Are you the publisher? Claim or contact us about this channel


Embed this content in your HTML

Search

Report adult content:

click to rate:

Account: (login)

More Channels


Showcase


Channel Catalog


Channel Description:

Telefones: 99901.0414 / 98123.5945E-mail: oab.rs.advogadoprates@gmail.comBarão do Ladário 1836 - Santiago -RS

older | 1 | .... | 233 | 234 | (Page 235) | 236 | 237 | .... | 247 | newer

    0 0
    0 0


    Eu não tenho interesse em saber fofocas de disputas de aluna e professora, não me interessam assuntos  de assédio sexual, não faço este tipo de jornalismo. Quando acho um assunto pertinente, eu tenho minhas próprias fontes e sou pautado por mim mesmo. Não percam tempo me enviando matérias sobre o ocorrido, para mim, é assunto irrelevante. 

    Se o curso de Direito tá sem controle e chega ao ponto que chegou, só entendo que cabe a Reitoria da URI se manifestar e não ficarem enviando notas, cada uma com uma versão diferente. Alguma verdade existe. 

    Uma versão corre em todas as redes sociais, viralizou a manhã inteira. Estes grupos do whatssapp nunca são fechados. 

    É claro que as acusações são graves. Mas revela bem o descontrole que grassa.

    0 0
  • 08/23/17--09:29: ZAMPERETE
  • Cristiane Zamperete
    O senhor Bernardo Zamperete, avô da professora Cristiane Zamparete, orgulha a todos nós com seu passado histórico, pelos terrenos que cedeu e trocou com o município, da zona do Parque Zamperete, do ESF Maria Alice Gomes, ao local onde está o Ginasião do Bairro e até onde seria construído a UPA. Tudo era dele e da família dele. Foi um cidadão exemplar, assim com o outro avô da Professora Cristiane, senhor Belizário de Souza, que dá nome a outro bairro de nossa cidade. 

    Querem apagar a história por quê? Trocar o nome do Parque Zamperete é notória retaliação contra a ação política da Professorara, não sem razão houve coincidência da proposição parlamentar com a divulgação da matéria de que ela sofria perseguições num PDA já prescrito. 

    Que vergonha vereador Joel. 

    Propor trocar o nome do parque Zamparete é não ter o que fazer. Pior, ainda, é usar a tragédia de uma vítima para justificar o escopo deste absurdo. Se sentido fizesse esta lógica, teríamos que trocar todos os nomes de praças e ruas de Santiago, afinal tragédias é o que não faltam. O que falta mesmo é bom senso. 

    Esta proposição é notória revanche contra uma líder política que emerge com força e consenso na comunidade santiaguense e já anunciou que, agora, parte para a política abertamente, embora já venha se destacando nas mídias sociais. 









    0 0

    Estimados amigos e colegas!

    Em nome de todos os integrantes deste grupo damos as boas vindas ao nosso novo membro, o Doutor Francisco Xavier Medeiros Vieira, desembargador, ex-presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina.

    Sentimo-nos honrados com sua participação.


    Francisco Rugowiski
    Ruy Armando Gessinger



    0 0
  • 08/23/17--11:18: ECO-LARANJA
  • Em Santiago, florescem eco-laranjeiras e eco-laranjais e eco-laranjas.

    0 0


    *Ruy Gessinger, o maior Jurista do nosso Estado entra
    no debate sobre trocar nomes de logradouros
    públicos
    Em diálogo com a redação o Desembargador Ruy Gessinger, que foi juiz em nossa cidade, manifestou-se: " Meu amigo Prates,eu quero te dar um testemunho. Sobre troca de nome de logradouros públicos, eu era juiz em Santiago quando fiquei sabendo, naquela época, que um vereador da câmara municipal de Santiago, estava pensando em propor trocar o nome da praça Moisés Viana por outro nome, que eu não me lembro qual era, ele até teria declarado: afinal é muita homenagem para este juiz aí. Esse juiz, que foi assassinado a tiros por proteger a lisura eleitoral e que - hoje - é o Patrono da Justiça Eleitoral Brasileira.  Olha só como é este negócio de estar trocando de nomes de logradouros públicos. Um abraço meu amigo". 

    ---

    * Foi delegado de Polícia, Juiz e Desembargador. Hoje é titular do Escritório Gessinger, em Porto Alegre. Autor de vários livros, Professor da Escola de Magistratura do Rio Grande do Sul e Professor Universitário. Formado pela UFRGS, com estudos complementares na Alemanha. Pai do jovem Rudolf, jovem estudante de Direito e da Dra. Milene, jovem juíza de Direito do TJ-RS. Ruy Gessinger é apontado pela crítica especializada como um dos nossos maiores juristas contemporâneos. Casado com a santiaguense Dra. Maristela Genro Gessinger. Também é Blogueiro: www.ruygessinger.blogspot.com.br



    0 0
  • 08/23/17--14:16: Primeira-dama
  • Os colunistas sociais vão babar. 

    É claro, como sempre, os assuntos da região caem quentinhos no meu colo. É escândalo para ninguém botar defeito.

    Particularmente, o assunto é exaurido no meu livro.

    0 0
  • 08/23/17--20:59: Numa sessão espírita
  • Confesso que nunca tinha entrado num Centro Espírita. Quando estudante de sociologia, na disciplina de antropologia, fui em duas terreiras, mas com escopo acadêmico. Num Centro Espírita, realmente nunca tinha entrado.

    Uma pessoa amiga, convidou-me. Aceitei. 

    Estive na Sociedade Espírita Jesus. 

    É um ambiente agradável, aconchegante. Recebi o assim chamado atendimento fraterno. Uma senhora e um senhor conversaram comigo. Gostei muito. Pareceu-me algo puro, não vendem bençãos, não cobram um centavo de ninguém, falam e defendem o amor, a solidariedade e a fraternidade. Realmente, algo lindo e impressionante.

    Ando cansado dos evangélicos. Só querem vender bençãos, cobrar dízimos em dobro e extorquir dinheiro das pessoas em nome de Deus e de Jesus. Virou um comércio, de um lado, politicagem de outro. Para ficar nisso. Nem vou falar nos políticos evangélicos. Tenho vergonha. 

    No centro espírita, não pedem um centavo para ninguém. Existe uma preleção pregada em tom moderado de voz, sem gritarias, sem cobranças, sem ameaças. Gostei. Se não tivesse gostado, diria. 

    Ganhei um livro intitulado O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO, de Allan Kardec. Agradeço o presente e a fidalguia do convite. 

    É tudo novo para mim. Mas vou ler o livro com dedicação e - respeitosamente - tentar entender um campo no qual sou bastante ignorante. 

    Cá entre nós. Eu quero passar por desconhecido...Mas quebro a cara. E a senhora, dócil, gentil, educadíssima, que me atendia no Atendimento Fraterno, sabia tudo da vida da Nina. Perguntou-me dela e passou  e relatar aspectos interessantes da vida de minha doce filhinha. É claro, eu sou mais conhecido como pai de Nina. Faz sentido.

    Gostei muito de tudo. Do ambiente, das pessoas, da pureza das propostas, das teses e dos fundamentos. 

    De lá, fui jantar no Batista, comer algumas frutas, um suco de laranja e um mouse de maracujá. Por isto, estou calmo. 

    Agradeço a acolhida.

    Poderia ser cálido?




    0 0

    Jairo Jorge teve seus bens bloqueados em ação de improbidade administrativa pedida pelo Ministério Público. A Juíza Adriana Rosa Morozoni bloqueou os bens de Jairo Jorge (candidato ao governo do Estado pelo PDT e de Eliezer Pacheco, PT, esposo de Maria do Rosário, ex.

    A ação, segundo o blog IMPRENSA LIVRE,  RS, é devido a irregularidades na merenda escolar.

    Os valores bloqueados:

    Jairo Jorge - 11 milhões, 940 mil reais.

    Eliezer Pacheco - 10 milhões, 574 mil reais.

    WK Borges - 13 milhões, 438 mil.

    Jairo Jorge saiu do PT, alugou a sigla de aluguel do PDT e foi declarado candidato ao governo do Estado. 

    Pelo jeito, as coisas - agora - mudam.



    0 0



    Minha filhinha deixou as bonequinhas dela, vestidinhos, acessórios das bonecas, tudo disposto no tapete, embaixo da arara onde mantenho meus casacos e jaquetas. Pediu-me que não as tirasse dali, pois viria na próxima semana. Quando ela fica fora por mais tempo, guardo tudo no seu roupeiro.

    Sei la por que cargas d´águas, envolvi-me nos últimos dias num forte debate sobre amor. Fomos pautados por Fromm e assunto é perturbante. 

    Já citei aqui neste mesmo blog que recebi um carta de um grande escritor brasileiro, onde ele me revelava que não acreditava em amor entre um homem e uma mulher. Porém, ele ressalvou que acredita no amor de sua filha consigo e exemplificou o amor de minha filha comigo. 


    Abro uma janela nos meus escritos.

    Poucas pessoas em Santiago recebem tantas informações, dicas, denúncias, fofocas, como eu. Só no dia de ontem, recebi uma denúncia de um morador do recinto da viação férrea, dois servidores da prefeitura, com PDAs prescritos, e uma moça, numa mensagem no face, com revelações assombrosas sobre uma pessoa amiga minha, envolvendo lesbianismo e mentiras e mentiras, tudo segundo ela. Mal entendo este espírito pernicioso e destrutivo das pessoas. Os servidores acuados, entendo, só não entendo a omissão do Sindicato que não busca uma providência jurídica em face de tantos PDAs prescritos. A administração e seu critério de discricionariedade tem um limite e o Princípio da Simetria recomenda a aplicação da Lei Processual Civil ante a lacuna da lei municipal. E nem falo nos princípios da celeridade, economicidade, legalidade ... tocar processos assim, envolver comissão de sindicância, tempo dos servidores, inutilidade, pois o apurado leva o nada ao lugar nenhum, eis que tudo já está prescrito. 

    O alcaide municipal poderia ter uma crise de bom senso em uma de suas orações e determinar a procuradoria um parecer e dar por encerrado tais PDAs. Hoje eu disse para o Jeferson que não descartava um MS ... só que me falta tempo. Eu precisava trabalhar com dois ou três mais colegas, aí eu poderia atender todas estas demandas de Direito administrativo da região. É muita demanda para poucos escritórios. Quase ninguém gosta e ninguém quer operar com a Administração Pública e o direito trabalhista celetista e estatutário do setor público. Agora mesmo, estou assumindo uma demissão na EMATER, em Santa Maria. É um enorme transtorno, pois envolve viagens, audiências ... E também tenho meus pareceres em parceria com Porto Alegre.

    Se de um lado entendo a angústia dos servidores e moradores em conflito com a administração, de outro lado não entendo a razão do foco apócrifo da sexualidade de uma pessoa. Aí é destrutividade mesmo,  emerge um lado triste, pois a gente fica sem saber como agir. Ponto.

    Hoje começo um rotina louca. Vou a Santa Maria logo mais a tarde, preciso estar a noite em Porto Alegre e amanhã preciso estar em Itaqui, as 14.30, para uma audiência sobre a Nina. É correria para ninguém botar defeito.

    Mas, em meio a tudo isto, e meio a um mar de desilusões, falsidades e hipocrisias, descubro alguns sentidos. Minha filha precisa de mim e meu amor paterno é incondicional. Meus amigos são raros. E noto que existe amizade na fraternidade. Só cada vez concordo com este amigo escritor que me mandou a carta dizendo não acreditar no amor homem & mulher. Triste constatação, triste sina. Sei que é meu destino, aceito o fato de viver sozinho, mas louvo o exemplo de minhas irmãs, seus códigos de éticas e a conduta moral que sempre pautaram sua vidas. Elas são raras e divinamente abençoadas por Deus. A mim coube a sina de vagar sozinho, mas eu aceito bem este destino. A desconstrução não me afeta mais e este recado apócrifo, verdadeiro ou não, teve o condão de fazer-me respirar frio, levantar a cabeça, olhar os desenhos e as bonequinhas da Nina e seguir em frente. 

    Os cabalistas saberão me compreender. 

    Passo por cima das revelações estonteantes. 







    0 0
  • 08/25/17--16:51: Nossas vidas seguem
  • Cheguei perto das 12 horas em Itaqui. Participamos de uma audiência no JIJ coordenado pela talentosa juíza Dra. Magali Ruperti. A Nina foi a estrela, ela foi ouvida por mais de hora, juntamente com a Promotora Dra.Melissa Marchi Juchen e a Defensora Pública Dra. Patrícia Busato. 

    A audiência transcorreu num clima de fraternidade e com pequenos ajustes. Nina foi autorizada a tirar passaporte e se afastar do país. Não houve vitoriosos e nem derrotados, quem ganhou mesmo foi a infante,especialmente com o acordo acertado entre os pais. 

    Agradeço aos meus amigos, irmãos e irmãs, a vasta corrente de oração que se formou pelos desdobramentos desta importantíssima audiência.

    É claro, prevaleceu o bom senso, a brilhante atuação da Juíza Magali Ruperti Rabello Ribeiro, uma magistrada super-talentosa ao lado da não menos talentosa promotora pública Dra. Mellissa Juchen. É claro,apesar de estarmos em campos opostos, a Dra. Patrícia, Defensora Pública, que participou da oitiva da Nina, também foi magistral, guiada pelo equilíbrio e a composição harmoniosa.

    Estou feliz pela minha filha.

    Deus é Pai e não tem nos deixado desamparado. Nossos amigos e amigas, meu obrigado pelo apoio e orações. Agradeço aos meus familiares e a Dra. Rosa Mallet, conceituada médica-pediatra que nos recebeu com um jantar em sítio em Santo Antônio das Missões com amigos e familiares,onde estamos nesta noite.

    Amanhã, Nina reencontrará sua amiga Maristela Gessinger e Rudolf Gessinger, em Unistalda. EM TEMPO: ganhou um par de brincos raros, 24 kilates, da Dra.Rosa. Feliz é ela.

    0 0



    Minha filhinha ganhou um Globo Terrestre e dois Atlas. Ficou feliz da vida. Curiosa, decidiu gravar um vídeo com suas didáticas explicações. 



    0 0

    Foto histórica: dirigentes e militantes do PMDB de Unistalda na convenção de hoje. Paulo Guerra assume a Presidência e Dra. Maristela Genro Gessinger se fez presente, muito aplaudida e aclamada. 

    Vereadores unistaldentes com MARISTELA GENRO GESSINGER

    A foto não ficou de boa qualidade, pois foi de relance, numa cena roubada. Nina e sua amigona Dra. Maristela Genro Gessinger.


    ----------------------


    0 0

    Companheiros unidos em torno de um ideal, fraternidade e civismo

    Maristela foi o centro das atenções e dos discursos que querem sua volta

    Gente brava, de fibra, ética e cidadania. Honra-me minha filhinha com Dra. Maristela


    Deixei para fazer minhas anotações sobre a convenção do PMDB e a presença de Maristela Genro Gessinger, na tarde deste sábado, agora a noite, com calma, com reflexão, com maturação e com as devidas ponderações. 

    Primeiro, impressiona a unidade do grupo. Segundo, é altamente eletrizante a liderança de Maristela Gessinger, ela conquistou uma legião de fãs e admiradores, as pessoas querem tocá-la, vê-la, e conseguiu um fato inédito e espontâneo: as pessoas começaram a gritar: MARISTELA, MARISTELA, MARISTELA. 

    Houve lágrimas e muita emoção.

    Seguiram-se discursos encorajadores, análises críticas muito bem ponderadas. Foi levantado o problema que se abateu sobre a saúde em Unistalda, com a crise dos repasses federais e foi muito enfocado a ausência de empregos locais. Curiosamente, a proposta de Maristela que era um processo industrial gerador de emprego e renda vem à tona.

    Todos os discursos foram unânimes em pedir que MARISTELA volte a concorrer. 

    Em sua fala, a advogada foi extremamente elegante, transcendeu pureza (que foi a marca de sua campanha) e lembrou a circunstancialidade dos resultados eleitorais.

    Maristela está fortalecida como nunca. Fez uma campanha, não maculou o processo eleitoral, não comprou votos e marcou a política local e regional de forma transparente, idônea e soube acatar o resultado das urnas com extrema elegância. É fina, diplomática e cativou corações e mente. 

    O futuro da Deus pertence. 

    O certo é o consenso em torno de Maristela é fantástico, emocionante e contagiante.

    Eu sai de lá embebido de tanta pureza, de tanta transparência, que gente bacana. A Regina que sai, o Paulo Guerra que entra, a excelente bancada, os jovens, os idosos e o povo que, apesar do temporal, compareceu ao evento, que se tornou pequeno para abrigar a afluência surpreendente de pessoas bravas, guerreiras, ideológicas e comprometidas com um ideal.



    0 0

    Um dos fatos mais abjetos nas relações é a mentira, a dissimulação e a capciosidade que não encontra limites no escrúpulo que todos nós devemos ter. 

    Eu não me magoo com adversários e quanto mais forte, para mim, melhor é o embate. Também não me magoo com a crítica. É o que me faz amadurecer, crescer e sei tirar lições de todas elas. Por isso, sempre fui aberto a sugestões e mesmo a críticas, seja do peso que forem.

    Agora, me magoo muito facilmente com o fingimento e com as mentiras. 

    Sábado a noite, depois da audiência da Nina, tive, certamente, a minha mais longa conversa com ela de toda nossa vida. Orientei-a a nunca mentir, em hipótese nenhuma, nem para me proteger. 

    Também perguntei a ela se alguma vez pedi para ela mentir para alguém, para a mãe, avós, tios, autoridades? Ela olhou em meu olhos, séria, compenetrada, e com a voz embargada me disse: não, nunca, pai. 

    A podridão no tecido social, a corrupção das famílias, cônjuges mentindo um para o outro, traições, filhos sendo usados pelos pais, ensinando a mentira como valor, estende-se facilmente para a sociedade e deriva-se daí a crise moral generalizada. 

    A malandragem é algo muito triste. Seja do gênero que for, do espectro que for. É tudo abominável.

    A lógica de Gerson e a teoria de levar vantagem em tudo, infelizmente é uma escola auto-aplicável. A honestidade virou um valor em extinção. A apologia à malandragem legitima a escória de geração em geração. 

    Estamos todos perdidos e não percebemos a extensão da perdição. 

    Procuro deixar para meus filhos, nos diálogos com eles, que a verdade deve pautar nossas vidas. Nada compensa o que não é nosso. 

    No cosmo, existe uma lógica metafísica incrível. As mentiras, malversações, podridões, sempre afloram, de um jeito ou de outro. De uma forma, ou de outra. 

    Com o passar dos anos, a gente vai compreendendo melhor as estruturas e as pessoas ... e proporcional ao conhecimento é nossa tristeza e nossa dor.

    Creio que o legado a Nina, que é uma infante, será o de juízos morais e sei ela levará isto para a sua vida. Nesse sentido, esforço-me e Deus sabe do meu esforço e da verdade da minha condição paterna. Deus sabe o que pautou sempre meu coração. 

    Vivemos tempos sombrios.

    Mas a resistência é necessária. 

    0 0

    Bem, a iniciativa é louvável e escracha para o país o quanto ganham pouco os representantes da maior corte jurídica do país. Os subsídios líquidos são vergonhosos. 

    E depois estes políticos ainda têm coragem de falar dos Ministros do STF. 

    Agora, o Ministro Fux disse na Globo News que vai reunir todos os presidentes de Tribunais do país e fazer cumprirem o teto constitucional.

    Isso é bom.

    Agora, cá entre nós, qualquer dono de restaurante em Santiago, dono de posto de gasolina, ganha mais que isto. 

    Uma colega que trabalha comigo, fica furiosa quando não atinge os 60 mil/mês. Qualquer médico aqui em Santiago ganha fácil 100 mil reais/mês.

    Por que o Tiago não faz o mesmo com os subsídios do seu executivo e por que a URI, que é comunitária, não abre o quanto ganham seus diretores locais?

    0 0




    Eu pedi para o Alcaide Municipal Tiago Lacerda ter um surto de bom senso e terminar com os PDAs prescritos.

    Agora, ele, edita um decreto que prorroga o prazo para conclusão. Prorrogou um prazo que não existia. 

    Isso vai gerar uma indústria de danos morais, materiais e existenciais contra o município de Santiago, pois os servidores seguem sendo ouvidos em processos que estão prescritos e que não podem surtir efeito prático algum. 

    Na prática, a inoperância do Município ao executar a lei, pois ela própria determina o prazo de validade dos mesmos, é o responsável por este caos instalado.

    Todos os servidores que estão respondendo Processos prescritos, sendo constrangidos, gastando com advogados, desgaste físico e emocional, têm direito a serem ressarcidos, na forma de danos morais, pela extensão e prolongamento do sofrimento, pois tudo é alheio às suas vontades.

    Sugiro que se cerquem de advogados, pois o funcionamento destes PDAs prescritos, sabendo os mesmos estarem prescritos, gera - sim - o direito aos danos elencados. 

    É o caos instalado na administração pública de Santiago. Grasso erro, sem precedentes. 

    A atitude correta do Alcaide seria editar uma portaria suspendendo o funcionamento destes PDAs já prescritos, pois isso poderia impedir a enxurrada de ações de danos morais e materiais contra a municipalidade. Em última instância, quem pagará a conta é o contribuinte de Santiago. 

    0 0

    Houve em tempo em Santiago que havia ética e solidariedade entre os membros da imprensa local.

    Houve.

    O dia em que o Alcaide municipal conseguiu uma liminar contra mim, a ala puxa-saco da imprensa, que vive de boquinhas e carguinhos, antes mesmo de eu ser citado da decisão judicial, fez um carnaval nas redes sociais contra mim. O pacto estava rompido ali, pois saíram de condição de oprimidos para apoiarem o opressor. O que valia para o Vulmar, não vale para Tiago. Eu marquei bem que vazou tudo e quem fez o carnaval. Eu marco tudo e depois, na hora certa, sei levantar a discussão. Pode passar um tempo, mas o tempo é senhor da razão e implacável para quem gosta de exercer autoritarismos de desmandos contra os que eles julgam enfraquecidos. 

    Só que estes mesmos da imprensa, silenciaram completamente quando da minha resposta. É claro, não têm compromisso com a Verdade, apenas querem é bajulação. 

    Aliás, não foi o mesmo que fizeram contra um sindicalista local e agora ardem com uma ação de danos morais?

    Noticiam um lado dos fatos e omitiram outro.

    Nem sei quem é o sindicalista e nem o conheço, só soube por intermédio de um colega blogueiro que também está sendo processado. 

    Aliás, os mesmos que criticaram quem critica autoridades, agora estão com mais duas ações no poder judiciário, por desrespeito a autoridades no exercício de suas funções. 

    Esqueceram-se que a vida é uma estrada de duas vias. 

    Uma vai e a outra vem. 

    Às vezes, estas vias se encontram pelos descaminhos do destino. E quem estava indo, pode voltar, e, na volta, encontrar-se com quem estava apenas indo lá atrás; a sabedoria e a prudência recomendam não sair da condição de oprimido para se tornarem opressores. 

    O assunto está começando. 

    Sei esperar, sei ser perseverante e sei virar jogos, mesmo os mais intricados. É certo que eu cai com o desastre que virou minha família. Mas enquanto eu estiver vivo nenhum evangélico desta dita assembleia de Deus de Santiago vai me botar medo, pelo contrário, vocês injetaram ânimo em mim, pois eu conheci quem antes eu não conhecia. Não estranhem o que está surgindo aí. O estrago vai ser maior que as vantagens. 

    E a reação em cadeia já começou. 

    0 0
  • 08/30/17--09:55: Meus clientes e amigos
  • Por emergência jurídica, estou fora de Santiago o dia de hoje e amanhã. Estou em Itaqui e fico em contato com todos por telefone, whatts, facebook ...

    Peço desculpas aos meus clientes, mas preciso resolver estas pendências em caráter de urgência, se derivando daí a necessidade de afastamento urgente da cidade.

    Quinta-feira pela manhã estou de volta e o tudo normalizado. 


    0 0

    Começo uma semana que promete ser alvissareira. Sexta-feira, as 14.30, em Itaqui, no JIJ, tenho uma audiência sobre minha filhinha. Estou orando e peço orações dos irmãos e amigos. É fundamental a graça divina e a intercessão espiritual para que todos sejamos abençoados.

    --

    Eu estou bem. Apenas fiz um relato de minha tristeza sábado a noite. Nada anormal, faz parte do quadro de dor em que estou inserido desde que fui afastado de minha filhinha. Foi algo doloroso, machucado, mas com o qual sou obrigado a compreender e a conviver. 

    --

    No município, a grande novidade é o ingresso da jovem nutricionista Gabriela Pinto, filha do Tavinho, neta do Dr. Valdir Amaral Pinto, que vai controlar a qualidade da merenda escolar. Uma grande iniciativa, torço pela jovem, sei que ela vai marcar em cima, especialmente os alimentos podres que chegam de Uruguaiana, que é um escândalo. Recebi um relato interno agora pela manhã dando-me ciência desta situação, o relato partiu de dentro da própria estrutura funcional. Alguém que sabe o que está acontecendo. 

    --

    Cláudio Cardoso, Pastor Evangélico, homem decente, de vida limpa, conduta ilibada, sempre pregador do bem e da paz, foi quem ganhou a eleição para o PP. Seu prestígio em todas as classes sociais, avalizou o nome de Tiago. Eu - pessoalmente - sempre acreditei na palavra de Cláudio e imaginei que ele seria o grande nome que emergiria no evangelho Estado afora. Entrar para a política, nesse covil, foi um grande erro. Ele não fez a diferença  e poderia ter se tornado um dos maiores nomes do evangelho em nosso Estado. Afastei-me da Igreja dele devido a política partidária. 

    --

    Hoje emerge uma realidade. Cláudio descobriu-se usado, não indicou nenhum secretário, passa mais pelas oficinas, descobriu expedientes usados na campanha os quais discorda, e tem revelado, na intimidade, uma posição quase irrevelável. Eu sei, mas não vou falar. Mas o descontentamento de Cláudio Cardoso é enorme, fizeram dele o que fizeram com Toninho. Nada será estranho a partir de agora, inclusive ... 

    --

    Se Cláudio renunciar eu volto para a Igreja dele na mesma hora. Este valor do subsídio de vice-prefeito a gente dá um jeito e paga em dobro  e ele se consagra como o grande pregador de Deus em nosso Estado. 


older | 1 | .... | 233 | 234 | (Page 235) | 236 | 237 | .... | 247 | newer