Are you the publisher? Claim or contact us about this channel


Embed this content in your HTML

Search

Report adult content:

click to rate:

Account: (login)

More Channels


Showcase


Channel Catalog


Channel Description:

Telefones: 99901.0414 / 98123.5945E-mail: oab.rs.advogadoprates@gmail.comBarão do Ladário 1836 - Santiago -RS

older | 1 | .... | 154 | 155 | (Page 156) | 157 | 158 | .... | 247 | newer

    0 0

    Bossoroca/RS, 16 de março de 2016.

    Bom dia Amigo Julio.

    Cheguei hoje ao meu trabalho aqui na prefeitura e de praxe como faço todos os dias entrei em seu blogue para saber noticias de santiago,  e  sobre o senhor, li a postagem sobre o amor de uma mulher ter um preço... 
     
    Lembrei -me na hora de 5 anos atrás quando  me separei da mãe do meu filho, tinha esse mesmo pensamento em querer ter um AMOR puro e verdadeiro, me envolvi com varias mulheres até encontrar a minha atual esposa, uma pessoa simples, companheira, trabalhadeira a qual me apaixonei e hoje desfruto desse amor verdadeiro, sem interesses, sei bem o que o senhor sente, me identifico muito com sua pessoa, esse amor incondicional pela sua filha, pelas coisas simples da vida, um sorriso, uma palavra de afeto e carinho, ja fui uma pessoa frustrada, desiludida com o mundo e com as pessoas, ja tive em um estágio muito avançado de depressão, procurei ajuda psicológico, espiritual e muitas outras mais, mas não resolveu 100% minhas angustias, minhas decepções, só consegui encontrar a verdadeira felicidade quando resolvi acreditar em mim mesmo, em tudo o que eu sentia, no  que eu desejava, meu  estado de espírito mudou, troquei hábitos alimentares, meu modo de ser, resumindo me reinventei.
     
     
     Hoje ao ler seu blogue quando o senhor fala sobre o amor entre dois homens ser sincero, concordo plenamente, pois nesse mundo de preconceitos é muito dificil assumir em publico um amor assim, e esse amor quando assumido e verdadeiro, assim como o amor entre duas mulheres, não sei o porque que sentei e estou a escrever -lhe essas palavras, mas cada dia mais me vejo ao ler suas postagens, seu cotidiano, seus momentos de felicidade, tristezas, decepções, conquistas. 
     
    Sabe amigo, desejo-lhe do fundo do meu coração, como um pai deseja para um filho, que venha a ser feliz como eu sou hoje em dia, que encontre o amor verdadeiro, puro, sem interesses materiais, que o senhor seja sempre essa pessoa maravilhosa, iluminada, exemplo de pessoa que o senhor é, tens aqui um fã, amigo, confidente, que estará sempre ao seu lado mesmo distante, ja faz muito tempo que desejo lhe conhecer pessoalmente, mas por ironia do destino sempre quando vou a santiago, é rápido, sem tempo, não baixe a cabeça pra nada seu Julio, batalhe, procure, insista , pois a FELICIDADE está aí, em nossa frente, basta procurarmos, DEUS nos testa a cada dia nos colocando provações, mas ele sabe que podemos carregar o fardo, mesmo que para nós seja dificil, pesado, finalizo aqui essa postagem lhe desejando uma ótima semana, externando um grande abraço a sua pequena NINA, e lhe digo com convicção e certeza, que seu AMOR irá acontecer quando o senhor menos esperar, num lugar onde menos imaginar ele estará lá lhe esperando assim como aconteceu comigo, pois ALMAS GEMEAS  existem, e a sua irá aparecer e o destino fará isso.


    Grande abraço,




    Seu  leitor Luis Pedro Martins Kemerich
    Bossoroca/RS


    0 0

    Visualizações de página por país

    Gráfico dos países mais populares entre os visualizadores do blog
    Entrada Visualizações de página
    Estados Unidos
     9615
    Brasil
     7380
    Alemanha
     1007
    Portugal
     360
    Coreia do Sul
     131
    França
     113
    Índia
     112
    Ucrânia
     90
    Rússia
     54
    México
     48

    0 0
  • 03/16/16--15:18: Está escrito


  • 0 0

    A íntegra das conversas

    MORAES: MORAES!

    MARIA ALICE: MORAES, boa tarde, é MARIA ALICE, aqui do gabinete da PRESIDENTA DILMA.

    MORAES
    : Boa tarde..ô, senhora MARIA, pois não!

    MARIA ALICE:
    Ela quer falar com o PRESIDENTE LULA.

    MORAES: Eu tô levando o telefone pra ELE então. Só um minuto, vou ver e te passo, tá? Por favor.

    MARIA ALICE: Muito obrigada.

    MORAES: Tá bom, de nada.

    (pequeno intervalo)

    MORAES: Só um minuto, senhora MARIA ALICE.

    MARIA ALICE: Tá "ok"

    LULA: Alô!

    MARIA ALICE: Alô, só um momento PRESIDENTE.

    (intervalo - música de ramal)

    DILMA:
    Alô.

    LULA: Alô.

    DILMA:
    LULA, deixa eu te falar uma coisa.

    LULA: Fala querida. "Ahn"

    DILMA: Seguinte, eu tô mandando o "BESSIAS" junto com o PAPEL pra gente ter ele, e só usa em caso de necessidade, que é o TERMO DE POSSE, tá?!

    LULA:"Uhum". Tá bom, tá bom.

    DILMA: Só isso, você espera aí que ele tá indo aí.

    LULA: Tá bom, eu tô aqui, eu fico aguardando.

    DILMA: Tá?!

    LULA: Tá bom.

    DILMA: Tchau

    LULA: Tchau, querida.   Recomendados para voces.

    0 0

    Lula; "STF e STJ acovardaram-se. Cunha e Renan estão fodidos !".

    Em áudio publicado pela Globonews, o ex- presidente Lula solta o verbo e diz que STF, STJ, Câmara e Senado, estão todos acovardados.

    Lula conversando com o ministro Jaques Wagner:

    Sinceramente, eu estou assustado com a República de Curitiba.
     

     Logo a seguir, vira sua metralhadora giratória contra o STF, STJ, Câmara e Senado:

    - Nós temos uma Suprema Corte totalmente acovardada, nós temos um STJ totalmente acovardado, um Parlamento totalmente acovardado, e somente agora PT e PCdoB resolveram fazer alguma coisa. Nós temos um presidente da Câmara fodido, um presidente do Senado fodido, e todo mundo fica esperando por um milagre.

    0 0
  • 03/16/16--19:23: O outro lado


  • 0 0

     

    : Itagiba Catta Preta Neto, juiz da 4ª Vara do Distrito Federal, que nesta manhã concedeu liminar suspendendo a posse do ex-presidente Lula como ministro da Casa Civil, fez manifestações nas redes sociais pedindo a derrubada da presidente Dilma Rousseff com um argumento curioso: se ela caísse, o dólar também cairia e ficaria mais barato para ir a Miami ou Orlando, nos Estados Unidos; em outro post no Facebook, ele divulga foto com a família em manifestação contra o governo e escreve "fora dilma"; o juiz também revelou seu voto no senador Aécio Neves (PSDB-MG) no segundo turno das eleições presidenciais em 2014, com a mensagem: "missão cumprida"; magistrado já excluiu sua conta no Facebook e criou uma nova, mas as publicações foram registradas; Advocacia Geral da União (AGU), comandada pelo ministro José Eduardo Cardozo, anunciou que irá recorrer da decisão sobre a suspensão da posse.

    Fonte - Brasil 247

    0 0
  • 03/17/16--21:54: Maldita maldição
  • Ausente do blog. Um dia muito triste. Mais uma punhalada no meu coração. Uma dor terrível. Peito sufocado, angústia, ausência de entendimento e razão. 

    Alheio aos noticiários. Alheio aos fatos políticos do país. Não quisera escrever nada, mas tenho um profundo respeito pelas milhares de pessoas que me acessam diariamente. A interação depende do estado de espírito. Madrugada sombria. 

    Ando, não vejo luz no fundo do túnel. Cada vez mais mergulhado no meu abismo. Infância vilipendiada, amores destruídos, punhais de fogos, veneno ardente. Não consigo mais reestabelecer-me. Sei que o caos se aproxima, que venha e venha logo, pois já não sou mais dono do meu destino. 

    Maldita maldição. 

    0 0

    O prédio do antigo FORUM vai ficar mesmo para a Polícia Civil de Santiago. 

    Pronto. Palavra final. Esta é a versão oficial e definitiva, sem maiores explicações

    Uma decisão correta, justa e merecida.


    0 0
  • 03/18/16--10:55: DANOS MORAIS
  • Como eu já havia relatado nesse blog, por ter sido meu nome citado numa matéria do Grupo RBS, Rádio Gaúcha, de forma indevida, ingressei com uma ação jurídica em face do Grupo. 

    Ontem, aconteceu a audiência de instrução. Porém, antes mesmo da oitiva de minhas testemunhas, o Grupo RBS propôs um respeitável acordo para terminarmos com o caso de forma amigável e dentro de relações republicanas e própria de pessoas honradas, como foi a família Sirotski com relação a minha pessoa. 

    Assim, hoje assinei o termo de acordo com o Escritório Rossi, Maffini e Milman, que atua em nome da Rádio Gaúcha. E encera-se o caso, em caráter definitivo. 

    Sempre sustentei que a RBS é um grupo sério e que tem uma conduta de ética respeitável. Infelizmente, o caso envolvendo meu nome, posto que fui citado em cadeia nacional de rádio, de forma totalmente indevida, busquei o poder judiciário como forma de recompor a Verdade e restabelecer as relações no plano da normalidade, pois o que houvera sido atribuído a mim não correspondia a realidade e nem a mínima verdade dos fatos, derivando-se daí a pronta manifestação do Grupo de indenizar-me, sem levar adiante a discussão no âmbito jurídico.

    O valor da indenização nunca me foi relevante, dinheiro é dinheiro e não vivo em função disso, aliás, vivo longe disso, meus valores são outros, por isso pesava para mim o reconhecimento do erro. Isso, sim, era decisivo. E isso foi alcançado, foi uma vitória também da colega Dra. Fernanda Gindri, que me acompanhou nas negociações. 

    0 0


    Para qualquer juiz, ser nomeado assessor de gabinete de um ministro do Supremo Tribunal Federal é uma grande honra, mas pode atrapalhar. Atrapalhou, por exemplo, as atividades acadêmicas do juiz federal Sérgio Fernando Moro, da 2ª Vara Federal Criminal de Curitiba. No início do ano, ele foi designado assessor da ministra Rosa Maria Weber, o que o levou a brigar com a Universidade Federal do Paraná e levar o caso à Justiça Federal da 4ª Região.

    Moro é professor de Processo Penal da Faculdade de Direito da UFPR e tem contrato que o obriga a trabalhar 20 horas por semana e ministrar pelo menos oito horas-aula semanais. Inicialmente, o juiz fora requisitado para trabalhar no STF duante o primeiro semestre de 2012. Conseguiu trocar, informalmente, os horários com outros professores da faculdade e se comprometeu a repor as aulas não dadas em sábados no segundo semestre.

    Só que o desempenho de Moro como assessor o fez ser requisitado por mais seis meses, até o fim deste ano. Foi aí que começou a briga. Como precisa passar a semana em Brasília, o juiz pediu à Faculdade de Direito da UFPR que o liberasse por mais seis meses, se comprometendo a dar três aulas ininterruptas às sextas-feiras — quando a corte permite folga.

    O pedido foi indeferido pelo Departamento de Direito Penal e Processo Penal. Moro recorreu, então, à administração da faculdade, e ouviu outro “não”. O colégio de professores disse que a proposta de Moro agride as normas internas da Faculdade de Direito, pois não pode haver mais de duas aulas consecutivas da mesma matéria. Moro recorreu. E perdeu de novo.

    Dessa vez, a direção propôs uma solução: que o Supremo Tribunal Federal apresentasse uma requisição à faculdade, especificando os dias em que precisaria do juiz assessor e em quais dias ele estaria livre para lecionar. E aí quem disse “não” foi Moro. “Desde logo, informo que, com todo o respeito, não pretendo acatar a solução proposta. A bem da verdade, cumpre admitir que não se trata de verdadeira ‘solução’, já que me obriga, de um modo ou de outro modo, a afastar-me sem necessidade da sala de aula, o que já havia adiantado que não faria”, rebateu, no processo.

    Privilégio da instituição
     
    Ao se negar a acatar a solução, o juiz acusa seus colegas de irresponsabilidade. Impossibilitar que um juiz assessor de ministro do Supremo dê aula na faculdade, segundo ele, impede o “posterior compartilhamento dessa experiência com o quadro docente e discente”.

    “Só, com todo o respeito, o medíocre poderia entender que a possibilidade do subscritor [Sérgio Moro] em auxiliar o Supremo em casos da espécie não atende o interesse público, ou que essa experiência não tem qualquer relevância para a Faculdade de Direito”, ensinou Moro. Sua dispensa pela faculdade, para ele, é uma “ofensa ao interesse público do ensino”.

    Mas a faculdade rebateu. Disse que 80% de seu quadro de professores é formado por doutores, um “requisito mínimo”. Em informações prestadas à Justiça Federal, a faculdade lamentou que Moro tenha desprendido tanta energia para não deixar o quadro de docentes, mas não para aumentar sua produção científica.

    A direção do Direito da UFPR estranhou o fato de o juiz se autorreferir como “magistrado professor”. Isso porque o próprio declarara que sua “produção jurídica mais relevante consiste em suas decisões judiciais”, o que não é permitido pela plataforma Lattes — assim como não é permitido aos advogados registrar petições e peças processuais como produção científíca.

    Liberdade e finanças
     
    Sérgio Moro afirma também que a decisão da faculdade ofende sua “liberdade de cátedra”. A faculdade desconfia do argumento. Isso porque o cargo de professor ocupado pelo juiz é de caráter estatutário, que deve dar aulas conforme for determinado pela direção da instituição. Ou seja: é dever do docente dar, no mínimo, oito horas-aula por semana. E a remuneração dos professores é baseada nas horas-aula que lhes são incumbidas.

    Aí está a raiz do descontentamento de Moro, segundo a UFPR. Para ele exercer plenamente suas funções de juiz assessor, deve, por conta de sua situação contratual, se licenciar do magistério. E abrir mão dos vencimentos.

    Os diretores da faculdade, no entanto, ignoram as explicações de seu funcionário. O juiz federal afirmou “poder passar muito bem sem a reduzida remuneração” de professor, já que dá aulas “por amor à função”.

    Boa-vontade
     
    Depois de toda a discussão com os patrões, Moro levou o caso à Justiça Federal de Curitiba. Ajuizou Mandado de Segurança para que seu pedido de dar três aulas seguidas fosse atendido. Lá também não conseguiu.

    A juíza Claudia Cristina Cristofani, da 5ª Vara Federal da capital paranaense, entendeu que a negativa da faculdade em atender as exigências de Moro não ofendeu direito algum do colega juiz. “A decisão está baseada em norma pré-existente, obedeceu trâmites formais adequados e, não estando a violar direito líquido e certo, goza, como ato administrativo que é, de presunção de legitimidade”, afirmou.
    No entendimento da juíza, Moro obteve “informação incompleta” sobre o que a tomada de decisão pela faculdade envolveu. “Na verdade, o colegiado, no semestre passado, permitiu o adiamento de parte das aulas, o que evidencia boa-vontade, contrapartida que o impetrante, dadas as mudanças fáticas, não está apto a satisfazer.”

    Sem prejuízo
     
    Moro recorreu ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Lá, a desembargadora Maria Lúcia Luz Leiria, relatora do caso, afirmou que o recurso não poderia ser aceito por “não verificar a presença da relevância dos fundamentos deduzidos pela parte agravante”.

    Ela também negou as alegações de Moro sobre a falta que ele faria à faculdade. “Destaco, ainda, que de acordo com os elementos dos autos, o deferimento de licença para assuntos particulares não geraria qualquer prejuízo à Universidade, uma vez que o Departamento de Direito Penal e Processo Penal conta com mais três docentes a quem poderiam ser transferidas as suas aulas.”

    Procurado pela ConJur, Moro preferiu não comentar o caso. Disse que o que teria a dizer já havia sido alegado nos autos. Também não respondeu se pretende ou não recorrer da decisão.

    Clique aqui para ler a decisão da Vara Federal de Curitiba.
    Clique aqui para ler o acórdão do TRF-4.

    0 0

    Caberá a Cardozo e Teori evitar uma guerra civil, eventual prisão de LULA levará a convulsão e o enfrentamento dos defensores da democracia com os golpistas

    Ao sustar liminarmente a posse do ex-presidente Lula como ministro da Casa Civil, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, também retirou o caso das mãos do colega Teori Zavascki, para quem o juiz Sergio Moro já havia encaminhado o processo da Lava Jato; agora, o ministro da Advocacia-Geral da União, José Eduardo Cardozo, deve entrar com mandado de segurança, com pedido de liminar, pedindo a suspensão da decisão de Gilmar; Teori, por sua vez, pode chamar para si o caso, uma vez que ele é o relator da Lava Jato; caso Moro determine a prisão de Lula após a liminar de Gilmar, as consequências para o País serão imprevisíveis, depois que multidões foram às ruas, em todos os estados brasileiros, em defesa da democracia. (SITE 247).


    A CONVULSÃO É IMEDIATA E O PODER JUDICIÁRIO, CRITICADO ABERTAMENTE, ESTÁ FOMENTADO O GOLPISMO E INCITANDO À DIREITA LIGADA A DITADURA (Escritor Fernando de Moraes)


    Dia 13 de março: tucanos enxotados. Dia 18/3: Lula consagrado

    : Enquanto o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o governador Geraldo Alckmin tentaram cavalgar a manifestação de 13 de março, e dela foram expulsos, o ex-presidente Lula, com um discurso de paz e conciliação, demonstrou sua liderança na manifestação de ontem, que reuniu uma multidão na Avenida Paulista; "No domingo, na Paulista, o governador Geraldo Alckmin e o senador Aécio Neves foram escorraçados do ato que eles próprios convocaram. Na verdade não foram eles, pessoalmente,  os hostilizados, mas o que eles representam para quem foi às às ruas apoiar o golpe: a política. Agora à noite, na mesma Avenida Paulista, Lula foi ovacionado por centenas de milhares de pessoas que remavam na direção oposta dos manifestantes de domingo: hoje o povo celebrou, com Lula, a política como instrumento da democracia", postou o escritor Fernando Morais (site 247)


    Abaixo, reportagem da Reuters:

    Lula diz em ato pró-governo em SP que há tempo de "virar a história" até 2018


    sexta-feira, 18 de março de 2016 21:05 BRT


    Por Tatiana Ramil, Reuters 
    SÃO PAULO (Reuters) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou nesta sexta-feira de ato em apoio ao governo na avenida Paulista, em São Paulo, e disse que até 2018, quando acaba o mandato da presidente Dilma Rousseff, há tempo de "virar a história".
    De acordo com a Polícia Militar de São Paulo, 80 mil pessoas estiveram na manifestação às 18h45. Já o instituto Datafolha disse que o ato na Paulista reuniu 95 mil manifestantes.

    "Eu aceitei participar do governo porque faltam 2 anos e 10 meses para a Dilma terminar o mandato dela e é tempo suficiente para a gente virar a história desse país", disse Lula, nomeado ministro-chefe da Casa Civil pela presidente, diante de um mar vermelho de manifestantes.

    "Eu posso dialogar com o trabalhador, com o sem-terra, com o com-terra, com o pequeno, médio e grande empresário, com o fazendeiro, com o banqueiro", acrescentou.

    As manifestações a favor do governo se repetiram em outras cidades do país e ocorrem após protestos pedindo o impeachment de Dilma e contra a nomeação de Lula para o ministério, num momento de forte polarização política no Brasil.

    "O que eu quero é que a gente aprenda a conviver de forma civilizada com as nossas diferenças. A democracia é a única possibilidade que a gente tem de fazer o povo participar", afirmou Lula
    Aos gritos de "não vai ter golpe", os manifestantes, incluindo integrantes de centrais sindicais e movimentos sociais, ocuparam vários quarteirões da avenida Paulista.

    "A participação na manifestação é importante, porque nós vivemos uma escalada e uma ofensiva de ataque aos direitos democráticos no país", afirmou Guilherme Boulos, do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), segundo o site da Frente Popular, uma das organizadoras do evento.

    O ato na capital paulista aconteceu após a tropa de choque da Polícia Militar retirar, na manhã desta sexta, manifestantes contra o governo que estavam acampados na avenida, em uma operação com uso de bombas de gás e jatos de água.

    O protesto antigoverno havia começado na quarta-feira depois da confirmação de que Lula havia aceito convite feito por Dilma para ser ministro da Casa Civil e da divulgação de conversas telefônicas do ex-presidente, interceptadas pela Polícia Federal, como parte das investigações da operação Lava Jato, em que Lula é um dos alvos. Milhares de manifestantes foram às ruas em diversas cidades do país no mesmo dia. 

    BRASÍLIA E RIO

    Em Brasília, cerca de 4.000 pessoas, de acordo com estimativa da Polícia Militar, se reuniram na Esplanada dos Ministérios, no ato em favor do governo.

    Vestindo principalmente vermelho, manifestantes ocuparam também o centro do Rio de Janeiro, carregando faixas e cartazes com dizeres de "fora Cunha, fica Dilma", em referência ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e "por Lula vale a luta".

    Segundo os organizadores, até o início da noite cerca de 50 mil estavam presentes no ato na Praça 15. No ato contra o governo, eram cerca de 1 milhão, segundo a organização. A polícia acompanhou os dois atos, mas não fez estimativas.

    "Não é uma competição para saber quem tem mais. A luta é pela democracia que o Brasil levou anos para reconquistar", disse o bancário Antônio Santos.

    Mais cedo, policiais federais fizeram nas imediações da sede da PF no centro um ato de apoio aos dois anos da operação Lava Jato, ao juiz Sérgio Moro e contra a intervenção do governo nas investigações do Ministério Público.Os atos em favor do governo foram convocados após protestos contra a presidente Dilma e Lula. No domingo, milhões de pessoas tomaram as ruas de capitais brasileiras e importantes cidades do interior, de acordo com cálculos da polícia, para protestar contra a presidente, colocando ainda mais pressão sobre o governo, que vive uma grave crise política em meio a pior recessão econômica em décadas. [nL2N16L0EP]

    (Com reportagem adicional de Rodrigo Viga Gaier-Rio de Janeiro)

    ------

    NOTA DO BLOG

    Essa notícia do 247 sacudiu o país, hoje pela manhã, assim como todos foram surpresos pela extensão, bem, mas bem maior mesmo, dos apoiadores de Dilma e Lula. Isso é fato constatado e não invencionice de petista. 

    Eu defendo que todos sejam tratados iguais, Lula não poderá ter privilégios, se roubou tem que pagar. Agora, não podemos é rasgar os direitos constitucionais fundamentais do nosso país, onde, o que se vê, com muita tristeza, é o golpismo partindo abertamente do poder judiciário. 

    Não estranhem, já escrevi recentemente sobre isso, que o caos pode se instalar no país. Tribunais podem ser invadidos, as forças armadas ligadas ao legalismo vão resistir, assim como as forças ligadas aos governo estaduais alinhados com o governo, e aí entra o peso de Minas Gerais e Rio de Janeiro, por exemplo. E nem estou falando que grupos de esquerda, com tradição paramilitar, estão todos altamente preparados. 

    Ontem, lideranças dos moradores sem teto e líderes do MST, defenderam abertamente a invasão dos prédios dos tribunais do país. Se isso acontecer, haverá um banho de sangue no país. E isso pode até partir antes por parte de movimentos anarquistas, punks, skiners, traficantes e pessoas ávidas por revanches contra juízes e promotores. Não sejamos tolos, os juízes estão na mira dos traficantes, bandidos e assassinos. A inquietação dentro dos presídios é geral. Daí poderão partir ordens para tumultuar ainda mais o processo democrático do Estado brasileiro. 

    Não há voz de bom senso e nem de equilíbrio no país. Todos os lados estão radicalizados. Corre o anuncio de que a CNBB fará uma manifestação pública através de uma carta a nação. Vamos aguardar.

    Até entre os evangélicos está instalado o caos. Malafaia apóia os tucanos e Edir Macedo está orando pelas autoridades, leia-se por Dilma. 



    0 0

    Professor Doutor Nubem Medeiros, da UFRGS, esse Advogado e Nina Mello Prates, minha filhinha
    Professor da UFRGS, militante comunista, pai do Delegado Vladimir, ambos, pai e filho, amigos queridos meus, se manifesta acerca da situação política.

    Julio Prates, queres saber uma coisa, honestamente? Não acho que o pior defeito do PT seja a roubalheira. Sinceramente, não é. Mesmo porque roubar, todos roubam ou roubaram ou será que Aé também não estaria enrascado caso o juiz de Curitiba quisesse meter a mão em todos os políticos realmente ligado ao Lava-Jato? 
     
    O maior defeito do PT já apareceu na chamada Carta aos Brasileiros, antes mesmo da primeira eleição do Partido dos Trabalhadores para a presidência da República. Ali, eles já começaram a mostrar as unhas. Mas o povo se iludiu, na esperança de que fosse haver uma real mudança nos rumos da economia e da política que fosse - de fato - libertar, minimamente, os trabalhadores do jugo do capitalismo. Não estou, com isso, afirmando que a consciência da classe trabalhadora brasileira estivesse nesse nível, mas o povo esperava mudanças reais, como a reforma agrária, por exemplo, necessidade premente dos nossos campesinos. Só pensar que em março de 64 já tínhamos conseguido um início para tal reforma (decreto da SUPRA, lembras?) e tantas outras como a Lei de Remessa de Lucros, a desapropriação das refinarias que ainda não estavam nas mãos da Petrobras, estudo já bem aprofundado para a implantação de uma reforma urbana, a Lei do Sapato Popular (não lembro se lei, decreto ou coisa parecida), etc. 

     
    Passados mais de 50 anos, esperávamos que o governo que se dizia "dos trabalhadores" fosse avançar nos nossos direitos, mas apenas se aproveitou de um bom momento da economia mundial para jogar migalhas à classe trabalhadora, não deixando de lado os já grandes privilégios dos que ajudaram na sua eleição: os conglomerados econômico-financeiros. Mais do que isso, aumentou tais privilégios, e - muitas vezes - o fez por meios ilícitos, como tem se demonstrado nos últimos tempos. Nas próprias palavras do ex-presidente, os bancos nunca tiveram tantos lucros como nos seus dois governos. 

     
    Por isso, e por muito mais, Julio Prates, não tenho coragem de sair para as ruas em defesa do PT, mas, confesso, tenho muito medo do que vem por aí.



    0 0

    As constantes falta de água em Santiago geram indignação nas pessoas. Contudo, os culpados somos nós mesmos, que aceitamos comodamente os absurdos que envolvem a CORSAN.

    Primeiro, duvido que alguém tenha uma estatística correta entre o que é arrecadado e o que é gasto em manutenção, material operacional e gastos com pessoal. 

    Segundo, instalações obsoletas, arcaísmo, materiais sucateados, é só olhar o lixo da nossa barragem municipal, deveriam incitar uma reflexão mais profunda. 

    Ora, está na cara que o Estado é ineficiente, inoperante e não atende sequer as necessidades básicas essenciais da população, no caso sagrado, a nossa água de cada dia. Estamos esperando o quê? 

    Tá na hora de privatizar essa droga de CORSAN. Entregar para a iniciativa privada ou descentralizar os serviços, a exemplo do que fez São Leopoldo, que municipalizou a questão da água. 

    Servidor público sabe que - faça sol ou faça chuva - o dinheirinho dele tá na conta no final do mês. Eles estão se lixando para a gritaria da população. 

    Ademais, CORSAN, DAER, essas coisas, não podem ficar na mão de governo. Temos que ter serviços eficientes, não interessa, se estatal ou não. Se o Estado não atende as demandas, corre-se com o Estado e pronto. 

    O pessoal mete o pau na AES SUL, mas com eles a coisa funciona. Cai um poste, eles estão lá em cima, dando explicações, reparando o prejuízo e dando uma resposta para a sociedade. 

    A CORSAN nem um assessor de imprensa tem para informar os órgãos locais de comunicação sobre o  que está acontecendo. Os babaca dos jornalistas, para informarem a população, é que têm que ficarem ligando para o responsáveis pela empresa. Os papéis estão invertidos.

    E, também, não se sabe o que o Ministério Público, que tem o dever constitucional de zelar pelos interesses difusos da população, está fazendo. Nessas alturas da baderna, com o caos instalado na cidade, a coisa não é de hoje e nem recente, já deveria estar rolando uma ação civil pública.  

    E, por fim, isso que está ocorrendo é quebra de contrato no fornecimento de água, a CORSAN deveria ser multada por isso e responsabilizada pelos danos, perdas e tudo mais que está acontecendo em Santiago. 

    Não adianta gritar e nem espernear. Temos é que ter uma atitude firme, drástica e enérgica a partir de agora. Privatizar é a opção primeira.

    Serviço público tem que ser como a Polícia Civil de Santiago. Apresentar resultado e ganhar a simpatia do povo. É só o que falta termos que apelar para a Polícia Civil para acabar com a baderna que virou as constantes faltas d´água em nossa cidade. Nessas alturas, eu acredito que até isso eles resolveriam em dois toques.


    0 0

    Em novembro de 2007, um avião Learjet caiu na mesma região onde ocorreu o acidente com o ex-presidente da Vale Roger Agnelli neste sábado (19). Oito pessoas morreram, entre elas, o piloto e o co-piloto da aeronave. Eles foram identificados como Paulo Roberto Montezuma Firmino, 39 anos, e Alberto Soares Júnior, 24.

    O acidente ocorreu às 14h10, após a aeronave decolar do aeroporto de Campo de Marte, que fica a cerca de 400 metros do local. As casas atingidas pela aeronave ficam na Rua Bernardino de Sena, travessa da Avenida Casa Verde e próximo à Avenida Brás Leme, uma importante via de ligação do bairro com o centro.

    Uma delas, a de número 118, foi totalmente destruída com o impacto. Outra foi parcialmente atingida e duas tiveram a estrutura abalada. Elas foram interditadas pela Defesa Civil. Na casa destruída moravam 12 pessoas, mas nem todas estavam na residência no local do acidente.

    O avião era um Learjet modelo 35 prefixo PT OVC, que pertencia à empresa Reali Táxi Aéreo. Ele havia sido comprado em março pela empresa. Embora o avião transporte oito passageiros, apenas o piloto e o co-piloto estavam na aeronave, segundo a Aeronaútica. Eles voavam para o Rio de Janeiro, com destino à cidade de Angra dos Reis. De acordo com testemunhas, o avião caiu "de bico" no chão, depois de tentar desviar de uma torre próxima ao local do acidente. O avião estava com o tanque cheio no momento do acidente.

    correio braziliense

    0 0
  • 03/19/16--17:08: Mais votados
  • Santiago tem dois nomes que, na minha opinião, vão liderar o ranking dos vereadores mais votados. Claitinho, cadeirante e estudante da URI, pelo PMDB, deve ultrapassar fácil a barreira dos 2 mil votos. Vai disputar com Rafael Nemitz a condição de mais votado da cidade.

    0 0


    O momento que atravessamos nestes dias é de agressão à Cidadania e ao Estado Democrático de Direito, podendo estar sendo ofendida ainda a própria soberania do Estado Brasileiro. Este momento histórico exige o protagonismo máximo da Ordem dos Advogados do Brasil, que é a instituição baluarte histórica da defesa e guarda das garantias e prerrogativas civis, defensora primeira e intransigente dos valores democráticos, como em tempos passados de supressão e usurpação das liberdades individuais e supressão da ordem constitucional democrática.

    No entanto, lastimavelmente, assiste-se a entidade permanecendo, até aqui, à margem do lugar que lhe cabe ocupar nestes acontecimentos, razão pela qual permanece solene e sentidamente esquecida na escalada dos graves embates políticos que tomam lugar e que se desdobram no país, acontecimentos estes que tem gerado o incitamento ao ódio e à radicalização da política.

    O momento nacional exige a participação altiva e firme da OAB, de forma a que se restaure a paz social, o equilíbrio dos agentes políticos, assim como a harmonia e a segurança desejadas pela esmagadora maioria da população brasileira, que a tudo assiste aturdida.

    Trata-se de um momento que surpreende a Diretoria recém-empossada do CF, tendo à frente o valoroso e combativo advogado gaúcho Cláudio Pacheco Prates Lamachia.

    Porém, não é hora para titubeios ou de hesitações ao dever maior que se apresenta à OAB, entidade que é uma referência histórica para toda a população brasileira.

    Impõe-se à Ordem, mais do que nunca e acima de quaisquer outros contextos ou interesses, a defesa firme e intransigente dos valores democráticos, assim como a exigência do respeito à legalidade e à constitucionalidade existente, com o repúdio aos atos que visam modelar e dar sequência a uma tentativa de golpe midiático-parlamentar de Estado, visando a afastar de suas funções no Poder Executivo Nacional a Presidente da República legitimamente escolhida pela vontade soberana e majoritária do povo brasileiro, através das urnas, em outubro de 2014.

    Incumbe à OAB o dever primeiro e maior, acima das colorações ideológicas ou partidárias de quem quer que seja, defender o bem maior que é a Democracia, a qual se sustenta no Estado Democrático de Direito e no respeito às Leis e à Constituição Cidadã de 1988.

    O Brasil inteiro conclama a OAB, assim, dada a sua vocação histórica, a assumir o lugar honroso que lhe cabe em todos estes eventos, concitando para o diálogo, mas de forma a que não se imponha ao país a vontade minoritária de setores políticos contrariados com resultados eleitorais desfavoráveis colhidos pelo sistema de representação política vigente, setores estes que operam seus expedientes associados a grupos empresariais oligárquicos de comunicação social que, por vezes afastados do serviço público que lhe foi concedido pelo Estado.

    Vive-se ainda um momento em que há uma escalada vertiginosa de episódios de desrespeito e supressão das prerrogativas profissionais de dezenas de Advogados no exercício do seu “munus” constitucional, com a geração de cerceamentos ao direito de defesa de acusados, denunciados e réus em contextos judiciários relacionados a este momento político da vida nacional, o que sinaliza a necessidade de imediata e firme intervenção da OAB.

    Incumbe à entidade, por fim, conclamar as instituições públicas para que exerçam suas relevantes atividades no louvável combate à corrupção de forma isenta e republicana, centrando-se nos valores maiores da cidadania e da ordem constitucional, sem omissões ou práticas ativas determinadas pela eventual preferência partidária ou ideológica de seus agentes integrantes.

    Assim, espera-se que a OAB, por seu Conselho Federal, assuma o lugar altivo e histórico que lhe está reservado no protagonismo dos eventos políticos que surpreendem os brasileiros, anunciando ao país inteiro, firmemente, por todos os meios e formas, para a tranquilidade da população, que defende e defenderá, sem tréguas, os valores maiores e mais caros da Cidadania.

    Rogério Guimarães Oliveira
    Advogado
    Porto Alegre/RS


    23 h ·
    O presidente do Conselho Federal da OABClaudio Lamachia, diante da gravidade dos fatos tornados públicos nesta quarta-feira (16), anunciou a convocação de sessão extraordinária do Conselho Pleno e do Colégio de Presidentes de Seccionais para esta sexta-feira (18).


    Comentários

    Manifesto aqui minha expectativa de que a OAB Nacional posicione-se firmemente e publicamente, neste dia 18, pela intransigente defesa do Estado Democrático de Direito, repudiando qualquer tentativa de golpe de Estado contra o governo da atual mandatária da nação, eleita democraticamente em outubro de 2014. Deve a OAB ainda posicionar-se em defesa das prerrogativas constitucionais de cidadania que estão sendo violadas na atual crise política que se desenvolve no pais, bem como em defesa intransigente das prerrogativas profissionais da Advocacia, as quais têm sido violadas multiplamente pelo magistrado federal Sérgio Moro, o qual tem promovido a quebra pública do sigilo profissional entre advogados e seus representados, na medida em que o referido magistrado entregou à imprensa o conteúdo de conversas telefônicas grampeadas mantidas entre profissionais da Advocacia e seus clientes. A OAB deve exigir das autoridades judiciárias, especialmente das Cortes Superiores e do CNJ, para que zelem pela observância do estrito e devido processo legal em todas as operações, investigações e processos envolvendo a denominada Operação Lava Jato, até para que se evitem nulidades que a tornem inócua em relação a vários dos investigados ou réus. E deve a OAB, por fim, exigir do Ministro de Estado da Justiça e do Procurador-Geral da República a apuração sumária da hipótese de instalação de grampo telefônico ilegal no gabinete da Presidência da República, na medida em que tal fato de alta gravidade, a confirmar-se, representa atentado contra a Lei de Segurança Nacional e violação da soberania do país, com as respectivas responsabilizações de seus autores.

     



    0 0

    Sai de madrugadinha de Santiago para buscar minha filhinha em Maçambará. Mesmo assim, enfrentei um terrível temporal ... praticamente impossível viajar nessas condições. Mas estamos na Graça de Deus. Assistindo filmezinhos no Escritório do papito.

    Nina com a Folhinha Universal, da abençoada Igreja Universal

    Concentração

    Sexta-feira recebi a Estrela do Rei Salomão que eu havia encomendado para ela usar


    Todas as vezes que eu a pego, Nina sempre me pede um lanche diferente para o pique-nique. Confesso que não a entendia muito, pois o pique-nique é sempre num campo ou numa tapera. Dessa vez ela me recomendou que queria carne assada, torta, coca-cola, suco de limão russo e bom-bonm branco .... e é claro, a patinete, será na Páscoa. Mas hoje decidi perguntar para ela o significado de comermos no caminho. Ela cortou o meu coração  ao me responder que assim comia duas vezes ao meu lado. Tadinha., ela sente falta das nossas refeições ... é tudo tão triste e confuso. Ela tem plena consciência do nosso amor e da destruição que tudo representou, desde a nossa casa até as relações humanas estúpidas, que me afastaram dela, mesmo sendo seu pai. Esse garfo, tanto ela quanto eu, guardamos como um símbolo da destruição que tudo representou para nós. Deus tem sido nosso consolo, nossa esperança e vamos tocando a vidinha enquanto for possível.

    Com o temporal, o lanche foi no carro....amas tudo é eivado de simbologias

    Apesar dos seus 5 anos, Nina já está com um aspecto de mocinha.


    Nina e sua amiga Brenda, da Igreja Universal

    0 0

    Fonte - Paulo Henrique Amorim



    publicado20/03/2016
    bessinha patria branca
    O Conversa Afiada reproduz artigo de Fernando Brito, extraído do Tijolaço:


    Já que não se pode cassar o voto, casse-se o candidato

    Lula tem, segundo o Datafolha, 57 % de rejeição.

    Portanto 43% de potencial aprovação, até porque 35% seguem achando que ele foi o melhor presidente que o país já teve.

    Nada mau para um sujeito que só falta ser apontado como ladrão de picolé de criancinha, todos os dias.

    Todos os dias, e em todos os jornais e em todas as tevês, a começar pela Globo.

    Horas e horas dizendo que roubou triplex, pedalinho, puxadinho.

    O Jornal Nacional faz uma hora de “horário eleitoral” todo santo (ou diabólico) dia contra ele.

    É como você jogar baldes e baldes de lama sobre uma pessoa, durante meses e então perguntar às pessoas: ele é limpinho? ele está bonito?

    Qualquer avaliação eleitoral sobre Lula está, evidentemente, contaminada pelo processo imundo que se vem realizando contra uma pessoa que é acusada de…ainda não se sabe do quê.

    No máximo, até agora, de ter falado alguns palavrões em conversas privadas por estar, como diz ele, “puto com esta sacanagem”

    A imensa matilha judicial-policial-midiática atirada. em horário integral e sem qualquer limitação, não possui nada que indique que ele tenha favorecido alguma empresa  em troca de vantagens.

    Nada, a não ser a ilógica suposição que quem comandava um Governo que contratava centenas de bilhões em obra tenha recebido de propina um puxadinho ou um apartamento de 200 metros quadrados na simplória praia do Guarujá, que poderia ter comprado com duas palestras para as quais era contratado, inclusive pela própria Globo, que martela estas acusações.

    Portanto, do futuro eleitoral de Lula de Lula só três coisas pode-se afirmar: a) que ele dispõe de uma parcela do eleitorado capaz de resistir aos mais demolidores ataques; b) que depende do fim da loucura judicial com que se o ataca, com o exame um pouco mais sereno do STF, porque de Sérgio Moro não há ninguém que possa dizer mais que é um juiz imparcial e c) da recuperação do Governo Dilma, paralisado e impossibilitado de agir em meio à crise real da economia e ao caos criado na política.

    Não é por eleições que se trama e executa o golpe, é na conspiração já nem escondida e de que tratarei no próximo post.

    Mas a pesquisa serve para outras observações.

    Marina, a quem o jornal trombeteia “liderar em todos os cenários” não cresceu ou só o fez dentro da margem de erro. Continua sendo “cavalo matungo”, serve para ocupar a raia do lado popular e atrapalhar a carreira, esperando que avance alguém pela direita. Já foi assim duas vezes e será a terceira.

    Marina tem, no máximo, o benefício do “efeito redoma”: como não aparece, não se desgasta. Mas como não aparece, senão vez por outra pra grasnar sua pureza, também não cresce.

    Já sobre Aécio, como explicar que o autoproclamado “presidente moral” do país só encolha, encolha e encolha?

    Há dois fatores mais destacados.

    O primeiro deles é que se formou uma corrente de extrema-direita a quem ele não basta: é preciso alguém mais truculento. A sua expulsão, aos berros, pelos manifestantes da Paulista no domingo passado é sua evidenciação.

    O outro, é que sua pequenez política vai ficando patente e, mesmo entre seus apoiadores, não se lhe reconhecem as virtudes de liderança que o país precisa.

    Aliás, entre os três principais competidores da pesquisa, é evidente que só a parcela que está firme com Lula vê em seu escolhido estas qualidades. De Marina, a principal virtude é que “não fede nem cheira”. De Aécio, o hexadenunciado que “não vem ao caso” na Lava Jato, nem isso talvez se possa dizer.

    É o que se presta á análise no Datafolha, de resto só parte da imensa campanha de destruição da imagem de Lula que o golpismo põe em curso desde a campanha eleitoral de 2014.

    Se há aquela famosa frase de Joseph Goebbels de que uma mentira repetida mil vezes torna-se uma verdade, o que esperar quando as mil vezes tornam-se um milhão, sustentada por gente de muitos bilhões, que controla a mídia brasileira.

    PS. E o “herói nacional”, o salvador da pátria Sérgio Moro, hein? 8% para o homem que se anuncia capaz de abrir as águas do Mar Vermelho e conduzir o Brasil para a Terra Prometida da Moralidade? É melhor chamarem de volta o Joaquim Barbosa.

    0 0


    Colegas perguntam o que acho do abaixo-assinado de INICIATIVA DE APOIADORES DO ATUAL presidente nacional da OAB para solicitar ao mesmo a defesa de advogados e advogadas que foram ilicitamente grampeados em meio ao conturbado contexto político nacional e têm tido suas prerrogativas violadas. Defendemos e apoiamos toda e qualquer iniciativa que busque assegurar a efetividade das finalidades institucionais previstas no art. 44 do Estatuto da OAB!!! Saudosos presidentes nacionais da OAB - dentre outros cito Batochio, Lavenerè e Cezar Britto -, desde o episódio da errática manifestação de aprovação da CONDUÇÃO COERCITIVA, posteriormente contraditada e desmentida, estão diariamente dando declarações em defesa da Constituição, do Estado Democrático de Direito e da ordem jurídica!!! Quando a OAB apoiou o golpe de 1964, nem mesmo Sobral Pinto imaginava que chegaríamos ao AI-5!!! O Brasil precisa ser passado a limpo sem arbitrariedades!!! Este é o papel institucional da OAB!!!

    ESTATUTO DA OAB (Lei n. 8.906/94): "Art. 44. A Ordem dos Advogados do Brasil - OAB, serviço público, dotada de personalidade jurídica e forma federativa, tem por finalidade: I - defender a Constituição, a ordem jurídica do Estado democrático de direito, os direitos humanos, a justiça social, e pugnar pela boa aplicação das leis, pela rápida administração da justiça e pelo aperfeiçoamento da cultura e das instituições jurídicas. II - promover, com exclusividade, a representação, a defesa, a seleção e a disciplina dos advogados em toda a República Federativa do Brasil."


    Comentários
    Paulo Tarouco
    Paulo TaroucoEsta OAB não me representa. Viva a legalidade!
    Cleusa Isabel Nunes Pintos
    Cleusa Isabel Nunes PintosConcordo plenamente colega Beto Rodrigues, amanhã podemos ser nós, não é questão de defender bandidos cara colega Carlos, a complexidade e gravidade desta conduta ilegal, terá reflexos imensuráveis em nossas prerrogativas, vai mto além de sua colocação simplista...
    Com tdo respeito aos demais opiniões!
    Régis Alan Santos
    Régis Alan SantosA serenidade, racionalidade e ponderação dos Doutores Dr.Paulo Torelly e Aury Lopes, cuja chapa logrará exito na próxima eleição, reflete o sentimento da maioria dos Advogados engajados na defesa do estado democrático de direito e prerrogativas constit...Ver mais
    Roberto Carmai Duarte Alvim
    Roberto Carmai Duarte AlvimCom a devida venia, entendo que situações sigilosas não devem ser ditas por telefone NUNCA. Princípio básico. Falar como falou aquele colega e utilizando aquele linguajar foi uma demonstração de primariedade total. Quanto a impossibilidade da Justiça violar o escritorio através de mandado é uma situação muito complexa e difícil , a meu ver.
    Luiza Moll
    Luiza MollComo professora de direito, aposentada pela UFRGS, manifestei-me favoravelmente à OAB quando assinou ato contra as irregularidades do Juiz Moro, fui cobrada por amigos do facebook quando o Conselho Federal da OAB aprovou o processo de Impeachment, que,...Ver mais
    Ruy Prieto
    Ruy PrietoGostaria que me informassem, por favor: quantos advogados compõem o nosso congresso?
    Neusa Maria Santos
    Neusa Maria SantosONDE ESTÁ A OAB NESTE MOMENTO??? DEPOIS QDO CRITICAMOS NOSSA ENTIDADE ACHAM QUE NÃO TEMOS RAZÃO. LAMACHIA TOMA UMA ATITUDE DE HOMEM!
    Neusa Maria SantosMas espiar advogados não ė competência dele. Ou não existem mais prerrogativas e nem direito de sigilo profissional? E o direito de ampla defesa? Tudo está fora dos parâmetros legais. É assim que eu vejo. Se alguns juízes ja são arrogantes e prepotentes imagina agora. Quem advoga sabe!
    Vera Regina Poderosa
    Vera Regina PoderosaAtençao, bandidos tiveram escutas, não advogados.
    Pessoas que estão roubando o Brasil, encobrindo criminoso.
    ATENÇAO aos FATOS.
    Roberta Schmitz Noronha
    Roberta Schmitz NoronhaQuem acompanha todos os fatos, sabe que o grampo não foi ilegal. Feliz com a existência de una alma corajosa e independente como o juiz Sérgio Moro. Nós, como advogados, não podemos apoiar quem se refere ao Presidente da Oab dessa forma...
    Noeli Recktenwalt
    Noeli RecktenwaltNada e ninguem esta a cima da lei.respeitem todos.lempram.a carta magta.e a resposta desse brasil onde os governantes nao sao capases de com dignidade honrar seguer o respeito a sociedade que os elegeu.tenham dignidade se nao forem capas se demitem dos...Ver mais
    Eliana Bairros
    Eliana BairrosConcordo ,ñ devemos aceitar a violação das prerrogativas de nossos colegas, sob pena d sermos o o próximo. 📚📚📚📚
    Rodrigo Caceres Dutra
    Rodrigo Caceres DutraLula deveria honrar sua biografia e se manter distante do poder para provar a inocência que ele diz ter. E não se proteger sob o guarda-chuva do cargo, como aqueles que se acovardam diante da luta.
    Renato Paradeda
    Renato ParadedaEu não sei se a Ivone é advogada,más, se for não tem o mínimo conhecimento da missão da advocacia. A inviolabilidadde do advogado, dona Ivone,não é um privilégio que a Lei dá a uma pessoa. É uma garantia democrática que a Lei dá a quem está no exercício da advocacia. É uma exigência da democracia, do Estado Democrático de Direito. Se não for advogada vá estudar um pouco mais epare de dizer besteiras.
    Alvadi Griseli
    Alvadi GriseliA OAB que apoiou o golpe de 64, incendiada pela mídia, pelo visto tomará o mesmo caminho. Lamentável. A verdade prevalecerá.
    Jucelino Camargo Abadi
    Jucelino Camargo AbadiLamentável, a instituição da grandeza de nossa OAB se submeter a mais essa tentativa de golpe, quando seria o seu papel de preservar a nossa democracia e, sobretudo, os interesses da classe. Pois, simplesmente, aderiu a esse movimento da mídia podre, q...Ver mais
    Luiz Francisco De Moraes Vieira
    Luiz Francisco De Moraes VieiraBem menos Paulo Torelly não distorce
    Fabiani Pereira
    Fabiani PereiraInadmissível grampear advogado falando com o cliente! A OAB deve entrar no jogo para impedir abusos!
    Luiz Fernando Sousa Oliveira
    Luiz Fernando Sousa OliveiraConcordo com a defesa de nossas prerrogativas Constitucionais. Entretanto , nao devemos esquecer que trata-se de pessoas que comandam um Pais , embora a Lei maior nao o diga expressamente.
    Glauber Santos Silva
    Gerson Farias
    Gerson FariasE a história se repete... "No dia 7 de abril de 1964, o Conselho Federal da OAB realizou uma sessão ordinária. Era a primeira após o golpe de estado que depusera alguns dias antes o Presidente João Goulart. A euforia transborda das páginas da ata que r...Ver mais
    Marcia Rabelo
    Marcia RabeloOs advogados não foram alvo do grampo, visto q as escutas partiram dos telefones do investigado Lula. Sou advogada e não sou alienada e não vou me deixar levar por esses engodos de Petistas. Cuidado colegas. Vejam primeiro a licitude da coisa para depois endossarem.
    Dejair Eugênio
    Dejair EugênioCuidado colega! Hoje o grampo era no investigado (mas expuseram o conteúdo das gravações dos advogados em pleno exercício da profissão), amanhã ou depois vão entrar dentro dos escritórios de advocacia para colher provas contra clientes!
    Márcia Plácido
    Márcia PlácidoVergonha,, sou advogada e né envergonho desta OAB. Golpista
    Renato Paradeda
    Renato ParadedaEspero urgentes e drásticas providências do Conselho Federal. Se não houverem, a atual direção da OAB estará deixando de defender prerrogativa básica da advocacia.
    Claudia Diefenbach Costa
    Claudia Diefenbach CostaInfelizmente o que eu li é que a OAB não concorda e está disponível para que os advogados que se sentirem violados acionem. Não é estranho? Contra a condução coercitiva não se pronunciou. A única atitude foi em relação ao impeachment. Para mim foi uma desilusão me parece que só está preocupada com as ofensas morais ao Órgão.
    João Holsbach
    João HolsbachPara minha pessoa não tem a menor influência, o QUE FALO CONFIRMO, E O QUE ESCREVO ASSINO. Idiota é o que nesta altura da evolução das comunicações fala besteira ou algo que o comprometa.
    Marcelo Pinho Dos Santos
    Marcelo Pinho Dos SantosEu to fora, a conversa do Dr .Sigmaringa Seixa é politicamente escandalosa, Fora PT, Fora Dilma!!!!!
    Fernanda Montagna
    Fernanda MontagnaParei de ler no : (...) para solicitar ao mesmo (...) Emoticon frown
    Jane De Campos Kohls
    Jane De Campos KohlsConcordo plenamente com o Colega e faco das palavras dele as minhas
    Antonio Dias De Almeida Filho
    Antonio Dias De Almeida FilhoO art. 93, IX , Regulamenta e determina a decisão do juiz Moro, agindo de maneira diversa estaria ferindo a constituição , o interesse público sempre prevalece ao direito individual e a intimidade, tanto do investigado , como de advogados , e nosso estatuto não está acima da constituição , não vejo irregularidade e nem violacao de prerrogativas colega , abraço !
    Nirvana Brescovit
    Nirvana BrescovitEspero que OAB tome medidas que a Lei permite, pois grampear advogados,defensores, não pode ser permitido.O sigilo com o cliente,deve permanecer,caso contrário entraremos num caos sem volta.
    Luiz Antonio Carvalho
    Luiz Antonio CarvalhoPois, se a OAB estivesse a mais tempo preocupada com prerrogativas dos advogados e menos tempo aliada com estes comunistas, não estaríamos sendo desrespeitados em nossas prerrogativas... Mas a pergunta que fica... O que estariam fazendo os "colegas" p serem alvos de grampo da PF ?!?!!
    Elaine Muller
    Elaine MullerQuem não deve não teme! !!!! Grampear tudo, se necessário para limpar toda podridão que está escondida, seja de quem for! !!!!
    Marcelo Abbud
    Marcelo AbbudTempos difíceis... que insegurança...bandido realmente tem que ser investigado... mas todos bandidos... rasgaram a CF e a OAB...
    Paulo Lessa
    Paulo LessaConcordo com os colegas, eis que a escuta não atingiu a classe, mas pessoa investigada e com indícios fortes de prática de crime contra o patrimônio público
    Celi Winter
    Celi WinterQuero a OAB apoiando a moralidade na gestão pública e o fim da corrupção!
    Luiz Fernando Tressino
    Luiz Fernando TressinoÉ verdade, foi vergonhoso ouvir um advogado falando num linguajar chulo e de modo incompreensível, até fazendo crer que seja o redator dos discursos da presidente. Tem mesmo que acabar com esses grampos vexatórios. Emoticon grumpy
    Laércio Dable Dos Santos
    Laércio Dable Dos SantosABIN pode grampear juízes no exercício de suas funções! Esse país é cômico para não dizer um desastre!
    Francisca Moreira da Costa
    Francisca Moreira da CostaA OAB não precisava de abaixo assinado para tomar medidas, é uma obrigação.
    Enaê Piccinini Kumer
    Ivone Scotti
    Ivone ScottiSe fores um bandido lesa Pátria com certeza farão, mas se fores honesto e respeitar as leis e a constituição não vais precisar ser grampeado, o os grampos mentiram em algum momento?
    Beto Rodrigues
    Beto RodriguesApoio incondicional aos Colegas que foram alvo de escutas ilegais, irregulares. Fizeram com eles evidente que amanhã ou depois farão conosco.
    Denilson Fabro
    Denilson FabroCom certeza devemos apoiar, pois esse Juiz do Paraná esta extrapolando as suas perrogativas.
    Laércio Dable Dos Santos
    Laércio Dable Dos SantosBandido tem que ser grampeado!
    Marcelo Stumpf
    Marcelo Stumpf1: PT votou contra a CF de 1988. Assinou somente pq legalmente nao tinha como nao assinar. 2: Nao existe ilicitude nas gravacoes. Pode ser questionada a liberacao das gravacoes entre LILS e seu advogado. Porem, sinceramente, minha moral diz que o inter...Ver mais
    Vinicio Schumacher Santa Maria
    Cláudio Cavalheiro
    Cláudio CavalheiroEspero providências drásticas da OAB...
    Julio César DE Lima Prates
    Escreva um comentári

older | 1 | .... | 154 | 155 | (Page 156) | 157 | 158 | .... | 247 | newer