabem, um dos meus santos preferidos chama-se Wothan ( ou Ôdin). Ele é o cara. Chefe das Walküren ( as Walquírias, as lindas e peladas deusas que levam os soldados mortos em batalha para o Walhalla ( pronuncia-se Wal – hhhhalla e não valiala), no Walhalla não é como no Céu que vocês imaginam, ajoelhados  todos, só rezando. Não. No Walhalla é tudo  alegria, me entendem?
    Outro santo é o Padre Reus ( pronuncia-se róis) se falar errado o nome dele, ele embrabece e é pior.
    É que na Unistalda campeira estávamos um mês sem chuva.
    Começou uma chuvinha.
    Ate agora 18 mm o que é ouro puro. Ao menos dá para salvar por um tempo as pastagens.

    Ruy Gessinger, em seu blog

    0 0
  • 06/28/16--10:18: Reflexão
  • Meu querido amigo Márcio Carvalho, cientista político da Fundação Ulysses Guimarães, fez essa sábia postagem em seu facebook nessa manhã. 

    É uma reflexão preciosa. Embora lá de Curitiba, o exemplo vale para todo o Brasil, inclusive aqui para Santiago. 

    0 0
  • 06/28/16--11:01: É de cortar o coração


  • Privada do convívio comigo, minha filhinha vive me surpreendendo. Num domingo, veio com um pacote. Dentro do pacote, uma boneca, roupas, uma caixinha de sapatos e dois desenhos. 

    Daí, foi ao lado da minha cama, arrumou a boneca dentro da caixinha de sapatos, tapou-a, botou uma mamadeira em sua boca, dispôs os desenhos juntos e disse:"papito, agora tu não tira ela daqui, eu sou ela e tu vai não vai mais dormir sozinho. Ela tá bem tapadinha por causa do frio".

    Deixei tudo como Nina arrumou. 

    Só que depois, domingo a noite, quando entrei, sozinho, no quarto onde vivo recluso, e vi aquela boneca dentro da caixinha de sapatos, bem como ela deixou, chorei um choro tão doído, tão doído, que só eu sei o que eu senti ao ver tudo aquilo. 

    Apesar da dor, por outro lado, isso é tão divino e tão reconfortante. Ela sabe que a destruição do nosso lar, da nossa família, não partiu de mim e nosso afastamento forçado, com o consequente exercício de morte de minha paternidade, atingiu-a também, pois de alguma forma, ela também perdeu o pai, que, embora vivo, o destino reservou-nos a distância e minha ausência em sua formação e em sua infância. 


    0 0

    Professor titular de Direito Penal da USP, Sérgio Salomão Shecaira, afirmou que o juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato, cometeu um crime ao divulgar os grampos envolvendo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidenta Dilma Rousseff e deve ser preso. Em uma fala repleta de críticas ao judiciário, ele participou, ao lado de outros juristas de ato em defesa da democracia, realizado em São Paulo, na Faculdade de Direito da USP.
    “O poder judiciário está, sim, acovardado, a ponto de ter modificado o princípio de presunção da inocência”, disse criticando a decisão do Supremo que autorizou a prisão de pessoas condenadas em segunda instância. Shecaira destacou trecho do artigo que o juiz Sérgio Moro escreveu sobre a Operação Mãos Limpas, da Itália, no qual ele ressaltou que os responsáveis pelas investigações fizeram largo uso de vazamentos para imprensa.
    “Então ele [Moro] já sabia qual era o caminho: ele dá uma decisão e vaza para a imprensa simpatizante, das seis famílias que dominam a mídia”, criticou, lembrando que o golpe civil-militar de 1964 também foi midiático. “E hoje um golpe está em curso no país. E não nos resta outra saída a não ser irmos às trincheiras em defesa do estado democrático de Direito”.
    Depois de citar parte da lei de interceptação telefônica, ele foi enfático ao defender que a quebra do segredo de Justiça é crime. Um dia após Moro tornar públicas conversas pessoais do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
    Shecaira defendeu que o “todo poderoso” juiz de Curitiba cometeu, sim, um crime, e deve ser punido por isso.
    “O sigilo ser quebrado pelo próprio juiz, invocando o interesse da nação – e não é ele que interpreta os interesses da nação, pois nem foi eleito pelo povo – significa que ele cometeu um crime e isso tem que ser levado às barras dos tribunais”, pregou, sob aplausos efusivos da plateia, que gritava “Moro na cadeira”.
    Segundo o professor, na “manifestação branca” do último domingo na Avenida Paulista, não estava a verdadeira população brasileira, porque a população negra não estava lá. “Quem aqui está ao lado da verdadeira população brasileira, estamos pela legalidade e pela prisão do juiz Sérgio Moro”, encerrou.
    FONTE: http://www.m.vermelho.org.br/noticia/277926-1#.VutgnKBXTuI.facebook
    NOTÍCIAS - USP


    0 0
  • 06/28/16--15:55: POSSÍVEL


  • 0 0



older | 1 | .... | 173 | 174 | (Page 175) | 176 | 177 | .... | 247 | newer