Are you the publisher? Claim or contact us about this channel


Embed this content in your HTML

Search

Report adult content:

click to rate:

Account: (login)

More Channels


Showcase


Channel Catalog


Channel Description:

Telefones: 99901.0414 / 98123.5945E-mail: oab.rs.advogadoprates@gmail.comBarão do Ladário 1836 - Santiago -RS

older | 1 | .... | 177 | 178 | (Page 179) | 180 | 181 | .... | 247 | newer

    0 0

    Hoje, meu querido amigo Miguel Bianchini, bravo deputado estadual, ascendeu minha lembrança ao comentar sobre o PPL. 

    Era agosto de 1987. Tarso Genro iria participar de um debate sobre a Assembleia Nacional Constituinte no Direito da UNISINOS e pediu-me que eu fosse com ele. 

    Sai do gabinete do Deputado Bisol, onde trabalhava e fui até a Jerônimo Coelho, prédio em frente ao Tribunal de Justiça onde ele morava, para dali seguirmos para São Leopoldo.

    Ao chegar em apartamento, nem ele e nem Luciana estavam. Sandra, sua esposa, sempre gentil e cordial, uma conceituada médica, convida-me para entrar e começamos a conversar. Ela me serve uísque e começa a me contar os segredos da Luciana, dentre eles, que ela acordava pela madrugada e assaltava a geladeira, com um prazer especial com comer feijão preto gelado. No outro dia, no almoço ... 

    Luciana hoje lidera as intenções de votos para a prefeitura de Porto Alegre e é fortíssima candidata a Presidenta do Brasil. 

    Na época, Tarso tinha um FIAT UNO e era advogado trabalhista. Seu escritório ficava ali na ladeira, quem desce do Teatro São Pedro para o calçadão.

    No meio da minha conversa com Sandra, Sílvia avisa-nos pelo telefone que Tarso me esperava em frente ao escritório.

    Despedi-me de Sandra e desci até o local onde Tarso esperava. 

    Tarso debateria com o Deputado do PDS Rubi Dhiel. Aliás, trucidou com o coitado.

    Mas foi a primeira vez que entendi a sistemática de candidaturas avulsas.

    Tarso entendia, na época, não sei se mantém a mesma posição até hoje, que deveriam ser possíveis os registros de candidaturas avulsas, pessoas do povo, sem estarem filiadas a partidos políticos, poderiam se inscrever na justiça eleitoral e disputar os pleitos sem passar por dentro dos partidos políticos e ainda exemplificou o caso de José Lutzemberg. 

    Depois, nas aulas de ciência política, no curso de sociologia, ministradas por Raul Pont, que acabara de sair do Mestrado em Ciência Política na UNICAMP-Campinas-SP, acabei aperfeiçoando melhor meu entendimento sobre as assim chamadas candidaturas avulsas. 

    Pois hoje, lendo a resposta que Bianchini escreveu para mim, veio-me à memória todo esse debate e a importância de instar a factibilidade desse tipo de candidatura. 

    É um belo debate e uma bela proposta, hoje, com ampla aceitação popular: candidaturas avulsas. 

    0 0

    Vou ser didático, pois um advogado local fez uma série de assaques contra minha pessoa por ter supostamente perdido um prazo, num processo meu mesmo, portanto, não devo satisfações a ninguém, não lesei cliente, não dei golpe em ninguém e prefiro conviver com a injustiça a praticar uma injustiça. 

    Esclareço - também - que no período eleitoral não vou tocar em assunto que envolve o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais.

    O que houve realmente?

    Eu tenho um índice de sucesso de 98% nas ações trabalhistas minhas. Mas no direito é assim, se perde uma, se ganham outras. Acho isso absolutamente normal. 

    Nas férias forenses, com o poder judiciário trabalhista em greve, retirei um processo meu para fazer um recurso ordinário.

    É óbvio que eu sei que o prazo do recurso é de 8 dias. Isso qualquer estudante de direito sabe. 

    Acontece que a situação era absolutamente anormal. De um lado, uma greve, duvido que alguém soubesse exatamente o que estava acontecendo. De outro, férias forenses. 

    Então o que fiz?

    Perguntei para a servidora e confiei na informação e na seriedade da Vara local da Justiça do Trabalho.

    A tal servidora, pegou os autos do processo, consultou alguém (não sei a quem) e disse que meu prazo para devolução do processo era dia 02 de fevereiro. E ainda anotou a lápis na capa do processo o dia da devolução.

    Achei estranho a elasticidade do prazo, mas também sabia da anomalia da greve, não sabia como estavam as interrupções dos prazos em função dessa e também sabia do recesso forense. 

    Contudo, como eu só ajo na boa-fé com as pessoas, confiei na informação da servidora.

    Tanto assim é verdade que meu recurso é admitido pelo juiz que ainda escreve que o recurso era tempestivo. 

    Entretanto, o TRT 4, entendeu que meu recurso era intempestivo. Curiosamente, eu acho que o Tribunal tem razão. Não me insurjo contra a decisão do Tribunal. 

    Admito que errei ao confiar na informação da serventuária e admito que errei por não saber nada sobre interrupções eventuais de prazos com a greve e também por não saber quando os juízes estavam considerando o prazo final do recesso forense trabalhista, devido a situação totalmente singular que se vivia naquele período. Tanto que confiei na informação prestada pela vara local.

    Eu tenho minha consciência muito tranquila acerca do meu próprio eu. Sou um adversário leal, tudo o que escrevo tem meu nome e meu CPF embaixo, não armo nas costas de ninguém, podem não gostar de ninguém, mas duvido que alguém me acuse de deslealdade como adversário, ou que alguém diga que eu fiquei um centavo de algum cliente que não era meu. 

    Minha vida é uma exposição só. Vivo de forma muito humilde, mas com o coração limpo e a mente pura. Ninguém sabe o que acontece comigo. 

    Ninguém sabe quem são os advogados que chamaram a mãe da minha filha para orientá-la a fazer registros e ocorrências contra mim, destruindo minha vida de pai, fomentando o afastamento de minha filha e impondo a ela uma dor e um sofrimento ímpares. Tenho aguentado tudo quieto. Beijei o chão da indignação humana, mas mesmo assim nunca fui desleal com ninguém. 

    Cheguei na minha idade, absolutamente pobre, não tenho nada, mas tenho um patrimônio de Honra e Ética, que ninguém me tira. Quando eu me for, o dia que minha filha for vascular minha vida, ela encontrará a Verdade. O sacrifício que me foi imposto devido as tramas, as armações, ninguém imagina nem de longe o que fazem para derrubar e para me destruir. 

    Conseguiram matar meu sorriso na medida em me tiraram tudo, desde minha casa, família até minha filha. 


    Tenho profunda vergonha de minha ex-mulher, e isso é um juízo subjetivo meu. Muita mesmo. 

    Ninguém acompanha as lágrimas da minha filha, pedindo para ficar mais um tempinho comigo. Pelo contrário, riem da minha desgraça e da desgraça de uma pobre e indefesa criança. 

    Nos últimos tempos, a campanha contra minha mim tomou ares assustadores; apenas estou resistindo quieto porque tenho que preservar a integridade física e psíquica de minha filhinha, de apenas 6 anos, e que foi arrancada do convívio comigo.

    Pessoas que se dizem socialistas, foram as primeiras a armar e a tramar nossa desgraça. 

    Essas pessoas todas que tramam nos bastidores nunca mediram o dano no psique de uma criança que de 6 anos que há 2 sofre por não entender como - de repente - o mundinho dela ruiu, a casa dela desabou, o pai que ela amava foi-lhe afastado, os coleguinhas da escola e a escola onde ela estudava a tinha sua identidade social e antropológica, tudo lhe foi arrancado. Ela tem um pai vivo mas que precisa tratar como se morto fosse e o meu direito de paternidade, só vale doze horas numa semana e ainda assim sou obrigado a rodar 440 kms nesse intervalo de doze horas para ver minha filha. 

    Sei que querem é atingir a mim. Pessoas de índole totalitária não sabem aceitar a diferença, como uma pessoa sabe uma coisa a mais ou a menos. Sou patrulhado em tudo que escrevo. A perseguição contra mim é implacável, posto que movida por sentimentos nada nobres, pois nessa onda persecutória a qual alimentam a mãe de Nina contra mim, esquecem-se que tudo respinga justamente numa pobre inocente bebê de apenas 6 anos de idade. 

    Mas eu vou seguir. Sei que tenho pessoas leais e amigas orando por mim e pela Nina e que entendem tudo o que estou passando. 

    O dia que disserem que eu tirei 1 real de um pobre ou mesmo de um rico da sociedade onde eu vivo e moro, podem ter certeza, não terei a mesma cara e nem terei coragem de escrever e me expor, porque me sentirei indigno de mim para comigo mesmo.

    Eu valorizo a Dignidade, a lealdade, a Honra e a Ética. 

    Meus atos são abertos. Se sofro, não escondo meu sofrimento. Mesmo os fatos sociais mais desabonadores contra um homem, não tive medo de expô-los publicamente.

    Outro dia a amiga Michele Gindri contou-me que esteve num bar onde eu tomava uma coca-cola e perguntou o que eu fazia lá, para o bolicheiro. (Eu tomava uma coca-cola e achava ele uma pessoa bacana). A resposta dele para Michele foi fulminante: a mulher meteu uma guampa nele...

    Eu ouvi o relato dela, acho que foi em fevereiro desse ano, não me lembro bem, e senti uma dor pela pessoa do dono do bar, e pela minha filha, que é obrigada a esconder de todos que tem um pai no local onde vive por fruto de mentira e do perjúrio.

    Nos últimos tempos um grupo político de Santiago achou de investir e usar minha família contra mim. De repente, agora todos viraram amigos da mãe da Nina e para me execrarem, para me desqualificarem, porque discordam de minha atuação como jornalista, não medem esforços na intriga e na fofoca. 

    Sei que - mais dias, menos dias - a Verdade prevalecerá. Manterei a mesma postura, saberei matar no peito os ataques, assaques, calúnias, difamações, dissabores, deboches, achincalhes e resistirei porque sou Pai e tenho uma criança no mundo que espera por mim. 

    Prefiro conviver com a injustiça a praticar uma injustiça. 

    Muita verdade ainda vai emergir. 






    0 0


    Amplia-se o desmanche do PP de Santiago. Numa atitude altamente inusitada, que gerou perplexidade em toda a região e repercutiu enormemente em Porto Alegre, a Professora Doutora Ana Carla Gomes, filha do vice-prefeito Toninho, do PP, juntamente com o conceituado Advogado Eduardo Gomes, irmão de Carla e também filho de Toninho, entraram com seus pedidos formais de desfiliação do PP.


    Ana Carla é Doutora, Professora do IFET, Alegrete, e Eduardo é um dos mais conceituados Advogados de Santiago.


    É gente do melhor quilate, gente altamente qualificada, abandonando os quadros do Partido Progressista, descontentes com a forma como o staff conduz o Partido e administra a cidade, com círculos fechados em pequenos grupos e excluindo os demais membros do Partido.


    --------------

    Acabo de receber a notícia de novos nomes pedindo desfiliação ao PP.  O impacto é ainda maior do que se apresenta. Só vou divulgar os nomes depois de conversar pessoalmente com essas pessoas. É quase inacreditável o que está acontecendo às vésperas do pleito. O desmanche é quase completo. Começou com Sandro Cardinal e agora vem outra leva. 

    0 0

    O quadro político em Jaguari tomou um rumo inusitado. 

    O nome do candidato a Prefeito pelo PP era Janguinho, nome popular e de alta credibilidade. Porém, foi cortado - de última hora - a pedido do PDT, que indicará a candidata a vice da chapa, que até esse momento é o nome de Agnes Patias, esposa do ex-Prefeito Ivo Patias. 

    Assim, o PP e o PDT marcham juntos.

    Por outro lado, o PT fechou a chapa com o PMDB, reeditando a coligação exitosa, tendo Beto Turchielo na cabeça de chapa. 

    Assim, fica definido o quadro da política jaguariense. 


    0 0

    As informações são aterradoras sobre o PP. O Líder do maior grupo político de Santiago, médico altamente respeitado, patriarca e o nome mais abalizado do Grupo dos Peixotos, irmão do Conselheiro Marco Peixoto e do ex-prefeito Cássio Peixoto, acaba de anunciar desfiliação do PP.



    0 0

    Devo muito, devo demais a meus amigos.

    Penso que o primordial é que NUNCA SE DEVE PERDER UM AMIGO. 

    Se alguém te sacaneou, então ele não era teu amigo. Mas não fala mal dele, nem de mal nem de bem. Deixa rolar, pode ser que mais na frente ocorra uma reconciliação ou se descubra que " a coisa não foi bem assim".

    O grande filósofo santiaguense Pablyto Nicola me ensinou que o amigo para pescar talvez não seja o conselheiro ideal para teu investimento de um milhão de piastras em Miami. 

    E desconfia daquele amigo cuja esposa não gosta de ti.

    É bom ser compreensivo com aquele que se afasta de ti.  Só costeleia e deixa que corra. 

     Quando ele cansar e se voltar, sem cobranças, segue o papo de onde terminou.
    Se ele , teu amigo, te disser que estás gordo, retruca na hora alertando para as caspas dele que estão sobre ombro do casaco e as manchas de ovo na gravata. Na hora! mete a faca no mol da barriga. Assim não ficas remoendo por séculos o desaforo.
    A amizade não é salvo conduto para falta de educação.

    Se teu amigo se separar da mulher, fica do lado dele. Não dá uma de mediador que pode dar zebra.

    É meu parecer, " sub censura".

    Um abraço a todos meus leitores

    ----

    * É Jurista, Titular do Escritório Gessinger Advogacia de Porto Alegre, Foi delegado, juiz e Desembargador do TJ-RS. É escritor e pós-graduado na Alemanha. Formado em Direito pela UFRGS. 

    0 0

     O PP realizou sua convenção e escolheu os nomes de Tiago Lacerda e Cláudio Cardoso como candidatos a prefeito e a vice, respectivamernte. Grande surpresa foi terem cortado, como candidato a vereador, o nome do jovem Fernando Oliveira, que despontava para ser um dos mais votados do partido. Outra surpresa, foi o corte de Luiz Brum, motorista de Ruderson Mesquita. Estou com lista dos demais nomes, mas é um assunto horrível. Faz parte, Lucas Billo, Edmar Brum e Luiz Correia. 

    --

    Nesse instante será lida o nominata dos candidatos a vereadores e os nomes excluídos. Gildo não foi cortado, contrariando todas as expectativas. 

    --

    Os repórteres do blog fizeram um ótimo trabalho. Volto amanhã. Agora, tenho que fazer um Ação Trabalhista. 

    0 0
  • 07/20/16--16:57: Apenas uma sopa

  • A noite estava fria. 

    Não gosto de jantar sozinho. 

    Acho melancólicas as noites frias desse inverno cruel. Geralmente, desço ali no Batista e improviso um jantar. Mas é tudo distante, não conheço as pessoas, são passageiros e passageiras rumo as suas casas. 

    Porém, algo alegrava meu coração. 

    Por alguma loucura, imaginei que tomaria uma sopa. Imaginei um pacote de sopa, uma sopa quentinha. Nada demais, sem receitas, sem nada, apenas um pacotinho para esquentar o corpo e a alegria de dividir momentos. 

    Como todo tolo e todo imbecil ofereci-me para fazer a sopa na casa uma pessoa amiga.

    A resposta natural: não. 

    E o não fluiu tão natural, tão seco, tão espontâneo. Engoli tudo e cai na real. 

    Era apenas uma sopa. 

    Não queria estar só. 

    Paciência. É minha vida. Foi o destino que Deus me legou.  

    Certamente, aprendi uma lição. Uma lição amarga e dura, embora fosse apenas uma sopa. Contudo, não deixou de ser uma lição. Conheço um pouco de minha própria vida. Sei que antes eu era uma pessoa, agora, depois da negativa da sopa, serei eternamente outra. 

    Com as lições da vida, a gente amadurece, muda, cria rumos, busca alternativas, inventa vivências. Comigo não será diferente. 



    0 0


    Marcos Peixoto
    O PP acaba de sofrer as maiores defecções de sua história. 

    Marcos Peixoto acaba de pedir desfiliação do Partido. 

    Jovem, líder, altamente carismático, herdeiro da tradição da família, Diretor da Rádio Itu, acaba de pedir desfiliação do Partido Progressista.

    É seguido por sua mãe, Mara Peixoto, por seu irmão Gustavo Peixoto.

    Com  a já anunciada saída do Patriarca Paulo Peixoto, engrossam a dissidências. O PP está sem controle. 

    Também o Advogado e Ouvidor-Geral da Defensoria Pública do Estado, Doutor Bruno Pinto de Freitas, neto de Aureliano de Figueiredo Pinto, filiado ao PP de Santiago, pede desfiliação.







    0 0
  • 07/20/16--19:39: Sobre Fernando Oliveira
  • Não pauto minha vida pelo radicalismo, procuro ver nas pessoas virtudes e qualidades, independente dessas conjugarem das mesmas ideias minhas. 

    Leio pensadores de esquerda e de pensadores de direita. Tenho amigos de esquerda e de direita. Tenho grandes amigos no PT e grandes amigos no PP. 

    Sempre achei que eu devia adotar uma postura democrática diante da vida, aceitando as pessoas como elas são, com suas crenças, seus sonhos e suas visões de mundo. 

    Cedo conclui que bondade e maldade existem não tem matiz ideológica. Existem pessoas de direita extramente boas e decentes e existem pessoas de esquerdas extremamente ruins e perversas. O inverso também é verdadeiro. 

    Sou avesso ao maniqueísmo. Respeito e convivo com as diferenças. 

    Creio que só o amor edifica. O carinho constrói. A verdade deve ser a pedra angular a guiar nossos atos.

    Sei também que essa passagem aqui pela Terra é breve, muito breve e nossa missão deve ser fomentar o amor, aproveitar bem as amizades, curtir as pessoas e extrair delas valores positivos. Ademais, ninguém é totalmente mau e ninguém é totalmente ruim. Existem pessoas que para algumas pessoas são más, e essas mesmas pessoas para outras diversas, podem ser vistas como boas. Tudo é muito relativo e o ser humano é muito complexo. 

    Conjugando dessas idéias, sendo essa minha visão de mundo, conheci o jovem Fernando Oliveira há alguns anos atrás. 

    Ele sempre me impressionou pela extensão de sua curiosidade política, pela forma aberta e limpa como expunha seus idéias, sua paixão pelo Partido Progressista e mais: seu engajamento com amor, com paixão, é algo extremamente contagiante, positivo. Ademais, é um menino, um jovem em construção.

    Profundamente aplicado, respeitoso, estudioso, dado a valorizar a família, sempre ligado aos pais e ancestrais, nunca ouvi falar uma linha em desabono a sua conduta na vida em sociedade. 

    Começou a trabalhar cedo. E o fez tudo com dedicação e seriedade. Acadêmico de Direito, é respeitado por todos por sua seriedade, pela sua dedicação e por seu amor aos estudos. 

    Seu sonho era ser vereador por Santiago. Limpo, reto, honrado, cidadão consciente, não é dado a fazer fuxicos, não participa desses grupelhos que comandam o PP e por ser altivo, por andar de cabeça erguida, por ser grande, residiu aí a razão de seu nome ser rejeitado, ontem, na convenção do Partido que ele tanto ama. 

    Imagino a dor de Fernando ao saber que seu nome houvera sido cortado. Ele deve ter ficado pensando consigo mesmo: Meus Deus, onde eu errei?

    Fernando não errou. Fernando nunca errou. Fernando sempre foi perfeito e correto demais. Esse foi seu erro. 

    Seu erro foi sua grandeza, ao julgo daqueles querem submissão, conchavos e aparelhismo partidário. 

    Fernando está sofrendo. Sei bem disso. Mas - também - boa parte do PP estadual - nessas alturas - já deve estar sabendo do acontecido. 

    Não sem razão o Partido despencou, perdeu quadros históricos, existe uma cisão fratricida como nunca visto na história de Santiago. É tudo resultado de uma visão de gestão partidária, tentando governar Santiago com uma suposta visão tecnicista, autocrática, autoritária, exigindo sujeição das pessoas aos acordos de cúpulas e  - sobretudo - dessa governança invisível do Município com a URI.

    Ao Fernando, minha total solidariedade. Meu afeto e minha compreensão. 

    A luta vem e passa. Não desamina irmão. Segue firme nos teus ideais. Deus está contigo, teus amigos, teus familiares e teus aliados políticos. 

    A Verdade, mais cedo ou mais tarde, triunfará. 

    Tua dor, hoje, é a dor de todos nós que te amamos e torcemos pela tua trajetória na face da Terra. 

    0 0

    A 4ª câmara criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul acabou de decidir, por 3 votos contra zero, pela manutenção da sentença da Juíza Cecília Laranja, fato que eu era acusado pela minha ex-esposa Eliziane Mello. 

    É a quinta denúncia dela contra mim que tem o mesmo fim, sendo todas, sem exceções, rejeitadas e arquivadas com trânsito em julgado. 

    Essa última,  Eliziane Mello tinha um acordo de deixar Nina comigo. Não deixou. Aí eu mandei uma mensagem para o celular dizendo que tomaria providências jurídicas caso ela não me trouxesse nossa filha, conforme pactuamos em juízo.



    Mesmo com o juiz plantonista tendo mandado ela cumprir a decisão judicial, ainda assim ela foi na Delegacia de Polícia e registrou mais uma ocorrência contra mim, dizendo que eu quebrei a incomunicabilidade imposta a mim acerca dela, que estava com minha filha. 



    A juíza Cecília Laranja, rejeitou a denúncia contra mim. 



    Entretanto, recorreu-se da decisão da Douta Magistrada. 



    Nessa manhã, o Tribunal de Justiça do Estado, corroborou a decisão da Juíza e sustentou que " Pelo posicionamento pacífico da jurisprudência, o descumprimento de cautelares não caracteriza ofensa ao artigo 359 do CPP". 



    Decisão Unânime, não proveram o recurso.



    Assim, com essa decisão de 3 votos a zero, fico feliz pela minha filhinha, pela minha vida em sociedade e também porque é muito triste a gente ser acusado do que não praticou.



    Afora ter perdido praticamente tudo que construi na minha vida, perdi casa, família, minha filha foi afastada da mim, despersonalizada de sua identidade paterna, tenho que conviver com com a pecha de que pratiquei crimes de agressões, que violei isso e violei aquilo.



    A sociedade santiaguense me conhece. Vivo momentos dolorosos, muito tristes, é horrível conviver com as acusações.





    Todos sabem que eu sempre fiz o possível e o impossível pelo meu lar e por minha família. Todos sabem do amor que sempre dediquei a minha filha. Inobstante, o peso das acusações, o afastamento de minha filha, a dor da falta e da saudade, foram me matando pouco a pouco. 


    Agora, o Tribunal de Justiça recompõe mais uma INJUSTIÇA praticada contra mim, pois 3 votos a zero é para não deixar dúvidas. E assim foi nos outros 4 processos em que eu fui acusado. 



    Graças a Deus a Verdade foi reposta. Não sai da sociedade local, não arredei pé, aguentei achincalhes, deboches, humilhações de toda ordem ...



    Todas as segundas-feiras quando chegavam notícias para mim sobre a presença de minha ex-esposa em boates locais com homens diferentes, eu chorava muito, de vergonha por mim e pela nossa filha. E ainda por ter que carregar nas costas o peso de acusações na Justiça. 



    A minha luta pela minha filha seguirá.



    Hoje, estou mais aliviado. Embora a dor de conviver longe da pessoa que eu mais amo, NINA, tirar de minhas costas o peso de um julgamento criminal no Tribunal de Justiça, é um alento para minha alma. 



    Credito tudo a Deus, pois - dentro de mim - sei a Verdade do que fiz e do que deixei de fazer; Deus que tudo sabe e tudo vê, sabe o que eu fiz por Eliziane Mello e por Nina. Deus também sabe acerca da sinceridade de minha dor como pai, como homem, e também da dor de Nina privada do convívio com o pai, afastada de tudo que dizia respeito a nossa vida aqui em Santiago. 



    Minha luta de pai segue. 


    Inobstante tudo isso, desejo boa sorte a Eliziane Mello em sua vida. É a mãe de Nina e agora é necessário harmonizar tudo, especialmente para que a criança tenha dias de paz e desfrute um pouco de sua infância que foi destruída no auge de seus momentos mais felizes. 







    0 0

    Ruy Armando Gessinger
    Complementando a notícia abaixo transcrita, acerca da decisão da 4ª câmara criminal do TJ-RS, onde o recurso contra a decisão da juíza Cecília Laranja foi rejeitado por 3 votos a zero, o patrocínio da assistência desse pai/advogado/blogueiro foi do Advogado Ruy Gessinger e de seu sobrinho Cristiano Gessinger Paul, contando ainda com o apoio do jovem acadêmico Rudolf Gessinger. 

    (Para os leigos entenderem: a juíza Cecília Laranja já havia rejeitado a denúncia contra esse advogado (absolvido) e contra a decisão da juíza foi interporto recurso ao TJ-RS. O Tribunal manteve a sentença da juíza Cecília por 3 votos a zero.)

    A vitória nossa foi de 3 votos a zero. Uma decisão importante para minha vida e de minha vida, bem como de todos meus amigos e familiares.

    ----

    * Ruy Gessinger é Desembargador aposentado, foi juiz, delegado de Polícia, e hoje é titular do mais conceituado escritório de Advogacia do Estado: GESSINGER ADVOGADOS. 

    Ruy Gessinger é formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e fez estudos de pós-graduação no Max Planck Institut für Internationales und auslândisches Strafrtchet, em Freiburg, na Alemanha. 

    Foi professor da Escola da Magistratura do Rio Grande do Sul e é autor de clássicos como DA AÇÃO POPULAR CONSTITUCIONAL e DA DISPENSA DA PENA. 

    ** Cristiano Gessinger Paul é Advogado e Mestre em Ciências Criminais e administra o Escritório ao lado do seu tio Ruy Gessinger.  



    0 0

    Vamos todos participar da Convenção do PMDB de Unistalda, no próximo domingo, dia 24/07, a partir das 10 horas da manhã. Na ocasião  ocorrerá a apresentação dos candidatos a Prefeito, Vice-Prefeito e Vereadores.

    Será homologado o nome da Dra. Maristela Genro Gessinger e da Vereadora Regina Maretoli.


    O evento ocorrerá na Associação dos Funcionários Públicos Municipais.


    Eu estarei lá, ao lado de minha amada. 

    A

    A
    D
    A
    AMADA FILHINHA, NINA. 



    0 0

    Eu conversei longamente agora pela manhã com o Deputado Bianchini.

    Ele me disse coisas fantásticas. Primeiro, que o PPL já constituiu nominata dos membros da comissão local. Já publicou edital no Jornal. Já reservou o plenário da câmara de vereadores para dia 5 de agosto, as 16 horas, para a convenção homologatória . Me disse que o índice de indecisos é muito alto, que as candidaturas postas não decolaram e que não descarta concorrer a prefeito, embora esteja um pouco dividido.

    Em outras palavras: tudo ainda pode acontecer. 

    Por fim, me disse que se ele concorrer a Prefeito seu vice será Lucas Figueira, da REDE. 

    Não quis contradizê-lo, mas eu até então entendo que a REDE está na frente dos partidos de oposição. 

    0 0
  • 07/22/16--20:51: Article 0


  • 0 0

    Sábado a tarde, cair da noite, com Ana Pinheiro, preparativos para a convenção do PMDB, amanhã, em Unistalda. Ana Pinheiro em sua casa na Bossoroca. Víúva do médico Gilson Kramer Breem (falecido precocemente aos 39 anos), descendente da família da agropecuaristas. Seu pai Paulo Moreira Pinheiro Machado era dono da Fazenda Padre Reus, Bossoroca, filha única, hoje vive das mesmas atividades rurais. A mãe do avô de Ana Pinheiro é Ana Verrísimo, tia-avó de Érico Veríssimo. Ana também é prima do Desembargador Gaspar Batista, ocupou o cargo de Presidente do Tribunal de Justiça do Estado.

    Ana é uma mulher erudita, descendente da aristocracia rural de São Luiz Gonzaga, sempre viveu entre essa cidade de Bossoroca. Pessoa fina, de agradável companhia. Nossa amizade começou por intermédio dos Escritórios Gessinger e Prates, em atuação na defesa dos interesses da agropecuarista.

    Não estava acostumado com uma casa assim tão grande, com tantas salas (primeira casa com 4 salas) nunca tinha visto. É tudo tão espaçoso, grandioso, respira-se outros ares. Conheci trechos do Rio Camakuã, corta os campos de Ana e (de um lado) e do Desembargador Gaspar Batista, de outro.

    0 0

    Bianchini é um fenômeno. É o rei do marketing; só se fala nele. 

    O que todos apostam, na hipótese, dele concorrer, é, de que lado ele tira votos?

    Do PP?

    Ou de Guilherme?

    Só quem sabe, exatamente, o que está acontecendo com o eleitorado de Santiago sou eu. Perdoem-me o atrevimento. Não posso revelar como, mas eu sei.


    Sei o que está acontecendo em cada bairro e no interior. 

    Sei exatamente os pontos frágeis e os pontos fortes de cada candidato.

    Confesso que não sei - exatamente - que tipo de estrago Bianchini faria. Nem sei se ele captalizaria os votos do PP ou da oposição. Mas também nem sei se ele concorre. Ele pauta todos nós, é um baita marketeiro. 

    Nunca errei Pesquisa em Santiago. 

    0 0



    Marcelo Ribeiro, VOZ DO CAMPO, ancorou a convenção com mais de 600 pessoas
     
    Eu acompanho convenções partidárias há muitos anos e confesso que não tinha assistido, ainda, a uma convenção com tanta emoção, tanta sensibilidade, tanto afeto, uma festa cívica sem precedentes como essa convenção do PMDB de Unistalda, nesse domingo. As dependências da Associações do Servidores Públicos lotada, lotada, lotada, gente até nas janelas pelo lado de fora, algo impressionante. 

    A apresentação dos trabalhos foi coordenado por Marcelo Brum (Voz do Campo) e tudo foi marcado por muita emoção; falaram os candidatos a vereadores, do Desembargador Ruy Gessinger, Vereadora Regina e Maristela, a candidata a Prefeita. 

    Maristela deu o tom da campanha. Recepcionada aos gritos e aplausos, a galera praticamente delirava quando ela foi falar. Muitos, às lágrimas. Uma emoção completa. Maristela falou que não haverá ataques, será uma campanha respeitosa e de alto nível. Falou de suas propostas e deu uma rara demonstração de civismo; com humildade, colocou-se a disposição para trabalhar para o povo de Unistalda, falou que dará o melhor de si. Falou da importância do suporte da família, abraçou seu esposo e seu filho e todas as famílias se deram as mãos.  Eu chorei muito pela ausência de minha filha, pois mais uma fez uma ordem judicial de Itaqui me proibiu de visitá-la. Eu sonhei que Nina estaria comigo na convenção. Infelizmente, não deu. Ao ver os pais, com seus filhos, abraçados, cantando e gritando o nome de Maristela, certamente o que ali sentia a maior dor era eu. Me retirei quieto, porque o momento era de festa e também não sei dizer adeus. 


    Vista ao longo, a quantidade de carros, uma imensidão de veículos de todos os rincões. O que eu noto, Data Venia, o povo de Unistalda está acreditando, em massa, na mudança proposta, no choque de gestão que Maristela e Regina vão promover. O evento de hoje foi demais, demais, demais. 

    MARISTELA E REGINA, DUAS GUERREIRAS, BRAVAS, FORTES, VIBRANTES, DUAS MULHERES QUE CONTAGIARÃO A REGIÃO E LANÇAM GERMES DE UMA NOVA POLÍTICA, LIMPA, DECENTE, ABERTA, COM HONRA, SEM SUJEIRAS, SEM GOLPES E SEM  MALANDRAGENS. UNISTALDA ESTÁ DE PARABÉNS POR ESSA BENÇÃO. 


    =============================


    UNISTALDA E MARISTELA - COMOVENTE MENSAGEM DO DESEMBARGADOR GUINTHER SPODE DO TJ-RS




    Prezado amigo Ruy, querida Maristela:

    Votos de que tudo corra a contento na convenção e que a Maristela e a Regina tenham pleno êxito nesta empreitada.

    A Regina não conheço, mas a Maristela, servidora da justiça concursada, trabalha como minha assessora no Tribunal de Justiça há muitos anos. Já estou no Tribunal há 18 anos e desde os primeiros ela está comigo.

    Afora sua inconteste capacidade de trabalho, liderança, competência e disposição permanente para encarar os novos compromissos e desafios, trata-se de pessoa querida a quem desejo sempre que o melhor aconteça.

    Mesmo que sua eleição venha a significar enorme perda para a equipe do meu gabinete e para o próprio Tribunal, entendo que dará excelente contribuição para a sua comunidade. Servirá também de exemplo.
    Sou daqueles que acredito na política como meio de melhorar o mundo ao nosso redor e isto somente se torna possível se pessoas de bem dela participem, dêem sua contribuição.

    Vejo na atitude da Maristela muita coragem e desprendimento, mais uma razão para admirá-la ainda mais.

    Criticar e colocar tudo na vala comum, generalizando tudo e todos, é mais fácil.

    Se mais pessoas de bem arregaçassem as mangas e se propusessem a contribuir na vida política de nosso país, não como profissão, mas com o pensamento efetivamente voltado ao bem comum, as coisas tomariam outro rumo.

    É isto que espero e vejo a atitude da Maristela como emblemática neste sentido.

    Gosto muito de uma frase dita por Kennedy: Não se deve perguntar o que o país pode fazer por mim, mas sim o que eu posso fazer pelo meu país.

    Parabéns e sucesso!


    =======

    ROSANI OLIVEIRA, COLUNISTA DE ZERO HORA, COMENTA A CANDIDATURA DE MARISTELA


    sábado, 23 de julho de 2016

    GENTE SÉRIA ENTRANDO NA POLÍTICA - COMENTÁRIOS

    ROSANE DE OLIVEIRA - JORNALISTA RBS


    Precisamos de gente qualificada na política. Parabéns, Maristela, por não se omitir. Eu que sou contra as cotas, saúdo essa dupla de mulheres corajosas. O depoimento do dr. Spode é uma credencial e tanto.


    Acostume-se, Ruy, a ser chamado de primeiro-cavalheiro de Unistalda.


    =====









    0 0

    Quando eu sustentei, em debate, numa emissora local que havia rituais de magia negra em Santiago, sabia muito bem o que estava dizendo. Essas fotos foram tiradas quando se fazia o processo de licenciamento ambiental do cemitério local. Num dado momento, várias sepulturas foram encontradas violadas. Junto a cabeça da pessoa morta, aparecia uma cabeça de bode, dentro de jarro (como esse de foto). Ao invés de comunicar o caso as autoridades, a direção da URI preferiu abafar tudo, retirando autonomia dos pesquisadores. Eu tenho todo o acervo fotográfico comigo. A pergunta que fica: com que intenção violam uma sepultura e colocam uma cabeça de bode dentro do túmulo ao lado do cadáver? Um dos rituais que eu andei pesquisando, indica que a cabeça da pessoa morta é cortada e substituída pela de um bode, como indica nesta foto. 


    0 0

    A Pró-reitora da URI, Professora Rosâni Vontobel, faleceu. A primeira informação que temos que foi num acidente automobilístico. São 10 horas e 23 minutos. Ninguém publicou nada até o presente. Apenas confirmei com a direção do HCS e que a Médica Sônia Nicola confirma a informação. 

    Meus sentimentos do Rodrigo, meu amigo e ao Dinho, seu esposo.


    Leia mais:

    http://julioprates.blogspot.com.br/2012/01/rosani-vontobel-assume-reitoria-da-uri.html

older | 1 | .... | 177 | 178 | (Page 179) | 180 | 181 | .... | 247 | newer