Are you the publisher? Claim or contact us about this channel


Embed this content in your HTML

Search

Report adult content:

click to rate:

Account: (login)

More Channels


Showcase


Channel Catalog


Channel Description:

Telefones: 99901.0414 / 98123.5945E-mail: oab.rs.advogadoprates@gmail.comBarão do Ladário 1836 - Santiago -RS

older | 1 | .... | 196 | 197 | (Page 198) | 199 | 200 | .... | 247 | newer

    0 0

    Vale a pena assistir este vídeo da RevistaVeja, que começou a circular hoje a tarde em São Paulo e principais capitais do país. É um vídeo simples, apenas comenta o que vem por aí.

    Caiu a República:

     http://veja.abril.com.br/tveja/ultima-edicao/como-a-odebrecht-comprava-o-poder/

    0 0

    A República de Curitiba pode ser condenada pelo crime de traição a pátria, segundo artigo publicado pelo advogado Anderson Bezerra Lopes, especialista em Direito Penal Processual da USP. A colaboração da Lava-Jato com os EUA é clandestina e traz prejuízos ao Brasil, como no acordo de devolução de dinheiro da corrupção da Odebrecht em que os EUA ficou com maior parte da multa, além do que a Secretaria do Ministério Público Federal, afirmou que a colaboração com as autoridades americanas foi negociada isoladamente pela força-tarefa, sem o aval do próprio MPF, sem o aval do Senado e da Advocacia Geral da União. Até com agentes do governo americano atuando no Brasil, a Lava-Jato pode estar fornecendo informações sigilosas e estratégicas da Petrobrás aos americanos, o que pode enquadra-los na Lei n° 1.802/53, de traição à pátria.

    Fonte - CBN

    0 0

    Na terra do fogo e do círculo do escorpião, também lá está presente Deus. O há de ser, será a vontade soberana do Eterno e graça a luz encantada que refletiu em minha vida, curiosamente de onde menos esperava. Por enquanto, sufoco a saudade, espero no vir-a-ser.

    0 0

    “Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque o Eterno está comigo e sua vara e o seu cajado me consolam.”     Salmos 23:4 -

    0 0

    Uma das coisas mais fascinantes e complexas da mente humana, são os sonhos. 

    O sonho é algo sem regra, sem padrões, sem pré-concepção. Ele acontece, de repente, é uma viagem aos labirintos do nosso cérebro, onde é ativada a memória e - por alguma razão - ele acontece. 

    No plano racional, cartesiano, até hoje não encontrei explicações razoáveis para esse mistério. O senso comum não pensa: como explicar que uma pessoa sonhe com um cachorro e aposte do jogo do bicho, e acerta o resultado, porque o cachorro tem um número correspondente?

    Isso foge a qualquer lógica. 

    Eu canso de sonhar com aspectos de minha infância, traços que - racionalmente - sequer me lembro.

    Esta noite, por exemplo eu tive sonhos apavorantes. Eu tenho uma tendência a sonhar com pessoas, amigos meus, pessoas que já morreram. 

    SOBRE UM DOS MEUS SONHOS DESSA NOITE

    Eu cursava a faculdade de Direito em Porto Alegre. Tínhamos dois semestres de medicina legal. E nosso Professor,  um conceituado médico-legal, também diretor do IML, Oswaldo Wolf Dick, costumava dar-nos aulas no próprio IML.

    Lembro-me de uma das aulas. Saímos da câmara fria onde ficam os cadáveres empilhadas (bota odor) (e que cena) e fomos para as pedras onde ficavam os corpos atirados para ali serem abertos ... era um açougue. Serrotes e até serras elétricas para abrirem cabeças humanas, ganchos para pendurarem os corpos. Cérebros em vidros, no formol, pulmões ...

    Nessa ocasião,  uma colega minha, a Fernandinha, passou mal, vomitou, e precisou ser retirada da aula. Na pedra, um jovem policial rodoviário federal, todo aberto, mas já costurado, que morrerá num acidente de trânsito. Mais dois corpos de mulheres, a serem abertos ainda e um corpo de uma criança, que houvera sido estuprada, e estava com a vagininha toda ensanguentada. Depois do estupro, mataram-na. Ela devia ter 4 ou 5 anos...isso nunca fiquei sabendo.

    Lembro-me tão bem que o Fábio Fernandes, que é coronel e foi comandante-geral da Brigada Militar, chegou para mim e disse: - credo, Júlio, olha aí, a gente não é nada. Eu era colega dele e também da Alessandra Spalding, que é neta do Coronel da Brigada, grande historiador gaúcho Walter Spalding. Eu gostava dela porque seu avô  era também escritor, jornalista, muito parecido com meu estilo de vida. A última vez que eu conversei com o Juarez Pinheiro, que foi subsecretário de segurança pública do Estado, a Alessandra trabalhava com eles lá na Polícia Civil em Porto Alegre, alguma coisa ligada à inteligência ... ela ficou nessa área da segurança.

    Voltamos para o meu sonho ... 

    Passaram-se mais de 20 anos ... 

    E não é que, hoje, eu sonho justamente com essa menininha cujo corpo estava no IML. E exatamente como eu me aproximei do cadáver dela. 

    Só que aí entra a complexidade, o mistério, interpretação louca ... se é que se pode assim falar. 

    No meu sonho, eu fitei bem meu olhar no semblante da menina morta. Aí eu fico olhando, olhando, olhando e começo a reconhecê-la. Aí não era mais a menininha, que era negra, essa era branca e eu vi que a conhecia. E começo a fitar meus olhos e a fitar meus olhos e me apavoro: grito desesperado, meu Deus é a Nina,  é a Nina. 

    Eu fui deitar já passavam das 5 horas da manhã. Acordo em pânico. Desesperado. Liguei para meu médico, a sensação que eu tinha era que ia desmaiar. Liguei para a casa rural dos progenitores da Nina, sequer me lembrei que ela estava em São Borja com a mãe dela. 

    Só que eu sonhei muito essa noite. Particularmente, quando eu estou nervoso, pressinto algo, e durmo no clarear do dia, tendo a sonhar muito, muito. 

    OUTRO SONHO

    Semana passada, uma menina que estuda direito na URI, me mandou um convite de amizade no facebook. Eu conversei com ela, aceitei o convite, mas logo que me toquei que ela era colega de semestre de um cara que anda vasculhando minha vida em tudo (não preciso dizer que eu tenho fontes), um idiota que não sabe que está mexendo com fogo. 

    Aí eu pergunto para ela, peço para ela ser sincera comigo, se alguém mandou-a buscar amizade comigo. 

    Ela responde que não. Que me conhece da rua ... sei lá. As coisas não batem bem e nem ela me entendeu e fomos até ríspidos. Na prática, eu estava falando com uma pessoa que me conhece, que sabe onde eu estou, que sabe onde eu moro, mas eu não a conheço, exceto das fotos dela no facebook. E não é fake.

    Olhando as fotos, tentando descobrir o que havia de real, se pureza ou não, pode ser que o interesse dela fosse realmente puro ... ou pode ser que não. Aliás, sobre isso conversei longamente com minha sobrinha, que é psicóloga. Num dado momento, olhei para uma foto dela no facebook e vi alguns traços da Luana, que recentemente morreu, ela e o namorado dela, os dois, nunca saberemos, enfiaram uma moto embaixo de uma scânia, ali na saída para São Borja. 

    Pois não é que eu sonho que estou sentado na mesa do meu escritório e a Luana aparece na porta. Ela e ele, ambos com os capacetes nas mãos, e ela pede para falar comigo. E começa conversar comigo, conta que quer processar uma batuqueira (me dá o nome da mulher) que anda espalhando pela cidade que eles se mataram de propósito. 

    Meu Deus, como a mente da gente é fértil e como as coisas fluem nos labirintos cerebrais. 

    Eu tenho esse dom de sonhar. E principalmente quando durmo durante o dia. É incrível, mas eu sonho cada coisa. Minha mãe, por exemplo, que é morta, eu vivo sonhando com ela, que ela está ao redor de minha cama ... essas coisas. 

    Hoje a tarde eu consegui falar com minha filhinha ao telefone. Ela me disse que está bem, mas, como sempre que está junto com a mãe dela, Nina é lacônica, fala em monossílabos. É incapaz de produzir uma frase. Eu entendo. Sinto uma piedade enorme disso tudo, principalmente dela. Eu, virei apenas um escravo, em vida, acordado, e nos sonhos, terrores. Como esse dessa noite-manhã.

    É claro. Há conexão entre o sonho e à realidade, às vezes; outras vezes, é produto da mente. Pode ser uma prevenção, uma descoberta ou simplesmente uma criação da ilação mental, sem qualquer conexão com a realidade. 

    É claro, minha filha não foi estuprada e nem morta. Estava a sã e salva. Foi apenas um sonho de um pai que sabe demais das coisas. Uso a dialética e sou cabalista.

    AINDA SOBRE OS SONHOS...

    Era o ano de 1992. Eu tinha chegado de Moçambique, de uma breve viagem a serviço, e o Moacir Leão me ligou dizendo que teríamos uma reunião entre técnicos e fiscais fazendários em Passo Fundo, no sábado pela manhã. Só que numa semana antes de eu ir para África, eu tinha um consórcio de uma moto CB 400 e fui para dar um lance e tirar a moto. O número era 45. 

    Daí eu cheguei em Porto Alegre, liguei para o nosso pessoal da secretária estadual da fazenda. Conversei com o Ademir Pereira, o Ademir Guedes (que é irmão do Ernesto Guedes que foi treinador do Grêmio) com o Tolentino ... e fui, cansado,  dormir em nosso apartamento em Novo Hamburgo.Tinha enfrentado uma viagem massante. 

    Voltando a Porto Alegre.

    Essas viagens, de organização fazendária, às vezes, eram em voos regionais, outras vezes em vans locadas. Quando o Moacir Leão (que foi corregedor geral da Receita Federal) me ligou, sequer perguntei como iríamos, apenas combinei que estaria na SEFAZ, as 7 horas da manhã, do sábado.

    Aí eu sonho que viajava numa Van enquanto todos dormiam. Eu olho para os lados e percebo que estamos atravessando um cemitério. Nisso, fito meu olhar num túmulo e vejo nitidamente o número 45. 

    Era o número do meu consórcio da moto.

    Era muita coincidência. 

    Ligo para a Tita, esposa do Moacir, e digo que não vou ir nessa viagem a Passo Fundo. Até o Beto (Beto Albuquerque) estava nos esperando. 

    Pelo sim, pelo não, acreditei no meu sonho. 

    Dez dia depois, morre o Miltom, da diretoria da AFOCEFE, que estava na Van que eu iria, mas desisti. Acreditem, com 45 anos. 

    Queria entender melhor sobre estes segredos ou a emergência desse lado obscuro da mente, porque eu li muito sobre isso, muito mesmo, e as explicações que encontrei até aqui, até hoje, nunca me satisfizeram. Mesmo Freud, é tudo muito superficial, porque quando envolve a morte, a coisa fica muito complicada de ser interpretada à luz da razão. 

    -------

    Nota complementares:

    Carlos Demartini, que hoje é presidente da Afocefe, já na época PDT, era nosso canal de contato com o deputado Carlos Araújo, marido da Presidenta Dilma. Em muitas ocasiões, quando precisávamos negociar, secretamente, fiscais e técnicos, com as bancadas da assembléia legislativa, íamos para a casa de Araújo e Dilma, ali no bairro Ipanema, com vista para o Guaíba e para o local onde ele fora preso pela ditadura. Grande ser humano, coração bom, advogado trabalhista ... foi ali que eu conheci e fiquei amigo da Presidenta Dilma. São gente muito boa. 

    ---

    Dona Marilda, que faleceu duas semanas atrás, em Minas Gerais, Ximenes, que é oficial aposentado, ligado ao SNI e os serviços secretos do Exército, Moacir Leão, Alessandre Caburé e a Eliziane (sentada).
    Moacir Leão: Corregedor-geral da Receita Federal (terno preto )
    O Moacir Leão esteve em Santiago, ainda era corregedor-geral da receita federal. A Eliziane conheceu-o, o promotor Barbará, o Chicão, o Guilherme Bonotto e o Tavinho fizeram uma janta ele e para o Alessandre Caburé, herdeiro do Grupo Caburé de Porto Alegre. Em  período anterior, eu trabalhei com a intelligentsia da receita federal, embora já tivesse trabalhado, da mesma forma, aqui no Rio Grande do Sul, quando Moacir Leão era fazendário estadual. Antes da tragédia que se abateu sobre sua vida, deixou-me amplo material sobre corrupção no governo do PT envolvendo a receita federal. Era para eu escrever um livro. Tenho tudo guardado até hoje. Acho que ele queria proteger o material, de certa forma. Inimigo aberto do Rachid, Joaquim Levy e dos governos do Rio de Janeiro, onde morava e atuava nos últimos anos.
    Moacir: doença paralisou-lhe músculos e nervos e veio a falecer rapidamernte


    ----

    Alessandre Caburé é herdeiro do grupo Caburé. Famoso por, em sua casa, em Atlântida, colocar seus Masseratis, Ferraris, Mercedes de alto luxo em frente a casa. Os pobres fazem fila para olhar a casa e os carros importados e a motos do Grupo. 

    Carros do caburé
    Eu fiquei amigo do Alessandre por intermédio do Moacir Leão. Depois, nos dois anos que morei em São Paulo, Caburé, já noivo da Pepita (o nome dela é Valéria), filha do Prefeito de Andradina e deputado federal, Caburé se tornou amigo íntimo meu.

    Naquela novela da rede globo, onde Antônio Fagundes interpreta o Rei do Gado, ele faz um menção real, que vai ao ar, que o Verdadeiro rei do gado era o Prefeito de Andradina, Dr. Orensy Rodrigues da Silva, que era o pai de Pepita e noiva de Alessandre Caburé.  

    O Alessandre é uma pessoa extremamente bondosa, um homem de um coração puro, sem maldade ... eu diria mais: um ser humano raro. 

    A Pepita também era gente muito boa. Apesar de riquíssima e poderosa, era de uma simplicidade franciscana.  
     

    ----

    Bem recente, agora, eu a Eliziane estivemos hospedados vários dias numa cobertura dele ali no Bairro Bela Vista, em Porto Alegre.

    ----

    A Pepita estudava direito na USP e vinha a Porto Alegre num jatinho. Depois romperam o noivado. Era uma contradição só. Ela ficou minha amiga por causa dos estudos sobre Nietzsche e também por que se encantou sobre como, nós, no Rio Grande do Sul, sabíamos tudo sobre a Nova Escola Jurídica. Mal ela sabia que eu era de um seleto grupo, mas bota seleto, preparado para outros fins.

    Em Porto Alegre, foi com a Pepita e o ele que eu conheci o Restaurante Le Cap Ferrat, ali na Carlos Gomes. Ela tomava um suco, chamado "sangue de maria", que na verdade era um suco de tomate, que custava 30 dólares, hoje seria mais de 100 reais o copo.  É parecido com o "balde de sangue inglês", mas não é a mesma coisa.

    Prato nenhum custava menos que 100 dólares. Era uma extravagância total. 


    ----

    Tenho guardado, também, material que envolve o "suicídio" de um amigo, jornalista, o Castrinho, que foi "assaltar" o apartamento de um cônsul paraguaio que detinha um amplo acervo sobre nazistas vivos que moravam na América Latina. Na versão da Polícia, ao ser cercado, ele matou o colega (acho que era um kidon) e  teria cometido o suicídio; depois, eu fui aluno, no curso de sociologia, de sua esposa, Olga, viúva de Castro, era Doutora, formada (se não me engano) na Bélgica, mas sei que fiz, com ela, as disciplinas de População e Desenvolvimento e Demografia. Um talento raro, uma grande professora. Eu acho que ela sabia sobre mim.E acho que a Unisinos não sabia nada sobre ela, exceto o Lattes.

    O castrinho nem de longe era um assaltante ou ladrão. Era um militante de esquerda, e, com toda certeza, sabia do acervo nazista e estava em busca de informações sobre organizações paramilitares no sul da América. 

    ----

    Quando nos chegou a informação que a Unisinos havia exposto num mural de vidro, o livro: Holocausto, Judeu ou Alemão, do S. Gastan, no centro 1, foi um alvoroço na comunidade judaica. Vários militantes das células judaicas, estudantes, foram deslocados e matriculados na Universidade. Infiltrados, na realidade. 

    Quando eu presidia a comissão estadual de ética do PSB, meu secretário-geral era o médico judeu Leonardo Grabois, que vem a ser sobrinho de Maurício Grabois, o grande líder da guerrilha do Araguaia. 

    Grabois morava em Israel e houvera voltado para o Brasil. Eu já tinha sido presidente do Diretório Municipal do PSB, em Porto Alegre, e depois fui eleito para presidir a comissão estadual de ética, quando conheço e passo a me relacionar com o médico. Ele já era bem uns 30 anos mais velho que eu. É difícil imaginar algum judeu que não fosse de esquerda nos nossos círculos.

    Foi aí, com Grabois, que fui conversar - pessoalmente - com o S. Gastan, pseudônimo do dono da Editora Revisão e autor de amplos livros revisionistas sobre o nazismo e a segunda guerra mundial.

    ----

    Agora falando em romance e livros. 

    Num dos romances que estou aprontando, já contei para minha psicóloga que quero que eles sejam lançados após minha morte, conta história de um personagem que investigava uma conexão nazista Alemanha, Brasil e Argentina quando ocorre a explosão numa associação judaico/argentina e morrem 85 pessoas. Divergindo de tudo e de todos, meu personagem confronta até o Mossad, que responsabilizou dois jordanianos pelo atentado, na sede da AMIA. As conclusões do personagem do meu livro é que os explosivos plásticos foram objetos um grupo neo-nazista. Esse personagem pensava demais, tinha outras conclusões, inclusive sobre o helicóptero de Chaquito Menem, assim como que o assassinato do promotor Nisman foi um atentado de Estado e que um juiz argentino foi enganado por um agente da CIA, inteligentíssimo, que induziu todos a responsabilizarem a mudarem o foco das investigações de neonazistas para islâmicos.

    ----

    Meu personagem caiu em desgraça. Abandonou tudo e passou a viver recluso. Mas ganhou respeito dos líderes que sabem da verdadeira história. A filha mais velha do personagem mora em Israel. É uma mocinha. A outra, a caçula, é uma parte do livro ainda em aberto.

    0 0

    "Perdi minha carteira contendo todos meus documentos e documentos do meu filho, cartões de bancos , de creditos, entre outros cartões , dentro do caixa eletrônico do Banrisul. Quem encontrou, favor entrar em contato com fone 999856280. Obrigada."

    ---

    Bem, quem achar que a ajude. De minha parte eu botei no blog e decidi acender uma vela. Tem um santo aí que a gente acende vela quando perde as coisas. Qual é mesmo? 

    Acendi uma vela para Santo Expedito, pois pelo princípio da simetria e da fungibilidade, o que vale para um santo vale para o outro, mesmo que seja errado. No fundo, eu não sei bem mesmo qual é o santo.

    Eu tenho uma audiência, quarta-feira, em Itaqui, para decidir o destino de minha vida e da minha filha, então aproveitei a mesma vela, pelo princípio da economicidade. 

    Por fim, todo o sistema de caixas eletrônicos do Banrisul é monitorado por câmeras, então, considerando que ela é uma cliente VIP do Banco, não custa a gerência dar uma olhadinha nos filmes da hora aproximada ou estimada por ela. 

    0 0

    Raciocinem comigo: A delação do diretor de Relações Institucionais da Odebrecht, Cláudio Melo Filho, foi a primeira. São 78 que assinaram o termo de delação premiada. Este vazamento, foi apenas o primeiro. Restam ainda 77 depoentes que assinaram o mesmo termo. Se apenas um, provocou este tsunami, imaginem o que mais não vem pela frente. 

    ---

    O Procurador-geral da República, Rodrigo Janot, está preocupado com o vazamento. Em outras palavras: não sabem como tudo caiu nas mãos de dois jornalistas. Engraçado, quando os quadrilheiros eram do PT ele não se mostrava preocupado com tais vazamentos. 

    ---

    Pesquisa DATA FOLHA infere que 61% dos brasileiros querem a renúncia imediata de Temer. E o detalhe: a pesquisa foi aplicada antes do vazamento da delação premiada da Odebrecht. 

    ---

    General, comandante do Exército, diz que só "malucos" defendem a intervenção militar. Em outras palavras: chamou de malucos todos os outros generais de pijama que assinaram o manifesto do clube militar do Rio de Janeiro. 

    ---

    Constitucionalmente falando, para ocorrer eleição direta, só até dia 31 de dezembro deste ano. A partir de 1º de janeiro, caso Temer caia mesmo, só eleição indireta.

    ---

    Finalmente, apareceu um nome na lista que é do PDT, o Senador Cristóvão Buarque, que era do PT. O apelido dele era "reitor".

    ---

    Quero ver quem escapa da lista e quais partidos estão intactos neste mar de lama. PSOL, PCO, PCB, PSTU, REDE? Os verdes já estão amarrados.

    ---

    Se Marina Silva não ficar enlameada e se escapar dessa saraivada da Odebrechet, é presidenciável fortíssima. 

    ---

    Com a quebra do grupo RBS, até o Jornal Diário de Santa Maria já foi vendido.

    ---

    Quem mais será atingido pelos efeitos da crise, gostem ou não, será o poder judiciário. Em segundo lugar o MP e as defensoria públicas, em terceiro. 

    ---

    A OAB nacional, que apoiou os golpistas e ladrões que aí estão, agora se volta contra quem recentemente apoiou. Patético a falta de discernimento ou foram na onda midiática. Deviam ter lido meu livro: ninguém está na política por santo.

    ---

    E o procurador Dalagnoll que sustentou que Lula era o chefe de quadrilha, agora admitiu que estava errado e que o chefe da quadrilha é mesmo Temer.

    ---

    O acordo firmado com Moro e a CIA - e certamente - o FBI, embora ambos tenham funções e atribuições distintas, não era do conhecimento das autoridades brasileiras, nem mesmo do STF e nem da secretaria-geral do próprio ministério público. Este é um outro lado controverso da questão. Ou as autoridades brasileiras aceitam à desmoralização imposta por Moro, que nem o STF fez com a decisão de Mello, e cedendo a Renan, ou reagem, aí não tem como o próprio Moro escapar.

    ---

    Advogacia-geral do Senado protocola ainda esta semana o pedido de impeachment do Ministro Marco Aurélio Mello, no STF. Confusão à vista. 

    ---

    Agora, se Moro meter a mão com o PSDB, como tudo indica, aí o discurso petista cai por terra. Precisamos reconhecer isto também. Serra, Alkimin, Aécio ... a lista é enorme. 

    ---

    A elite local sabe quem é Cláudia Balbé, dispensa apresentações. Uma mulher cultíssima, educação refinada, família tradicionalíssima, mas, sobretudo, uma figura humana maravilhosa. Eu pincei uma frase de um diálogo dela comigo, no facebook, nesse domingo, onde me aconselha a voltar para uma certa pessoa, que realmente é chocante: diz Cláudia Balbé:

    .... Para sermos dois é preciso abdicar da visão de Um... Pessoas raras são raras...


    ---






    Claro, ela escreveu um monte de coisas lindas, belíssimas mesmo, que me deixaram profundamente emocionado. Eu agradeço essa deferência especial, sequer sabia que acompanhava a minha luta pela Nina. Apenas sabia, por alto, da amizade dela com a Dra. Karine e o nome dela, como de todas  as TOPs, baladas do Rio de Janeiro a Santiago. Uma amiga a mais, que bom. 






    0 0

    Recebi muitos comentários sobre o prazo elástico para se lançar um livro e a tendência póstuma. 

    Esclareço:

    Meu livro A ARTE DE ENGANAR O POVO foi escrito em 1987 e lançado em 2009. Vinte e dois anos depois.

    Numa entrevista que dei a saudosa Professora Rosâni Vontobel, em 2010, na rádio da URI, ali já relatei que estava com um romance pronto e produzindo outro. 

    Na verdade, estou com dois romances prontos e estou concluindo mais um, esse que me referi ontem e dei às tintas de como é o Tema. Agora, não tenho tesão para publicá-los agora. Tenho até editora, coisa que antes não tinha. Mas prefiro lançá-los num ocasião, no futuro e outros após minha morte. Um livro é como um testamento.

    Eu vou morrer, é evidente. E é um direito subjetivo meu, em respeito aos meus amigos e leitores, brindá-los com livros póstumos. Por isso me esmero em fazê-los bem feito, com amor, dedicação e carinho. Pensando nos outros e na literatura e não em mim. 

    Ademais, é praxe de escritores, poetas, artistas ... deixarem obras sem conhecimento do público. Póstumas. 

    Simples. 

    Simples. 

    A minha filha me representa. 

    0 0
  • 12/12/16--12:31: Obrigado a todos
  • As manifestações de afeto e solidariedade que tenho recebido nas vésperas da audiência, em Itaqui, onde se coloca em pauta o futuro da relação de minha filha comigo, tomaram um rumo surpreendente. Não preciso me exibir, nem vivo disso, mas alegra minha alma as manifestações de todos os lados. De Porto Alegre, passando pela região, um incontável número de pessoas, atitudes até que me surpreendem pelo humanismo e pelo afeto. É notória uma corrente de simpatia à minha condição de pai no meio onde todos me conhecem e conhecem minha trajetória de vida e minha honradez. 

    É claro, eu não jogo para a torcida, não sigo o efeito manada, não tenho medo de transitar na contramão, não finjo falsa humildade, sou o que sou, como sou, e não abro de mão de meus princípios. 

    Minhas amizades sempre duram décadas ... raros são os amigos que se afastam espiritualmente de mim. Quem me conhece sabe que sou manso e humilde de coração. Porém, sou justo na mesma proporção que recebo a injustiça ou a justiça. Por isso, preciso endurecer o jogo, sem perder a ternura jamais. 

    Quarta-feira, às 9.20 da manhã, tenho audiência de família, em Itaqui.

    Peço orações de quem é justo, meus amigos e aliados. Leitores e leitoras do meu blog. Que o Eterno, em sua grandeza, mantenha suas mãos estendidas sobre todos nós e traga paz e alegria nas famílias, amor nos lares e conforto aos que precisam.

    0 0

    ADVOGADO É DOUTOR? Essa questão tem sido tema de diversas listas de discussão. Em pesquisa, descobrimos que tal afirmativa tem fundamento. Um Decreto Imperial ( DIM ), de 1º de agosto de 1825, pelo Chefe de Governo Dom Pedro Primeiro, deu origem a Lei do Império de 11 de agosto de 1827, que Cria dois cursos de Ciências Jurídicas e Sociais; introduz regulamento, estatuto para o curso jurídico; Dispõe sobre o Título ( grau ) de doutor para o advogado. ? Decreto n.º. 17874A ? 09/08/1927: Declara feriado o dia 11/08/1827 ? Data em que se comemora o centenário da criação dos cursos jurídicos no Brasil. O silogismo é simples: A Lei do Império criou o curso e em seu bojo afirmou que os acadêmicos que terminassem o curso de Direito seriam bacharéis. O título de Doutor seria destinado aos habilitados nos estatutos futuros ( como o Estatuto da OAB, hodiernamente usado ). Acrescenta que somente Doutores poderiam ser lentes ( Professores ? do Latim Legente ? em linguagem obsoleta). Assim, tendo o acadêmico completado seu curso de direito, sido aprovado e estando habilitado em Estatuto competente teria o Título de Doutor. Então, Advogado é DOUTOR! ( Revista OAB/SC).

    Fonte - JUSNAVEGANDI

    0 0


    Datafolha: Lula fica na frente em todos os cenários no 1º turno

    Em um 2° turno com Marina Silva, contudo, ex-ministra teria vantagem



    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cresceu nas simulações de 1° turno das eleições presidenciais de 2018 na pesquisa Datafolha, na comparação com o levantamento de julho, e sairia na frente contra diferentes candidatos.

    No cenário que considera três tucanos, Lula tem 24% das intenções de voto contra 11% de Marina e Sérgio Moro, 7% de Aécio, 6% de Bolsonaro, 5% de Alckmin, 4% de Serra e Ciro Gomes, 2% de Michel Temer, Luciana Genro e Roberto Justus, 1% de Ronaldo Caiado, Carmen Lucia e Eduardo Jorge. Branco e Nulo, 13%; não sabem, 5%.

    Em um 2° turno, contudo, Lula perderia a eleição para Marina Silva, por nove pontos de diferença (43% a 34%). A ex-ministra também lidera cenários com outros nomes.

    Instituto diz que Lula perderia para Marina Silva no 2° turno por nove pontos de diferença
    Instituto diz que Lula perderia para Marina Silva no 2° turno por nove pontos de diferença
    Contra adversários do PSDB, no 2° turno, Lula aumentou sua vantagem em disputas contra Alckmin, Serra, e Aécio. Contra Aécio e Alckmin, Lula teria 38% contra 34%. Contra Serra, Lula teria 37% e o tucano, 35%. Nenhum dos três políticos do PSDB registrou aumento nas intenções de voto, nem no primeiro nem no segundo turno.

    Marina tem 47% das intenções de voto no 2° turno contra 25% de Aécio Neves; 48% contra 25% de Alckmin; e 47% contra 27% de Serra.

    A pesquisa tem margem de erro de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, e foi realizada nos dias 7 e 8 de dezembro com 2.828 pessoas com 16 anos ou mais.

    Rejeição

    A pesquisa também aponta que Michel Temer passou a ocupar o primeiro lugar no ranking de rejeição para o primeiro turno das próximas eleições. O percentual de entrevistados que não votaria em Temer em nenhum cenário saltou de 29%, em julho, para 45%.

    A taxa de rejeição de Lula é de 44%, para o Datafolha. O terceiro posto na pesquisa sobre rejeição é ocupado por Aécio, que oscilou um ponto para cima, para 30%.
    >> Datafolha: 51% reprovam Temer, e 63% querem sua renúncia

    0 0
  • 12/12/16--16:18: Deputado Bianchini
  • Ninguém duvida que o Deputado Bianchini é um homem decente, limpo, bem-intencionado e bem informado.

    Hoje ele me disse que as garras da lava jato passam por "gente de Santiago". 

    Quem será?
     

    0 0

    Brilhante texto de Luiz Felipe Pondé, filósofo, Doutor e Pós-Doutor pela Universidade de Tel-aviv.

    Clique no link e leia:

    http://www1.folha.uol.com.br/colunas/luizfelipeponde/2016/12/1840477-sucesso-de-uma-mulher-bonita-sempre-e-atribuido-a-facilidade-com-que-seduz.shtml 

    0 0

    Reynaldo Azevedo, Revista Veja (Direita assumido).


    A direita burra considerava que a exacerbação do clima policial, com o Congresso brasileiro debaixo de vara, acabaria levando água para seu moinho. Bem, não levou. Como previ, os únicos que tinham a ganhar com isso eram os esquerdistas.

    Pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda, para a surpresa de ninguém com miolos, traz ninguém menos do que Lula na liderança de todos os cenários de primeiro turno. Sim, Lula, ele mesmo, aquele que já é réu três vezes e que foi denunciado uma quarta vez. No segundo turno, quem se dá bem em todos os cenários é Marina Silva, da Rede.

    Posso colocar de outra maneira: quem lidera no primeiro turno é uma das estrelas da Lava Jato que é contra a reforma da Previdência e a PEC do Teto e quem vence no segundo turno é uma liderança que contra a PEC do Teto e a reforma da Previdência. Fica bom assim?

    Se a eleição fosse hoje, Lula obteria 25% no cenário em que o candidato tucano fosse Aécio Neves, com 11% — em março, o petista tinha 17%, e o tucano, 19%. Marina fica com 15%. O ex-presidente chega a 26% com Alckmin na disputa, que obtém 8%. A líder da Rede marca 17%. Se o nome do PSDB é José Serra, com 9%, o chefão do PT mantém os 25%. Jair Bolsonaro (PSC-RJ) conquista, nessas hipóteses, respectivamente, 9%, 8% e 9%.

    Calma que vem mais coisa

    Marina Silva, cujo partido assumiu claramente uma inflexão à esquerda, continuaria a vencer todos os possíveis oponentes no segundo turno: 43% a 34% contra Lula; 47% a 25% contra Aécio; 48% a 25% contra Alckmin; 47% a 27% contra Serra. Não lhes pareceu bom, leitores amigos? Então vamos piorar um pouco.

    Ainda que na margem de erro, Lula aparece à frente de todos os oponentes no segundo turno, exceção feita a Marina: 38% a 34% contra Aécio e Alckmin e 37% a 35% contra Serra.

    Atenção para o movimento: na comparação com março, Aécio cai de 51% para 34%, e Lula sobe de 32% para 38%; Alckmin vai no período de 45% para 34%, e o petista ascende de 34% para 38%. Serra passa de 49% para 35%, e o ex-presidente oscila de 35% para 37%.

    Lula encurta a distância também contra Marina no segundo turno: ela cai de 52% em março para 43% agora, e ele oscila de 31% para 34%: a diferença caiu de 21 pontos para 9.

    Se os números estiverem certos, eles evidenciam uma recuperação do prestígio político e eleitoral de Lula, embora ele siga sendo um dos presidenciáveis mais rejeitados, com 44%, empatado com Michel Temer, com 45%. Dizem rejeitar Aécio 30% dos entrevistados; Serra aparece com 20%, empatado tecnicamente com Bolsonaro (18%) e Alckmin (17%). Marina fica com apenas 15%.

    Na sexta, fiz uma brincadeira no programa “Os Pingos nos Is”. O “Lula” que imito lançou um apelo à direita burra, sugerindo que o negócio é mesmo botar fogo no país e esculhambar o Congresso. Afinal, esse era o melhor caminho para a recuperação de Lula. Segue o vídeo para quem não viu.


    Encerro. Não existe vácuo na política. Se a ideia é reduzir o país a uma grande delegacia de polícia, todos se igualam. No ambiente de terra arrasada, quem tem mais estrutura e experiência acaba obtendo vantagem ou recuperando o terreno. Agora resta à direita burra torcer para que Lula esteja preso até 2018.
    Quem sabe a polícia possa conter o perigo que ela própria está criando com a sua… burrice!


    0 0
  • 12/12/16--19:12: Que lindo
  • UM POUCO DE LIRISMO COM HERMANN HESS, Do Blog de  Ruy Gessinger


    Degraus – Hermann Hesse

    Assim como a flor murcha e
    a juventude cede à velhice,
    também cada degrau da vida floresce.
    A sabedoria e a virtude, a seu tempo
    florescem e não podem durar eternamente.
    A cada apelo da vida deve o coração
    estar pronto para despedir-se e começar de novo,
    para, resoluto e sem aflições,  em novas relações encontrar guarida.

     Em cada inicio reside um encanto que nos
    Protege e  nos ajuda a viver.


    Serenos devemos transpor espaço após espaço,
    sem que nenhum nos prenda como a Heimat;
    O espírito universal não quer nos acorrentar e limitar.
    Mas de degrau em degrau elevar-nos e nos ampliar.
    Mal nos habituamos à intimidade de um círculo de vida, ameaça-nos o torpor;
    Somente quem estiver pronto para partir e parte
    Se furtará à paralisia dos hábitos.


    Talvez mesmo a hora da morte
    Nos lance, novamente, para novos espaços,
    O apelo da Vida em nós nunca findará ...
    Vamos, coração, despede-te e te cura! 
     
    Stufen  - Hermann Hesse
    Wie jede Blüte welkt und jede Jugend
    Dem Alter weicht, blüht jede Lebensstufe,
    Blüht jede Weisheit auch und jede Tugend
    Zu ihrer Zeit und darf nicht ewig dauern.
    Es muss das Herz bei jedem Lebensrufe
    Bereit zum Abschied sein und Neubeginne,
    Um sich in Tapferkeit und ohne Trauern
    In andre, neue Bindungen zu geben.
    Und jedem Anfang wohnt ein Zauber inne,
    Der uns beschützt und der uns hilft, zu leben.
    Wir sollen heiter Raum um Raum durchschreiten,
    An keinem wie an einer Heimat hängen,
    Der Weltgeist will nicht fesseln uns und engen,
    Er will uns Stuf' um Stufe heben, weiten.
    Kaum sind wir heimisch einem Lebenskreise
    Und traulich eingewohnt, so droht Erschlaffen,
    Nur wer bereit zu Aufbruch ist und Reise,
    Mag lähmender Gewöhnung sich entraffen.
    Es wird vielleicht auch noch die Todesstunde
    Uns neuen Räumen jung entgegen senden,
    Des Lebens Ruf an uns wird niemals enden...
    Wohlan denn, Herz, nimm Abschied und gesunde!
    ----------------
    ( Tradução da professora doutora Lissi Bender)
     
    ======
     
     
     

    0 0

    A minha profissão de advogado não é incompatível com a de jornalista, razão pela qual nunca abdiquei da condição de profissional de imprensa e - após receber alguns incentivos de amigos e pedidos para manter-me firme nessa condição, conclui que não devo abandonar o jornalismo, pelo contrário, levá-lo-ei com mais intensidade. 

    Tenho compromisso que as milhares de pessoas que me leem semanalmente. Vou para 14 anos de blog e isso é muito relevante do ponto de vista do jornalismo digital.

    Acho abominável a forma como o PP governa Santiago, de um lado, com uma imprensa dominada. De outro, discordo da linha dessa governança invisível do executivo com a URI e todo o controle da produção acadêmica, científica e tecnológica submissa a um grupo político de duas ou três famílias. 

    Santiago é Terra dos desmandos, mas dos desmandos cínicos, de quem manda e finge que não manda. Para mim, não basta aparências, vou ir a fundo na essência desse debate.

    Pelo visto, a saúde em Santiago seguirá coordenada pela mesma panelinha, grupos que fizeram uma gestão desastrada, marcada nitidamente pela incompetênia. Se for, realmente, Gisele Ribeiro a indicada, a leitura que se faz é que o mesmo grupo de Ana Souto seguirá, apenas mudando as caras, mas a essência permanecerá a mesma. Já vi bem que Tiago Gorski será refém de uma estrutura partidária arcaica, viciada, persecutória e que nada de inovador trará para Santiago. 

    Será um governo de factóides, onde o grande mestre Márcio Brasil, juntamente Raquel Gorski, seguirão uma manipulação sem precedentes. E como somos uma Terra de cegos...

    Tiago, ao desenho que se vislumbra, será um governo Júlio Ruivo piorado. Falará em inovação, mas adotando velhas práticas, com pessoas viciadas, que não oxigenarão a administração e darão continuidade a miséria da cidade, sempre escudados nos pobres e miseráveis, massa de manipulação, satisfeitos com uma bolsa família, com um dentista do CEO ou um médico do ESF, quando conseguirem uma ficha. Aliás, agora com Gisele, se for realmente comandar a saúde, a guerra entre médicos e enfermeiros, será ainda maior, pior que Ana Souto, pois vem a marca da revanche, ainda maior, ela terá poderes ainda maiores que o de Ana Souto e aguçará ainda mais os conflitos. 

    Manterão uma pequena elite escudada no new-neopatrimonialismo, os pobres continuarão nas vilas apostando em loterias e promessas miraculosas divinas e uma juventude sem futuro, uma sociedade sem esperança e uma legião populacional mendicante. 

    Dias atrás, conversava com um Prefeito da região e ele me dizia que o diálogo comigo era impossível, devido ao fato de os Pintos não terem permitido. As garras desse grupo invisível que comanda Santiago ultrapassa os limites de Santiago.

    Não era essa minha intenção. Não pretendia me voltar para esse enfrentamento aberto. Agora, quando vi o tamanho da perseguição dos Pintos contra mim, até fora de Santiago, resolvi que minha vida só valerá a pena se for para enfrentar, sem meias palavras, esses que se adonaram da política santiaguense e pensam que mandam no destino e no futuro das pessoas. Não tivesse acontecido esse episódio, meus planos eram outros. O que aconteceu, para mim, deixou cristalizado que o ovo da serpente continua no mesmo local e alguém precisa bater de frente, já que está todo mundo dominado.

    O mesmo raciocínio vale para a URI, que não é uma universidade da comunidade, é um braço político do PP e isso compromete todo o ensino superior em Santiago. 

    Júlio Ruivo, candidato a deputado ao lado de Heinze Lava Jato, nunca será um Chicão, a começar que não terá nenhum apoio do meu blog, como Chicão teve. 

    Quero frisar as pessoas de bem do PP, onde cito Luciano Cardoso Vieira, Vilmar Guerino Rosa, Éldrio Machado ... que até tentei evitar isso, até tentei ser um agente da unidade por Santiago, não fiz oposição truculenta, agi sempre com medida e ponderação, dentro da rozoabilidade. Agora, o que seguiram fazendo para mim não foi razoável e nem ponderado, razão pela qual, sem perder a ternura, sou forçado a fazer esta manifestação pública, para que tudo fique bem delineado e depois não venham chorar as consequências. 

    Lembro-me bem de quando Vulmar, prefeito, e seu amplo staff arrogante, tentou estrangular o modesto jornal Expresso Ilustrado. Parecia uma luta impossível para o Jornal, só que o grupo palaciano não contava e nem raciocinava que o fator humano e a inteligência humana, batendo nos pontos certos e jogando com as premissas corretas, pode inverter qualquer situação. Não foi, nem de longe, o caso de Guilherme, que tentou ser o novo, cercado da velha oposição de sempre e com um grupo do PP respasteurizado.

    Hitler projetou um império de mil anos por que imaginavam que jamais cairiam. O mesmo raciocínio vale para os arrogantes do PT, a começar por José Dirceu e essa máfia do PMDB nacional que se julgava intocável. A política é muito dinâmica e basta uma ação humana para desencadear uma reação em cadeia, que foi o caso da delação premiada e suas 81 páginas nas mãos de 2 jornalistas. 

    A soberba dos Pintos e dos Gorskis e seus satélites é tão grande que eles estão ignorando todas as teorias de ciência política, subestimando a tudo e a todos: não existe inimigo inofensivo. Gravem bem.

    0 0

    Apesar do inútil estardalhaço das ruas, a PEC que limita os gastos públicos ao limite da arrecadação foi aprovada por 53 votos a 16. 

    Uma vitória acachapante e para não deixar dúvidas. 

    Agora, estou me lembrando dos artigos de analistas políticos do país inteiro sustentando que a PEC não passaria no senado. Agora, eu vejo, só chutam e ninguém sabe nada de nada. 

    0 0

    Deus me deu um estranho dom. Talvez seja um bom dom, ou talvez seja um péssimo dom. Até hoje não sei, talvez nunca venha a saber. 

    Eu tenho uma sensibilidade, uma sensitividade muito grande dentro de mim. Eu conheço a falsidade, sei quem é falso e sei que é sincero. Sei quem mente e sei quem fala a verdade. Minha alma lê a almas das pessoas. É muito estranho isso. É horrível. Não gostaria de ter isso. 

    O psique humano é muito complexo. Não existe verdade em tudo, nem mentira em tudo. Existe verdade na mentira e mentira na verdade. Existe muita falsidade, muita mentira, muito engodo, muita malversação. Por outro lado, eu sei bem quando estou tratando com a pureza de alguém, sei ler a verdade e a pureza. 

    Sei ler a perversidade, a maldade, a safadeza. Muitas vezes, me fiz e me faço de desentendido, até para buscar um pouco de paz, eis que sou escravo desses sentimentos. 

    O impasse nisso tudo, é a complexidade que se deriva dos sentimentos. Eu tenho um amigo, não vou citar nomes, que é uma pessoa que me passa a verdade mais pura de uma alma. Nunca vi jogos nele, sempre foi franco, limpo e honesto comigo. Ele sabe de que estou falando dele.

    Contudo, esse bom que Deus me deu, também me faz escravo. 

    Outro dia, assistia uma reportagem da TV Record, de um casal do Rio de Janeiro. Ele, oficial da marinha. Ela, namoradinha dele desde os 15 anos. Agora, ambos com mais de 30 anos, ele passava 15 dias em casa e 15 dias no mar. Quando ele ía para o mar, ela caia nos bailes funkes, arrumou um namorado, um traficante e decidiram matar o oficial. Mataram-no. Certamente, ele, um coração bom e decente, nunca desconfiou da esposa, nunca pediu para ninguém cuidá-la, e pagou com sua própria vida. 

    Certamente, este oficial nada desconfiava de sua esposa e nada de sensibilidade possuía. Certamente, é um anjo do Senhor. Que sua alma descanse em paz.

    Agora, saber do alcance das coisas e entender sensitivamente como eu entendo, é uma desgraça total. Explico-me. Nas relações homem x mulher, a gente sabe, sente, pressente, nota, percebe, saca os lances, as jogadas, pega mentiras no ar, identifica a maldade, a crueldade, a bondade, a pureza. 

    Eu não nunca namorei um homem e nem conheço a intimidade da vida com um homem. Mas namorei algumas poucas mulheres, como todo o homem da minha idade. Poucas, mesmo. 

    Mas, sempre soube ler a alma de todas elas. Curiosamente, Deus presenteou-me com mulheres boas, e também mulheres ruins, perversas, maldosas, requintadamente maldosas. 

    Agora, o objeto dessa escrita, hoje, é falar de um tipo raro, quando a gente encontra num mesmo corpo, numa mesma alma, de um lado, rasgos de bondade e do bem e, de outro, rasgos de maldades e requintes de perversidade e crueldade. Essas são terríveis. De um lado, a gente as ama pelas virtudes, e, de outro, as odeia, pela maldade e a perversidade. É a maior ambiguidade que um ser humano pode enfrentar, seja para compreender a extensão de tudo, seja para administrar seus próprios sentimentos. 

    O requinte de maldade e perversidade espiritual não quer dizer, necessariamente, que a pessoa seja pueril. Não, essa pode até ser sincera, pura, verdadeira e - inobstante isso - ser possuidora dessa ambiguidade que o convívio externa à da luz do outro, de sua capacidade de ler, entender e compreender a alma alheia. 

    Isso se dá tanto nas relações inter-sexuais como também nas inter-pessoais. É claro, num convívio maior, mais íntimo, mais próximo, fica fácil compreender a extensão dos valores que emergem de uma alma. 

    Eu mesmo, lendo a mim mesmo, identifico-me em grandes contradições. Enormes. Tenho uma maldade muito grande, tenho sentimentos de vingança, eu guardo coisas durante anos, para um dia estourar e usar, sou extremamente bandido, e tenho um lado, totalmente dócil, puro, bondoso, fraterno, limpo. É claro que me psicanalizei. Eu travo uma luta cruel com meus instintos, seja para somatizá-los, seja para domesticá-los, seja para a busca da vazão. Agora, entender, administrar e conviver com tudo isso, é algo muito complexo, sem uma bebida, sem um tranquilizante ... 

    Nos dias atuais, amar uma mulher é algo muito complicado para quem tem este discernimento. Eu não vejo pureza, fraternidade, solidariedade. Vejo jogos. Jogos de interesses. Sentimentos puros ... isso é coisa rara. 

    Outro dia, um amigo me falava na importância do papel da prostituta. Me dizia ela: "hoje tu escolhe a mulher que tu quiser, nova, loura, morena ... paga 100 pilas, da tua trepada, vai embora e não se incomoda mais". 

    Sei lá ... 

    Eu acho que a gente se junta para suprir a solidão e as carências. Amor, sinceramente, acho difícil nos dias atuais. Existe, mas é raro e muito pouco. 

    Mulher é mulher. Tem suas artimanhas, seus jogos, seus charmes e quase nunca são sinceras. Normalmente, transam com um pensando noutro. Mas também têm aquelas que amam. E a grande maioria, usa os homens para este ou aquele fim. 

    Na contabilidade de minha vida, esse ano que se encerra, vivi o caso mais atípico de minha vida. Era uma mulher casada. 27 anos. Amava o marido. Mas um dia disse-me que imaginou como seria sua vida ao meu lado. Como ela era muito querida e falante, porém, extremamente linda, e como a relação com a Karine só afundava, resolvi dar conversa e começamos um namorico virtual. Não tive relações sexuais com ela. Apenas ganhei um abraço. No dia fatal, ela não teve coragem. Porém, depois contou-me a verdade. Ela ficou anos fazendo ciúmes para o marido dela. Dizia: fulano tá dando em cima de mim. Beltrano tá me secando. E nada; o cara era 100% não ciumento. Deixava ela totalmente livre. Totalmente livre. 

    Nessa liberdade, eu carente e ela belíssima, fui avançando o sinal. Ela me convidou para ir na casa dela, então eu fui. Como sou escravo do meu hedonismo ... 

    Um dia ela me contou a verdade. "Tu nem sabe, o ... se implicou, criou um ciúme de ti, e agora tenho o marido que eu sempre quis..."

    Eu fui solenemente usado. Mas valeu pela nobreza da causa. Pode ser que um dia ela ainda mude de idéia ... se bem que a cínica se juntou outra cínica que foi minha, têm em comum uma maldita formação ...  imagino as mentiras que não rolaram. A minha, eu conheço bem, é a pessoa mais falsa que eu conheci na face da terra,  a outra, nem tanto, nem dava bola para o que ela falava, só queria admirar aquele corpo, aquele pedaço de carne maravilhoso. 

    Eu não estava traindo a Karine. Estávamos separados e contava tudo para ela. 

    E esta mulher, a casada, sei lá como, ela me passava que tchan de sinceridade, de pureza, de verdade e de cinismo. Pena que ela tirou a foto dos meus cacau-shows do face. Mas o que fazer? 

    A vida é assim mesmo. As vezes, usamos, outras vezes, somos usados. Eu que me achava tão esperto, descobri que sempre fui usado. 

    O único de amor de verdade, foi um choque, porque os dois conheciam-se demais, pela psicanálise, pela contratransferência, um passava analisando o outro. Deu merda. 

    Mulheres. 

    Estou numa longa viagem ... literalmente. 

    A outra, é parte de um processo reflexivo. Tem folclore. Mas é tudo verdade. Foi bem assim mesmo. 

    Tenho tudo gravado no meu face. O face dela, o marido dela pegou tudo ... aí, amou-a loucamente, como ela sempre quis. 

    Não liguei muito. Liguei sim. Liguei para a Karine. Ela não atendeu. Aí fui comer polenta com peixe e vinho. Este prato é muito mais prato que o chocolate quente com bolo yancundano. Não me abalei. 

    A vida da cada volta ... 

     

     

    0 0

    Bem, nossa audiência em Itaqui, sobre a Nina, resultou altamente exitosa, com consenso pleno, muita harmonia e muita seriedade. 

    Foi a primeira vez que conheci a Doutora Magáli Rabello Justin, a nova juíza responsável pelo JIJ de Itaqui. Uma juíza fabulosa, sensata, ponderada, equilibrada e que revelou alta sabedoria na condução e no desfecho do caso.

    Dra. Michele Taís, Promotora Pública
    Por outro lado, a intervenção do Ministério Público, na pessoa da Dra. Michele Taís Dumke Kufner, foi algo assim me espantou positivamente. Que doce de pessoa essa Promotora, também sensata, altamente respeitosa, dada a posturas edificantes, avessa a revanchismos, enfim, um comportamento próprio de Gente que orgulha o País e a Instituição do Ministério Público

    Como Itaqui está bem servido de agentes públicos da melhor qualidade, do melhor quilate. Alguém poderá estranhar eu estar dizendo isso: mas existem pessoas que são dadas a destruir e têm essência da discórdia. Taís, ao contrário, semeia sementes de amor, não sem razão Deus lhe dará uma filhinha linda para coroar seu lar e seu esposo.

    Eu já conhecia a Dra.Taís de audiência anterior. A gente vê de longe a leitura da alma de uma pessoa vocacionada para o bem. Que doce, que anjo. 

    Agradeço a Eliziane, que se fez presente, ao lado da Defensora Pública Dra. Patrícia Conde Busato, uma grande advogada e sempre lutando pelos interesses de sua constituída. 

    Não houve vencidos e nem vencedores. Quem ganhou mesmo foi a Nina e as Instituições, que deram um raro exemplo de postura em meio a este lamaçal de descrédito que mancha o país. 

    Dra. Maristela Genro Gessinger e seu primo Tarso Genro
    Também não poderia deixar de agradecer do fundo do meu coração o apoio que recebi do meu prezado amigo Dr. Ruy Gessinger e da Dra. Maristela Genro Gessinger. Ao escritório Gessinger que fez intervenções jurídicas sempre no sentido de unir, gerar bem estar na Eliziane e na Nina, assim como na família dos progenitores, Seu Derli e Dona Renilda Pivoto Mello. 

    Nunca vou me esquecer da cena, dia do meu aniversário, Dra. Maristela Genro Gessinger acendendo uma velinha ao Padre Réus, objeto de sua respeitosa crença, pedindo a Deus pai por um desfecho favorável; não existe dinheiro que pague um gesto desses. 

    Nina, amor do papito
    Todos nossos amigos ansiosos, não torcendo para A ou B, mas orando por um desfecho positivo, com a mão de Deus. Agradeço a Pastora Ana Maria, ao Pastor Dionísio, ao Pastor Aldo e ao Reverendo José, assim como a todos os amigos que se manifestaram de uma forma ou de outra. Nem a Vereador Mônica Leal, em Porto Alegre, ficou indiferente. É uma grande amiga nossa de longos anos, assim como seu saudoso Pai, o Coronel Pedro Américo Leal, de quem fui amigo pessoal. 

    Psicóloga Camila Cogoy
    E a Camila Cogoy, minha psicóloga, se tornou minha amiga, é uma pessoa altamente qualificada, uma profissional séria, rara. Criamos vínculos sólidos. A Camila é demais. 

    Os aspectos do termo da audiência estão sob segredo de justiça, daí porque não posso dar detalhes. Mas só em dizer que foi tudo consensual, basta. 

    Luciano Cardoso Vieira
    Pessoalmente, sinto que é impossível nominar todos meus amigos fraternos, solidários, que entenderam minha dor em certos momentos e sempre se fizeram presentes com grandeza e solidariedade. Em nome do estrategos Luciano Cardoso Vieira estendo meu agradecimento e reconhecimento a todos. 

    O ano de 2017, para mim, começa hoje. 

    Como Escritor e Jornalista vou fazer um registro às respectivas ouvidorias e/ou corregedoria, pois só nos lembramos desses órgãos na hora da crítica. O elogio e o reconhecimento engrandecem e fazem Jus a quem merece ... JUSTIÇA. 

    Torço muito pela Eliziane. Sempre oro por ela. 


    Abraços a Loreti, a Alzira e a Dra. Karine, que quando estávamos juntos, sempre foi muito boa para Nina.  


    A simbologia. A foto que falava. 

    0 0

    Este convite está circulando nas redes sociais. O PP de Unistalda está promovendo um churrasco no Ginásio Municipal, público e mantido com recursos públicos. 

older | 1 | .... | 196 | 197 | (Page 198) | 199 | 200 | .... | 247 | newer